Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Sistema Imunológico

Aline Miranda
Publicado por Aline Miranda
Última atualização: 20/8/2018

Introdução

O Sistema Imunológico é o responsável por defender o organismo contra microrganismos e moléculas estranhas, bem como toxinas produzidas por esses microrganismos invasores.

É formado por estruturas individualizadas como os órgãos linfáticos e células livres, principalmente os glóbulos brancos ou leucócitos

As células do Sistema Imunológico são capazes de distinguir moléculas que são próprias do corpo de moléculas estranhas, estejam elas isoladas ou associadas a vírus, bactériafungo, célula cancerosa ou protozoário.

Quando o Sistema Imunológico identifica os “agressores”, ele coordena sua inativação ou destruição. Em certas ocasiões, o Sistema Imunológico pode reagir contra moléculas do próprio organismo, causando as chamadas doenças autoimunes.

Órgãos linfáticos

Os capilares linfáticos são vasos que estão presentes por todo o corpo e têm como função retirar dos tecidos o excesso de líquido intersticial, ou seja, o líquido existente entre as células. Esse líquido, associado a algumas células como glóbulos brancos e proteínas, chama-se linfa

Além disso, existem os órgãos linfáticos, responsáveis pela produção de anticorpos e maturação dos linfócitos, um tipo especializado de glóbulo branco.

Os órgãos linfáticos são:

  • Timo: é muito desenvolvido em bebês e crianças, sendo menos predominante na adolescência e vida adulta. No timo, ocorre seleção de linfócitos para a produção de anticorpos.
  • Baço: É também responsável pela produção de linfócitos e tem papel importante na eliminação de microrganismos presentes no sangue, que ao passar por esse órgão sofre uma “limpeza”. O baço ainda tem como função recolher hemácias, células sanguíneas que já perderam sua função de captação de oxigênio, retirando-as da circulação e destruindo-as. 
  • Linfonodos ou gânglios linfáticos: localizam-se ao longo do corpo, em algumas regiões como axilas, virilha e pescoço. São locais de acúmulo de linfócitos. Na presença de microrganismos, a quantidade de linfócitos aumenta, fazendo os linfonodos aumentarem de tamanho na região afetada.

Glóbulos brancos

Os glóbulos brancos ou leucócitos são células que fazem parte do sangue e da linfa. Eles protegem o corpo, destruindo os microrganismos e os materiais estranhos ao organismo.

Os glóbulos brancos podem ser de vários tipos, diferindo uns dos outros pela forma dos núcleos das células e pelo modo como atuam no sistema de defesa.

Alguns englobam, digerem e destroem os microrganismos ou materiais estranhos, enquanto outros produzem substâncias chamadas anticorpos, que neutralizam a ação desses materiais estranhos ao organismo. É por essa razão que o número de glóbulos brancos no sangue aumenta quando vírus e bactérias penetram no corpo.

A imunidade

O organismo humano é exposto constantemente à ação de muitos materiais, vivos ou não, estranhos ao corpo. Para aumentar a proteção e a defesa natural do organismo diante dos “ataques” desses materiais - que podem ser partículas estranhas, venenos, toxinas, vírus e bactérias -, existem substâncias preparadas e desenvolvidas com a função de aumentar a imunidade.

Soros

São substâncias que contêm doses elevadas de anticorpos, produzidos por outra pessoa ou até mesmo outro animal. O soro é aplicado em situações que exigem tratamento rápido e eficaz, como a mordida de algum animal peçonhento e inoculação de veneno.

Vacinas

São substâncias preparadas com microrganismos (vírus ou bactérias) mortos ou inativos, ou seja, incapazes de se reproduzir. Quando no organismo, as vacinas provocam a produção lenta de anticorpos específicos para cada tipo de microrganismo.

O efeito protetor da vacina aparece quando a pessoa entra em contato com o microrganismo novamente, pois seu corpo reage rapidamente, produzindo anticorpos que evitam a doença.

As vacinas têm prevenido doenças graves como:

  • sarampo;
  • rubéola;
  • raiva;
  • tétano;
  • hepatite;
  • tuberculose;
  • febre amarela.

As falhas no Sistema Imunológico

Existem determinadas ocasiões em que o Sistema Imunológico falha na defesa do organismo, por motivos genéticos ou devido a algumas doenças.

Aids

A Aids é uma doença causada pelo vírus da imunodeficiência, mais conhecido como HIV.

Esse vírus destrói os linfócitos, comprometendo a defesa do organismo e tornando o indivíduo vulnerável a outras infecções e doenças oportunistas, assim chamadas por aparecerem quando o indivíduo está com a imunidade enfraquecida.

Apesar da medicina ter avançado, a Aids ainda não tem cura, apenas tratamentos pra reduzir seu avanço.

Alergias

Algumas pessoas apresentam reações alérgicas a algumas substâncias que podem ser das mais variadas, estando presentes em alimentos - como leite, amendoim e ovos -, em vacinas, em venenos, pólens, poeira, corante, entre outros.

As reações alérgicas podem provocar inchaços, vermelhidão ou, nos casos mais sérios, problemas cardiovasculares e respiratórios. 

Doenças autoimunes

As doenças autoimunes ocorrem quando o Sistema Imunológico ataca, por engano, os tecidos e células sadias do próprio corpo.

Ocorre uma desordem imunológica, caracterizada pela diminuição da tolerância a substâncias e componentes do próprio organismo.

Alguns exemplos são:

  • lúpus;
  • esclerose múltipla;
  • psoríase;
  • vitiligo.

Legenda: Órgãos do sistema imunológico

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Baço
Baço
BIOLOGIA
Boca
Boca
BIOLOGIA
Cerebelo
Cerebelo
BIOLOGIA
Corpo Humano
Corpo Humano
BIOLOGIA
Encéfalo
Encéfalo
BIOLOGIA
Esôfago
Esôfago
BIOLOGIA
Estômago
Estômago
BIOLOGIA
Faringe
Faringe
BIOLOGIA
Fígado
Fígado
BIOLOGIA
Hemoglobina
Hemoglobina
BIOLOGIA
Hipófise
Hipófise
BIOLOGIA
Intestino Delgado
Intestino Delgado
BIOLOGIA
Intestino Grosso
Intestino Grosso
BIOLOGIA
Laringe
Laringe
BIOLOGIA
Leucócitos
Leucócitos
BIOLOGIA
Nariz
Nariz
BIOLOGIA
Neurônio
Neurônio
BIOLOGIA
Órgãos do Corpo
Órgãos do Corpo
BIOLOGIA
Ovários
Ovários
BIOLOGIA
Pâncreas
Pâncreas
BIOLOGIA
Pênis
Pênis
BIOLOGIA
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
BIOLOGIA
Sistema Endócrino
Sistema Endócrino
BIOLOGIA
Sistema Excretor
Sistema Excretor
BIOLOGIA
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Periférico
Sistema Nervoso Periférico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Simpático
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino
BIOLOGIA
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório