Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Mamíferos

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 25/4/2019

Introdução

Os mamíferos constituem a última classe evolutiva de Cordados hoje existente. São animais vertebrados, que possuem como característica principal a presença de glândulas mamárias - que, nas fêmeas, secretam o leite, importante substância nutritiva que alimenta os filhotes nos primeiros meses de vida.

Acredita-se que os mamíferos tenham descendido dos sinapsídeos, primeiro grupo de répteis amniotas (com embrião rodeado por uma membrana amniótica - âmnio) que surgiu no carbonífero superior.

Dentro da classe dos sinapsídeos, a ordem dos therapsida ficou conhecida como répteis mamalianos evoluídos e, dentro dela, há o grupo dos cinodontes, que serviram de transição entre os répteis e os mamíferos verdadeiros, que apareceram no período triássico.

Cynognathus, um cinodonte do período triássico. (Crédito: Nobu Tamura/WikiCommons)

Estima-se que existam, aproximadamente, hoje, 5 mil espécies de mamíferos, incluindo os seres humanos, que podem ser encontradas em todo o globo terrestre. Os mamíferos são encontrados, principalmente, nos biomas terrestres, embora haja espécies aquáticas, como as baleias e os golfinhos, além de espécies voadoras, como os morcegos.

O ramo da zoologia que estuda os mamíferos é chamado de Mastozoologia, que pode ser, ainda, subdividida para especializar os estudos em ordens específicas - por exemplo, a primatologia, que estuda os primatas, e a cetologia, que estuda as baleias e outros mamíferos marinhos.

Características principais

Assim como todos os cordados, os mamíferos apresentam notocorda em sua fase embrionária e, posteriormente, essa notocorda dará espaço à coluna vertebral, fazendo desses indivíduos vertebrados (subfilo vertebrata).

Também são seres pluricelulareseucariontes, com simetria bilateraltriblásticos (possuem três folhetos embrionários que darão origem a todos os órgãos e tecidos) e celomados (possuindo celoma, a cavidade interna que servirá, posteriormente, como depósito das vísceras e órgãos).

A principal característica, que dá nome a classe, é a presença de glândulas mamárias, localizadas, geralmente, na região das mamas dos mamíferos. Nas fêmeas, essas glândulas produzem o leite, que serve de alimento nutritivo para os filhotes nos primeiros meses de vida, contendo elevadas concentrações de lipídioscarboidratos e proteínas, como os anticorpos, que possuem função de defesa junto ao sistema imunológico.

Além das glândulas mamárias, outra característica dos mamíferos é a presença de pelos pelo corpo ou, no caso dos seres humanos, em regiões específicas. Os pelos atuam como isolantes térmicos, auxiliando na manutenção da temperatura corporal dos mamíferos, que são homeotérmicos (também chamados de endotérmicos), ou seja, têm temperatura corporal constante, não variando em relação à temperatura ambiente.

Outro mecanismo que auxilia na manutenção da temperatura corporal é encontrado nos mamíferos aquáticos, como as baleias e golfinhos. Nesses animais, a ausência de pelos, para otimizar o nado, é suprida pela presença de uma densa camada de tecido adiposo, que serve como revestimento. Essa densa camada atua como isolante térmico nesses organismos.

Outra característica exclusiva dos mamíferos é a presença do diafragma, órgão muscular que atua aumentando a ventilação e a eficiência da respiração.

arcada dentária dos mamíferos também é mais desenvolvida do que a dos animais pertencentes aos outros filos de cordados, possuindo quatro tipos diferentes de dentes com funções específicas para garantir uma digestão mais eficiente e adaptada a alimentos mais variados. Os tipos de dentes que os mamíferos possuem são: incisivos (função de rasgar e cortar), caninos (furar e rasgar), pré-molares e molares (triturar e esmagar).

Quanto aos hábitos alimentares, os mamíferos podem ser carnívorosherbívoros ou, ainda, onívoros. Com hábitos de caça ou detritívoros (se alimentam de restos e carcaças de outros seres, como as hienas).

Anatomia e Fisiologia 

Circulação e sistema nervoso

sistema circulatório dos mamíferos é fechado, com sangue sendo transportado dentro de vasos; duplo, com dois circuitos realizados (pulmonar e sistêmico); e completo, com sangue venoso não se misturando com sangue arterial. Além disso, o coração dos mamíferos é tetracavitário, possuindo quatro cavidades (átrio direito, átrio esquerdo, ventrículo direito e ventrículo esquerdo).

A circulação ocorre em dois circuitos, que atuam em conjunto:

  • Circuito pulmonar: O sangue venoso (rico em CO2) é transportado pela veia cava até o átrio direito e, posteriormente, para o ventrículo direito. O sangue é, então, transportado para os pulmões pela artéria pulmonar. Nos pulmões, ocorrem as trocas gasosas e todo o gás carbônico é liberado para o meio externo.
  • Circuito Sistêmico: O sangue, agora sem gás carbônico, passa a receber oxigênio, tornando-se sangue arterial (rico em O2). O sangue arterial sai do pulmão pela veia pulmonar até o átrio esquerdo e, posteriormente, passa para o ventrículo esquerdo, onde será, então, bombeado pela artéria aorta para todo o corpo do mamífero.

O sistema nervoso dos mamíferos é dividido em sistema nervoso central e periférico:

  • Sistema nervoso Central: Composto pelo encéfalo (cérebro, cerebelo e tronco encefálico) e medula espinhal (protegida pela coluna vertebral). Atua como a central de controle sensorial do corpo do mamífero;
  • Sistema nervoso Periférico: Formado pelos nervos e gânglios que se estendem por todo o corpo do indivíduo. Têm como função permitir a comunicação entre o sistema nervoso periférico e todo o corpo do mamífero.

Sistema digestório e excretor

Os mamíferos apresentam digestão completa, com sistema composto por boca (onde o alimento é triturado e mastigado), esôfago (onde o alimento passa até o estômago), estômago (local de digestão química, com ação de enzimas digestivas e ambiente ácido), intestinos grosso e delgado (onde se finaliza a digestão e ocorre a absorção de água e nutrientes), e ânus (onde o alimento é liberado para o meio externo). Alguns mamíferos apresentam sistema digestivo mais complexo, como os ruminantes, que possuem até quatro estômagos.

excreção ocorre a partir dos rins, que filtram todo o líquido presente no organismo e armazenam as excretas na bexiga. Deste órgão, as excretas são transportadas pela uretra até o meio externo. Os mamíferos liberam uréia como substância nitrogenada.

Sistema respiratório

Possuem respiração pulmonar (até mesmo os mamíferos aquáticos), que se inicia pelas fossas nasais presentes no nariz dos mamíferos, por onde o ar entra no organismo. Uma vez dentro do organismo, o ar passa pela faringe, laringe, traquéias, brônquios, até chegar no pulmão, onde, nos alvéolos pulmonares, são realizadas as trocas gasosas, por meio do processo de hematose.

Os mamíferos apresentam o diafragma, músculo importante para garantir maior eficiência da respiração através dos movimentos realizados (inspiração e expiração). 

Reprodução

Os mamíferos são animais dióicos (com sexo separado e unitário por indivíduo) e apresentam dimorfismo sexual, com mamíferos machos anatomicamente diferentes de mamíferos fêmeas.

Os machos apresentam órgão reprodutor que produz os gametas masculinos (espermatozóides), que são introduzidos através do pênis no organismo da fêmea através da cavidade reprodutiva, no processo chamado de cópula.

No interior do corpo da fêmea, o espermatozóide pode fecundar o gameta feminino (óvulo), presente no útero, formando um zigoto que se desenvolve em embrião. A fecundação é, portanto, interna, e o desenvolvimento é direto (não apresentando fase larval).

desenvolvimento embrionário dos mamíferos não é padrão, e isso permite classificar os mamíferos em até três subclasses:

  • Prototheria: mamíferos cujo desenvolvimento embrionário ocorre no interior de ovos (de casca calcária e com anexos embrionários), que ficam incubados dentro do corpo da fêmea no início do desenvolvimento. São, portanto, mamíferos que botam ovos;
  • Metatheria: mamíferos cujo desenvolvimento embrionário ocorre, inicialmente, no interior do corpo da fêmea, mas se finaliza em uma bolsa chamada de marsúpio, localizada na região abdominal dos organismos;
  • Eutheria: maior subclasse de mamíferos existentes, englobando aproximadamente 95% das espécies. Os mamíferos eutérios também são chamados de placentáriosorganismos que apresentam placenta durante o desenvolvimento embrionário. A placenta vai substituir a função de todos os demais anexos embrionários (âmnio, cório, alantóide e saco vitelino), nutrindo, armazenando as excretas e realizando as trocas gasosas que permitem a sobrevivência do embrião no útero materno.

Ordens

Os mamíferos são divididos em onze principais ordens:

  • Monotremados: Mamíferos botam ovos (subclasse prototheria). 
    Exemplo: Ornitorrinco e eqüídna; 
    Ornitorrinco (Ornithorhynchus anatinus). (Crédito: Drowmale/WikiCommons)

     
  • Marsupiais: Mamíferos em que o embrião termina seu desenvolvimento no interior de uma bolsa chamada marsúpio.
    Exemplo: Canguru, gambá e coala; 
    Canguru cinza oriental (Macropus giganteus) com seu filhote dentro do marsúpio. (Crédito Fir0002/Flagstaffoto/WikiCommons)
  • Quirópteros: Mamíferos voadores.
    Exemplo: Morcego; 

Morcego (Corynorhinus townsendii).

  • Cetáceos: Mamíferos marinhos.
    Exemplo: Baleia, golfinho e boto; 

Baleia Jubarte (Megaptera novaeangliae).

  • Sirênios: Mamíferos aquáticos, principalmente de água doce.
    Exemplo: Peixe-boi; 
  • Roedores: Mamíferos com os incisivos (dentes da frente) bem desenvolvidos.
    Exemplos: Rato, esquilo, castor e capivara; 

Capivara (Hydrochoerus hydrochaeri). (Crédito: Silvio Tanaka/WikiCommons)

  • Proboscídeos: Mamíferos de nariz alongado e presas superiores bem desenvolvidas.
    Exemplo: Elefante; 

Elefante da Savana (Loxodonta africana).

  • Artiodáctilos: Mamíferos com número par de dedos.
    Exemplo: Girava, boi, porco, cabra e camelo;

Girafa (Giraffa camelopardalis). (Crédito: Miroslav Duchacek/WikiCommons)

  • Perissodáctilos: Mamíferos com número ímpar de dedo.
    Exemplo: cavalo, burro e rinoceronte; 
    Rinoceronte branco (Ceratotherium simum). (Créditos: Coralie/WikiCommons)
  • Edentados: Mamíferos desdentados, que possuem dentes reduzidos.
    Exemplos: Tamanduá, tatu e preguiça; 

Tatu galinha (Dasypus novemcinticus). (Crédito: BirdPhotos/WikiCommons)

  • Primatas: Mamíferos de membros alongados, de cinco dedos e com a presença de polegares opostos.
    Exemplo: Homem e a maior parte das espécies de macacos.

Macaco rhesus (Macaca mulatta). (Créditos: Einar Fredriksen/WikiCommons)


Exercícios

Exercício 1
(FUVEST/2003)

O ornitorrinco e a equidna são mamíferos primitivos que botam ovos, no interior dos quais ocorre o desenvolvimento embrionário. Sobre esses animais é correto afirmar que:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...