Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Herbívoros

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 6/11/2018

Introdução

Na ecologia e na zoologia, são conhecidos como herbívoros todos os animais que possuem hábitos alimentares exclusivos por folhasfloresfrutos e vegetais.

Os animais herbívoros estão presentes em todos os ambientes e ecossistemas e são animais diversos. Podendo ser pequenos, como os insetos, ou grandes, como hipopótamos e girafas. De qualquer forma, são vários os filos dos animais que agrupam herbívoros, como os Artrópodes, Moluscos, Cordados, entre outros.

O hábito alimentar exclusivo por vegetais também é apresentado como um tipo de relação ecológica chamada de herbivoria. Essa relação tem caráter desarmônico, ou seja, um indivíduo é beneficiado em detrimento de outro que é prejudicado. Neste caso, o indivíduo prejudicado é o vegetal que tem suas partes ou sua totalidade retiradas para servir de alimento para o herbívoro que se beneficia dessa alimentação.

Cadeia Alimentar

Os herbívoros ocupam o segundo nível de uma cadeia alimentar, sendo chamados de consumidores primários. Os consumidores primários, por se alimentarem dos produtores, são chamados de herbívoros e servem de alimento para os consumidores secundários na mesma cadeia.

A principal função de dos herbívoros em um ecossistema, é absorver a energia produzida pelos produtores, além dos minerais absorvidos, geralmente através da fotossíntese, e disponibilizá-los para os demais níveis tróficos. Eles também controlam as populações das espécies vegetais existentes em uma determinada região.

Outra importância dos animais herbívoros é o papel fundamental na polinização e na dispersão de sementes, permitindo assim o surgimento de novos espécimes vegetais em uma determinada região.

Os animais herbívoros acabam ocasionando grandes problemas na agricultura. As chamadas pragas são populações de animais herbívoros que podem dizimar plantações, apresentando um risco comercial para os agricultores.

Essas pragas são geralmente insetos herbívoros que ao se alimentarem dos vegetais de uma plantação acabam inviabilizando sua colheita e posterior venda. A medida mais utilizada atualmente é a utilização de inseticidas, substâncias que combatem e eliminam os insetos do ambiente.

Porém a utilização de inseticidas pode desequilibrar todo o ecossistema local, contaminando a água, a atmosfera e até as próprias plantas, que acabam absorvendo os compostos presentes nos inseticidas.

Lagarta se alimentando de folha. A lagarta é a principal praga encontrada nas plantações.

Uma alternativa limpa e sustentável para o controle de pragas em plantações é através do controle biológico. Utilizando animais que são predadores naturais dos herbívoros, como aves ou outros animais de hábitos insetívoros. Dessa forma, não há acúmulo de substâncias tóxicas.

Características dos Herbívoros

Os mamíferos herbívoros possuem dentes sem ponta e geralmente achatados para facilitar a trituração de vegetais. Sua mandíbula é ligeiramente alongada, característica diferente encontrada nos carnívoros que possuem mandíbula sobressalente. Animais como aves e insetos possuem estruturas especializadas para picotar folhas e triturar frutos.

Outra característica que diferencia os herbívoros dos carnívoros é quanto ao início da digestão: os herbívoros possuem grande quantidade de enzimas digestivas na saliva, iniciando a sua digestão na boca, enquanto que carnívoros iniciam a digestão no estômago.

Também possuem saliva alcalina que dificulta a digestão. Sendo assim, os processos digestivos nos herbívoros são mais lentos.

Os olhos dos herbívoros tendem a ser mais separados, geralmente localizados nas zonas laterais da cara e não na zona frontal. Esses animais, por não possuírem hábitos de caça, não precisam de uma visão periférica. Os mamíferos herbívoros também não costumam apresentar garras ou outras estruturas de corte.

Búfalo africano, mostrando seus globos oculares localizados mais as laterais da cabeça.

Alguns herbívoros possuem estômago especializado na absorção de folhas e vegetais e são chamados de ruminantes. Seu estômago é compartimentalizado em câmaras especializadas em cada processo digestivo.

Animais Ruminantes

Os ruminantes são uma pequena ordem dentro dos mamíferos. São chamados assim pelo processo de ruminar que fazem com o alimento, isto é, o alimento é primeiramente pouco mastigado e engolido, e posteriormente retorna para a boca, através do processo de regurgitação, para que seja novamente mastigado, dessa vez de forma mais eficiente e então finalmente engolido.

Entre os animais ruminantes estão os bovinos (bois e vacas), bubalinos (búfalos), caprinos (cabras e cabritos), cervídeos (cervos e veados), ovinos (ovelhas) e girafas dentro da ordem dos Artiodáctilos, e também os camelos e lhamas, que fazem parte de outra ordem.

Cervos se alimentando de folhas.

A característica fisiológica dos ruminantes é o estômago longo e especializado que é dividido em câmaras que possuem função específica na digestão de vegetais.

O processo digestivo inicia-se com a captura de vegetais com auxílio da língua desenvolvida desses animais. Uma vez que o vegetal é captado, ele é pouco mastigado e é engolido para a primeira câmara do estômago:

1ª Câmara: Chamada de Rúmen ou Pança

É o maior dos compartimentos, é o local onde está presente toda a microbiota especializada na quebra de celulose presente nos vegetais. Esses microorganismos, geralmente bactérias e protozoários, liberam uma enzima chamada celulase que tem como função quebrar a molécula de celulose em moléculas menores de carboidratos. Após passar pelo Rúmen, o alimento é enviado para a segunda câmara.

2ª Câmara: Retículo ou Barrete

Local em que o alimento entra em contato com uma mucosa espessa presente na câmara, a mistura dessa mucosa com o vegetal forma um bolo de comida que retorna então para a cavidade oral do animal para ser ruminado (mastigado).

É por isso que é muito comum ver um ruminante, boi ou vaca, por exemplo, mastigando sempre. Após ruminar o bolo alimentar, ele é novamente deglutido e enviado para a terceira câmara.

3ª Câmara: Omaso ou Folhoso

Câmara de parede muscular densa e local onde ocorre a reabsorção de água do bolo alimentar. Após a água ser reabsorvida, o bolo alimentar, agora seco, vai para a quarta e última câmara.

4ª Câmara: Abomaso, Coagulador ou Coalheira

Espaço considerado o estômago verdadeiro, já que é onde ocorre o processo de digestão química encontrada nos estômagos de organismos não ruminantes. É no abomaso que o bolo alimentar vai ser digerido pelas enzimas digestivas.

Exemplo do estômago dos ruminantes e suas quatro câmaras. O alimento chega aos compartimentos pelo esôfago.

Classificação dos Herbívoros

Os animais herbívoros podem ainda ser classificados quanto ao tipo de alimento que consomem, ou seja, qual a parte do vegetal eles possuem preferência. Dessa forma, os herbívoros podem ser:

  • Folívoros: Se alimentam de folhas. Exemplo: coelho.
  • Frugívoros: Se alimentam de frutas. Exemplos: tucano, morcego e gambá.
  • Granívoros: Se alimentam de sementes de plantas e grãos. Exemplos: galinha e arara.
  • Nectarívoros: Se alimentam do néctar das plantas. Exemplos: abelhas e borboletas.
  • Polinívoros: Se alimentam do pólen das flores. Exemplos: aranha e alguns morcegos de pequeno porte.

Exercícios

Exercício 1
(PUC-RS/2003)

A metade sul do Estado do Rio Grande do Sul é caracterizada pelo bioma dos Campos Sulinos, onde as principais atividades econômicas são a agricultura e a pecuária. Na pecuária, destaca-se a criação de gado bovino, o qual alimenta-se de material de origem vegetal rico em celulose. Como estes herbívoros ruminantes não produzem a celulase, enzima que hidrolisa a celulose, a digestão de seu alimento ocorre com o auxílio de microorganismos que vivem em seu sistema digestório. As figuras abaixo mostram parte do aparelho digestório destes ruminantes.”

As câmaras identificadas nas figuras pelas letras A, B, C e D representam, respectivamente,

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...