logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

Ensino Básico

Lição de casa deve estimular e não cansar o aluno

por Yuri Marques em 04/08/22

Lição de casa

A lição de casa é uma ferramenta essencial para ampliar o conhecimento dos alunos sobre os conteúdos abordados em sala de aula. Os deveres são importantes porque ajudam a esclarecer dúvidas e contribuem para o rendimento dos estudantes. 

Além disso, a lição de casa também promove a autonomia, a organização e o senso de responsabilidade entre as crianças. Outro ponto importante dos exercícios é o desenvolvimento do hábito de estudos, o que acaba favorecendo o interesse pelas matérias e uma rotina mais produtiva fora do horário escolar.

Como aplicar os deveres de casa da maneira correta?

Apesar dos benefícios das lições de casa, esse tipo de estratégia de ensino deve ser usado com sabedoria pelas escolas. Caso contrário, o aluno poderá encarar os deveres de casa como algo chato e pesado. 

 Prova disso foi o vídeo de um menino que ganhou repercussão na internet no último mês. Nas imagens, o garoto, de apenas três anos, aparece reclamando das tarefas enviadas pelo colégio. É possível perceber claramente a irritação da criança em relação à rotina de estudos. 

A mãe da criança deu uma entrevista ao portal de notícias G1 e explicou que o estresse aconteceu porque o filho estava com vontade de brincar. Na visão dela, as tarefas são importantes, mas precisam ser enviadas em pequenas doses para não sobrecarregar os alunos. 

Nesse contexto, a recomendação é que os professores evitem tarefas repetitivas, bem como atividades que tomem muito tempo dos estudantes. Também é importante priorizar dinâmicas criativas e que estimulem a curiosidade. 

A escola deve, ainda, levar em conta a realidade social dos estudantes e manter uma comunicação ativa com os pais para entender as dificuldades de cada aluno. Por outro lado, as famílias também precisam ajudar, fornecendo recursos e um espaço adequado para a criança estudar.

Veja também:
Como conseguir bolsa para o ensino fundamental?

Dever de casa: quantidade não é qualidade!

Na visão de Adam Maltese, professor de ciências da educação na Universidade de Indiana, nos EUA, nem sempre sobrecarregar o aluno de atividade vai contribuir para um aprendizado eficaz. 

Ele, que é autor de uma pesquisa sobre os efeitos das lições de casa em alunos do ensino fundamental, analisou o desempenho de 18 mil estudantes e defende que a qualidade das tarefas é muito mais importante do que o tempo que os alunos passam se dedicando a elas.  

“A quantidade de lição não interferiu nas notas das turmas. Precisamos pensar, então, no que os alunos vão fazer em casa. Trabalhos repetitivos não importam. Temos de ensiná-los a serem bons pensadores”, esclarece o pesquisador. 

Isso significa que, encher a agenda da criança de atividades vai servir muito mais para gerar estresse e cansaço do que para melhorar seu rendimento. Daniela Arai, coordenadora de Gestão Pedagógica do Instituto Unibanco, reforça que os professores precisam buscar métodos mais atraentes para as crianças praticarem em casa.

“A criança precisa ver sentido no que está fazendo. A tarefa de casa é bem-vinda se estimula, por exemplo, que o aluno investigue algo de sua comunidade ou entenda questões culturais e históricas”, afirma.

Como ajudar seu filho na hora de fazer a lição de casa?

Para manter a criança cada vez mais interessada pelos estudos, o momento do dever de casa deve ser visto como algo tranquilo, leve e positivo. Algumas dicas simples podem ajudar os pais nesse desafio. A primeira delas é ter paciência e evitar brigas desnecessárias na hora de auxiliar a criança nas tarefas.

Vale, ainda, estabelecer um horário e manter o local de estudos da criança organizado. Lembre-se também de incentivar o hábito da leitura em seu filho e restringir o uso do celular durante o estudo. 

Caso você perceba alguma dificuldade de concentração ou algum problema mais sério, marque uma conversa com a escola para entender quais alternativas podem ser aplicadas para melhorar o rendimento do seu filho.

Por fim, siga as instruções abaixo para ajudar seu filho do jeito certo:

  • Não realize as tarefas no lugar do seu filho.

  • Saiba elogiar e reconhecer o esforço do seu filho em aprender. 

  • Evite excesso de cobranças e comparações com outros alunos.

  • Demonstre interesse pelo assunto que seu filho está aprendendo para mantê-lo motivado.

Sobre o autor
author
Yuri Marques

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54