Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Doenças Cardíacas

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 8/2/2020

Introdução

sistema cardiovascular, também chamado de sistema circulatório, tem como função principal garantir o transporte de nutrientes e gases como oxigênio e gás carbônico por todo o corpo de um organismo através do bombeamento de sangue que, no caso dos mamíferos, ocorre no interior de vasos sanguíneos. 

O sistema cardiovascular é, portanto, composto pelos vasos sanguíneos. Assim, pode ser dividido em artérias, veias e capilares e por uma bomba que impulsiona o sangue no interior desses vasos, chamada coração.

Como todo sistema do corpo humano, o sistema cardiovascular necessita operar corretamente para desempenhar a sua função. Dessa forma, as doenças cardiovasculares são quaisquer patologias que afetam o coração e/ou os vasos sanguíneos podendo comprometer o bom funcionamento do sistema

Essa classe de doença pode possuir mecanismos diversos de manifestação que podem ir desde estresse, até origens genéticas. Estima-se que 90% dos casos de doenças genéticas podem ser evitados a partir de medidas preventivas.

As doenças cardiovasculares são as principais causa de morte no mundo, com 17,3 milhões de morte em 2013 e em um número crescente ao longo das décadas, sendo mais comuns com o avanço da idade e aparecendo mais cedo em homens que em mulheres.

Fatores de Risco

Diversas doenças cardiovasculares apresentam fatores de risco que aumentam a incidência de desenvolvimento da doença. O principal fator de risco que desencadeia diversas doenças cardiovasculares está relacionado com a qualidade de vida do indivíduo. 

Hábitos como consumo de cigarro e outras drogas, dieta inadequadasedentarismo consumo de bebidas alcoólicas podem aumentar a probabilidade de desenvolvimento dessa classe de doenças. 

Geralmente, esses fatores estão relacionados com aumento da pressão arterial, isto é, da pressão do fluxo sanguíneo, aumento dos níveis de colesterol no organismo, bem como mal funcionamento do coração ou eficiência do transporte de sangue pelo organismo.

A obesidade é um dos fatores de risco relacionado com doenças cardiovasculares que vem apresentando crescimento nas últimas décadas devido aos hábitos alimentares e sedentarismo.

Outros fatores de ordem genética ou ambiental como o estresse, assim como outras doenças, como diabetes, também são considerados fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares podem se manifestar de diversas maneiras e não necessariamente precisam possuir um sintoma característico, embora muitas vezes estão relacionadas com a pressão do fluxo sanguíneo por dentro dos vasos ou com os batimentos do coração. A dilatação dos vasos sanguíneos que transportam substâncias para o cérebro, por exemplo, pode acarretar em dores de cabeça uma vez que a dilatação pode comprimir outras áreas e estruturas presentes na cabeça do organismo. 

As doenças cardiovasculares podem ser subdivididas em doenças do coração e doenças dos vasos, embora ambas estejam relacionadas e, na maioria dos casos, uma doença do coração, por exemplo, irá influenciar na atividade e função dos vasos sanguíneos.

Arritmia Cardíaca

O coração precisa funcionar em ritmo constante para o bom funcionamento do organismo. Irregularidades na atividade do coração pode acarretar complicações e a principal é a arritmia. 

As arritmias cardíacas são caracterizadas pela irregularidade dos batimentos cardíacos, podendo apresentar um batimento do coração mais rápido (taquicardia quando ultrapassa 100 batimentos por minutos em um indivíduo adulto) ou mais lento (bradicardia quando abaixo de 60 batimentos por minuto). 

Geralmente as arritmias não manifestam sintomas, mas quando os sintomas se tornam presentes, as palpitações ou pausas entre batimentos costumam aparecer primeiro. Em casos mais graves os sintomas podem incluir desmaios, falta de ar, tonturas ou dor na região toráxica, isso devido à irregularidade no transporte de oxigênio e nutrientes para as regiões do corpo do indivíduo. 

As arritmias podem ser tratadas através de medicamentos como betabloqueadores, cirurgias e procedimento médicos como a implantação de pacemakers (equipamentos para controlar os batimentos cardíacos).

Acidente Vascular Cerebral

O acidente vascular cerebral, simplificadamente chamado de AVC ocorre devido a ineficiência de transporte de sangue para o cérebro, causando morte de células e necrose do tecido depois de um período. Essa morte de regiões cerebrais faz com que o cérebro deixe de funcionar corretamente. O AVC pode ocorrer de forma isquêmica, quando ocorre interrupção da irrigação sanguínea ou hemorrágico, quando ocorre devido a uma hemorragia no cérebro.

Tomografia mostrando AVC isquêmico, caracterizado pela presença de uma área enegrecida do cérebro (a esquerda da tomografia) 

Os principais sintomas do AVC são a incapacidade de movimentação e perda de sensibilidade de um dos lados do corpo (relacionado com a região de morte celular do cérebro afetada), dificuldade de fala e compreensão, alucinações e até perda de visão que se manifestam geralmente imediatamente após o AVC..

O principal fator de risco de um AVC é a hipertensão arterial, uma doença crônica em que a pressão sanguínea nas artérias é mais elevada que os padrões adequados, o que pode afetar tanto o cérebro como diversos outros órgãos e regiões do organismo. Outros fatores de risco como já descritos acima também estão relacionados com o aumento da probabilidade de desencadeamento de AVC. 

Complicações da hipertensão arterial em algumas regiões do corpo humano 

A prevenção do AVC envolve diminuição dos fatores de risco como a prática de exercícios físicos, dieta equilibrada, qualidade de vida adequada. O tratamento do AVC depende do grau do acidente e pode envolver tratamento dietoterápico e psicológico.

Doença Arterial Coronária

Grupo de doenças que inclui a parada cardiorrespiratória e o infarto do miocárdio. É caracterizada pela formação de depósitos de gordura, chamado aterosclerose, nas paredes das artérias, o que restringe o fluxo sanguíneo.

Progressão da aterosclerose em uma artéria 

Esse grupo possui como sintoma mais comum o desconforto seguido de dor no peito que pode chegar aos ombros, braços, costas e pescoço, além de eventuais falta de ar. Geralmente se manifestam durante o exercício físico ou em situações de estresse e costumam melhorar com o repouso e a respiração longa controlada.

A prevenção consiste em diminuir os fatores de risco já descritos e o tratamento envolve medicamentos antiagregantes como a aspirina e betabloqueadores.

Febre Reumática

Exemplo de doença inflamatória causada devido infecção da garganta pela bactéria Streeptococcus pyogenes. A doença pode afetar o sistema cardiovascular e até o cérebro, causando lesões nas válvulas cardíacas que pode ocasionar insuficiência cardíaca, fibrilação auricular e infecção.

O sistema cardiovascular pode ser afetado em um período de duas a quatro semanas após a infecção bacteriana e os sintomas envolvem febre, dores nas articulações, movimentos musculares involuntários e lesões. O tratamento consiste na prescrição de antibióticos e em casos mais extremos, cirurgias para reparar as válvulas cardíacas lesadas.

Streptococcus pyogenes, bactéria que pode causar a febre reumática 

Cardiomiopatia

Grupo de doenças, geralmente hereditárias, que afetam o músculo cardíaco. Inicialmente apresenta poucos sintomas que se desenvolvem para falta de ar, fadiga, inchaço dos membros inferiores, insuficiência cardíaca e, em casos mais extremos, desmaios e arritmias cardíacas.

O tratamento geralmente consiste em mudanças no estilo de vida, além de cirurgias e medicação.

Aneurisma da Aorta

Doença caracterizada pela dilatação da aorta, principal artéria do corpo que leva o sangue oxigenado para as demais regiões do organismo. 

Artéria Aorta 

Essa dilatação ocorre devido a fatores de risco como tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas e dieta desequilibrada. Não apresenta sintomas, sua única complicação é a dilatação extrema que pode ocasionar ruptura da artéria com extravasamento de sangue para dentro da cavidade abdominal, gerando dores no abdome ou na região lombar seguida de morte.

Trombose

A trombose é a oclusão, isto é, a obstrução total ou parcial de uma veia por um trombo, levando a dilatação e reação inflamatória, podendo causar inchaço e dores na região onde se localiza. O tratamento envolve cirurgia e medicamentos e quando nção tratada pode ser necessário a amputação do membro.

Diagrama de um trombo sanguíneo 


Exercícios

Exercício 1
(ENEM/2006)

A partir desses dados, foram feitas as afirmações a seguir.

I. As famílias brasileiras, em 30 anos, aumentaram muito o consumo de proteínas e grãos, que, por seu alto valor calórico, não são recomendáveis.

II. O aumento do consumo de alimentos muito calóricos deve ser considerado indicador de alerta para a saúde, já que a obesidade pode reduzir a expectativa de vida humana.

III. Doenças cardiovasculares podem ser desencadeadas pela obesidade decorrente das novas dietas alimentares.

É correto apenas o que se afirma em:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...