Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
09f402074538239e8e26b5644af5c26e28eda0f8 43398cd452dbd3f4341809bc9e07db7b37830a46
Vestibular e Enem

15 erros mais comuns de português: parte 2

por Isabela Giordan em 30/03/18 45 mil visualizações

Ano passado, a Revista QB fez um lista com os 15 erros de português mais comuns e vocês adoraram, não é mesmo?

~os leitores da Revista QB gritam de alegria~

Pensando nisso, fizemos a parte dois: uma nova lista com mais 15 erros de português que são super comuns! Quais desses você já sabia e quais você não tinha a mínima ideia de que era um erro? Conte para gente nos comentários! ;)

1 - VÊM E TÊM

Você já deve ter percebido que em alguns casos os verbos “vir” ou “ter”são utilizado como “vem/vêm” ou “tem/têm”, certo? As duas formas de escrevê-los estão corretas, entretanto, cada uma é escrita em casos específicos.

VEM e TEM: utilizado na terceira pessoa do singular (ele/ela)
Exemplo: Ele vem para o trabalho todos os dias às oito horas.

VÊM E TÊM: utilizado na terceira pessoa do plural (eles/elas)
Exemplo: Eles têm que aprender a se comportar.

2 - “MIM” AJUDA

Esses é um dos erros mais comuns e que muita gente confunde, porém, decorar esta regra é muito fácil: mim não conjuga verbo! Ou seja, antes de verbo é preciso usar o "EU". 
Exemplo: Quando eu limpar a casa, você pode vir me visitar.

O mim um pronome oblíquo tônico e é usado apenas após uma preposição
Exemplo: Você pode trazer aquela blusa para mim, por favor?


3 - MENAS E MENOS

Muito confundem quando usar “menas” ou “menos”, porém a regra é clara: MENAS não existe! MENOS é uma palavra invariável, ou seja, ela não possui uma flexão de gênero (feminina ou masculina).
Exemplo: Estou dormindo menos horas do que o indicado pelo meu médico.

4 - PRA E PARA

As duas palavras estão certas e significam direção, finalidade, capacidade, oposição, propriedade, entre tantas outras. Contudo, é preciso saber em qual situação utilizá-las.

PARA: Deve ser utilizada quando for preciso uma linguagem mais formal ou escrita.
Exemplo: Irei para o Rio de Janeiro neste final de semana.

PRA: Já o “pra” deve ser utilizado em circunstâncias mais informais ou em linguagem falada (quando você estiver conversando com outra pessoa).
Exemplo: Olá, Julia. O Carlos comprou cerveja pra gente, não precisa se preocupar com isso. 

5 - ATRAVÉS DE E POR MEIO DE

ATRAVÉS: O através é utilizado apenas quando você quer dizer que algo atravessou outra coisa.
Por exemplo: Ele entregou a flor através das grades do portão. 

POR MEIO DE: É utilizado quando você diz que algo foi utilizado na execução de uma ação. 
Por exemplo: Eu mandei o seu presente por meio do correio.

Rachel está olhando através da janela. Entendeu? :)

6 - CONCERTEZA

Concerteza não existe! Para usar esse locução adverbial, lembre-se de que são duas palavras separadas: “com certeza”.
Exemplo: Não vou mais ficar sofrendo com isso. Com certeza a Lara recebeu o convite e apenas esqueceu de me avisar.

7 - INVÉS DE OU EM VEZ DE

INVÉS DE: Deve ser utilizado quando a ideia da mensagem for de “ao contrário de”.
Exemplo: Ao invés de lamentar pelo ocorrido, você deveria ligar para ela e pedir desculpas.

EM VEZ DE: Essa expressão deve ser usada apenas quando for passar a ideia de “no lugar de”.
Exemplo: Ela preferiu comemorar o seu aniversário no bar em vez do boliche.

8 - ONDE E EM QUE

ONDE: Deve ser usado apenas em casos que há referência a um lugar
Exemplo: Vamos nos encontrar perto de onde a Laura mora. Pode ser?

EM QUE: Utilizado apenas quando for se referir a situações, coisas ou pessoas
Exemplo: Você assistiu aquele filme em que o personagem principal morre?


9 - POR HORA E POR ORA

POR HORA: É usado para indicar o que acontece a cada hora e o tempo.
Exemplo: Aquele dermatologista atende apenas uma pessoa por hora.

POR ORA: É um sinônimo de “por agora”, “neste momento” ou “por enquanto”. Expressões que indicam algo que está acontecendo agora.
Exemplo: Por ora, vamos esperar o resultado do exame.

10 - ESTE E ESSE

ESTE: É utilizado quando você quer falar de algo que está perto ou, no discurso, quando for fazer referência a algo que ainda não foi citado do texto.
Exemplo: Muito bonita esta bota que eu comprei, não acha?

ESSE: Esse pronome é utilizado quando está longe da pessoa que fala, mas pode estar perto da pessoa com quem se fala. Assim como o “este”, o “esse” é utilizado para se referir a algo que já foi citado no texto.
EXEMPLO: Esse carro é seu?

11 - NADA A VER E NADA HAVER

NADA A VER: Entre as duas formas, essa é a forma mais correta de se escrever. A expressão indica que algo não está relacionado ou correspondendo a algo.
Exemplo: Você não tem nada a ver com essa briga.

NADA HAVER: Ela é mais utilizada em situações que em que não se tem nada a receber ou reaver, focando em quantias monetárias.
Exemplo: Paguei tudo que devia ao meu pai. Não tenho mais nada haver com ele.


12 - PORISSO

PORISSO: Essa expressão não existe. A forma correta de escrevê-la é “por isso”. Lembrando que essa locução indica uma consequência ou uma conclusão.
Exemplo: Estou com a agenda apertadíssima. Por isso, devemos nos ater nos assuntos que estão elencados na pauta da reunião.

13 - FAZ UMA SEMANA E FAZEM UMA SEMANA

FAZ UMA SEMANA: Essa é a única forma correta de indicar um período de tempo no passado.
Exemplo: Faz mais de uma semana que eu não ligo para a minha mãe.

FAZEM UMA SEMANA: Essa forma de conjugar o verbo para expressar um período de tempo que passou está errada. Nesses casos, o verbo deve sempre ser conjugado na terceira pessoa do singular: faz

14 - DE MAIS E DEMAIS

DE MAIS: Locução adverbial que indica algo ligado principalmente a quantidade. Essa locução é antônimo de “de menos”.
Exemplo: Comprei comida de mais para nós dois. Acho que irá sobrar.

DEMAIS: É um advérbio de intensidade. Além disso, transmite a sensação de exagero.
Exemplo: Esse garoto é chato demais. Não sei como ele ainda conseguiu passar para a vaga de estágio.

15 - NA MEDIDA QUE E À MEDIDA QUE

NA MEDIDA QUE: Essa expressão é utilizada para indicar uma justificação ou uma causa.
Exemplo: O fornecimento de água foi interrompido na medida em que os pagamentos não foram efetuados.

À MEDIDA QUE: Indica uma progressão que acontece simultaneamente.
Exemplo: À medida que o tempo passava, ele ficava mais cansado.

09f402074538239e8e26b5644af5c26e28eda0f8 43398cd452dbd3f4341809bc9e07db7b37830a46

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54