Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Boca

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 14/9/2018

Introdução

A boca é uma cavidade presente em grande parte dos animais é a entrada do sistema digestivo que encontra o sistema respiratório.


No geral, a cavidade pode ser queratinizada, ou seja, ter células com queratina (formando uma barreira protetora e impermeável), ou não, dependendo da região.


A parte queratinizada protege a mucosa de feridas durante a mastigação e pode ser observada principalmente na língua e no palato duro. 


A parte não queratinizada reveste o palato mole, os lábios, bochechas e o assoalho da boca. Nos lábios observa-se a divisão entre o epitélio da parte não queratinizada para a queratina da pele.

Regiões

A boca pode ser divida em cinco regiões:

Parede Inferior

Língua: é uma massa de músculo revestida por uma camada que varia sua estrutura a depender da região. A superfície inferior da língua é lisa e a superior é irregular, pois é coberta de papilas. 


Essas papilas são elevações na língua e tem papel importante no paladar, é nelas que ocorre percepção de sabores através dos botões gustativos. Esses botões, em número menor, podem ser encontrados também no palato duro, laringe, faringe e epiglote.

Parede superior

Palato: O palato, é uma cobertura que separa a boca da cavidade nasal. Essa cobertura é limitada pela arcada dentária superior. Ela é rígida e quase completamente aderida aos ossos.


Cobrindo o palato há uma mucosa que apresenta cristas palatinas transversais, que são estruturas irregulares com saliências e que servem para auxiliar na mastigação e manipulação do alimento com a língua.

Parede Posterior

Palato Mole: O fundo do palato, denominado palato mole é flexível e parcialmente móvel. Ele separa a cavidade bucal da faringe, e tem como principal função impedir que os alimentos passem para as fossas nasais e invadam o sistema respiratório no momento em que estão sendo engolidos.


Isso se dá graças a uma estrutura anexa ao palato mole chamada úvula, uma espécie de válvula que sinaliza quando o bolo alimentar está prestes a passar pela garganta, fechando as vias respiratórias e ajudando a evitar engasgos.

Parede Anterior

Lábio superior e inferior: Faz a comunicação entre a parte interna da boca e o meio externo. Essa mucosa possui muitas terminações nervosas, deixando os lábios sensíveis à percepção de temperaturas e tato.

Parede lateral

Bochechas: Possuem músculos e uma pequena camada de tecido adiposo. Sua parte interna possui a glândula salivar parótida.

Estruturas anexas

Além disso, a boca possui outras estruturas associadas, como:

Glândulas salivares

Existem na boca três pares de glândulas salivares: a glândula sublingual, glândula submaxilar e a glândula parótida.


Apesar de se localizarem em locais diferentes, sua função é a mesma: produção de saliva.


A saliva é um líquido viscoso existente para diminuir a acidez bucal e proteger os dentes, manifestar a hidratação do corpo e constituir o bolo alimentar).

Gengivas

É um tecido que reveste o suporte ósseo dos dentes. A gengiva pode ser marginal ou inserida, dependendo da região. Está presa aos processos alveolares da maxila, mandíbula e aos colos do dente.

Dentes

Os humanos adultos possuem 32 dentes permanentes que estão separados em dois arcos (inferior e superior) simétricos aos ossos mandibular e maxilar. Vinte desses dentes são precedidos por dentes de leite.


Cada dente tem uma porção fora da gengiva e raízes dentro da gengiva, que unem os dentes ao corpo. Na parte interna do dente existe um tecido muito vascularizado e repleto e nervos chamado polpa dental.

Participação na digestão

Por fim, na boca ocorre o início do processo digestivo. Primeiro, com a mastigação, que tem como objetivo reduzir o alimento em pequenas partículas, aumentando assim a área de contato entre elas e a saliva, que juntos formam o bolo alimentar.


Depois, com a saliva, onde estão presentes substâncias químicas conhecidas como enzimas. A mais importante delas é a amilase salivar, também conhecida como ptialina, que atua em um PH neutro (6.9), desmontando as moléculas de amido presente nos carboidratos e transformando em moléculas menores, de glicose e maltose.


Exercícios

Exercício 1
(Quero Bolsa)

Uma pessoa com deficiência na produção de saliva pelas glândulas salivares provavelmente tem dificuldade de digerir:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Baço
Baço
BIOLOGIA
Cerebelo
Cerebelo
BIOLOGIA
Corpo Humano
Corpo Humano
BIOLOGIA
Encéfalo
Encéfalo
BIOLOGIA
Esôfago
Esôfago
BIOLOGIA
Estômago
Estômago
BIOLOGIA
Faringe
Faringe
BIOLOGIA
Fígado
Fígado
BIOLOGIA
Hemoglobina
Hemoglobina
BIOLOGIA
Hipófise
Hipófise
BIOLOGIA
Intestino Delgado
Intestino Delgado
BIOLOGIA
Intestino Grosso
Intestino Grosso
BIOLOGIA
Laringe
Laringe
BIOLOGIA
Leucócitos
Leucócitos
BIOLOGIA
Nariz
Nariz
BIOLOGIA
Neurônio
Neurônio
BIOLOGIA
Órgãos do Corpo
Órgãos do Corpo
BIOLOGIA
Ovários
Ovários
BIOLOGIA
Pâncreas
Pâncreas
BIOLOGIA
Pênis
Pênis
BIOLOGIA
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
BIOLOGIA
Sistema Endócrino
Sistema Endócrino
BIOLOGIA
Sistema Excretor
Sistema Excretor
BIOLOGIA
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Periférico
Sistema Nervoso Periférico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Simpático
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino
BIOLOGIA
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório