Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue

Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Protozoários

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 26/9/2018

Introdução

Os protozoários são os organismos pertencentes ao Reino Protista, juntamente com as algas. Esses organismos são unicelulares, sem capacidade de formar tecidos, embora alguns consigam se agregar em colônias. Além disso, são eucariotos e, geralmente, heterótrofos.

A classificação desses organismos é ainda recente. Devido a suas características heterotrófica e eucariótica, por muito tempo foram considerados um filo dentro do Reino Animal.

Por englobar todos os organismos que não se enquadram nos demais reinos, o Reino Protista inclui diversos seres semelhantes, mas que não possuem necessariamente relação evolutiva.

Característica Celular

Os indivíduos do Reino Protista são eucariontes, pois possuem carioteca (envoltório nuclear), que separa o DNA do restante celular, e também demais organelas que compartimentaliza o interior celular.

Uma característica das células dos protozoários é a presença de vacúolos com funções específicas. Além dos vacúolos de armazenamento, também encontrados em células vegetais, os protistas possuem vacúolos chamados de pulsáteis ou contráteis, que estão relacionados a entrada e saída de água e controle osmótico.

Os protozoários de água doce, por exemplo, possuem uma concentração salina maior do que a presente no meio em que ele se encontra. Dessa forma, o excesso de água absorvido por osmose é eliminado pelos vacúolos pulsáteis ou contráteis. Essas estruturas recebem água aumentando seu volume e, então, se contraem expelindo toda a água armazenada para o meio externo.

Célula de um Paramecium mostrando seus vacúolos contráteis.Célula de um Paramecium mostrando seus vacúolos contráteis.

Reprodução

Os protozoários podem apresentar reprodução assexuada, por bipartição ou cissiparidade - em que o material genético é duplicado e separado para pólos opostos da célula, que é então dividida gerando dois indivíduos idênticos.

Também podem se reproduzir assexuadamente por divisão múltipla, onde o protozoário, após formar muitos núcleos, se divide em muitas células pequenas.

A reprodução sexuada dos protozoários é também chamada de conjugação. É semelhante à conjugação dos procariontes, em que dois indivíduos próximos podem trocar material genético. No caso dos protozoários, esse material genético está na forma de micronúcleos, e não na forma de plasmídeo. Desse modo, são gerados indivíduos diferentes em material genético.

Digestão

Por serem organismos unicelulares e heterótrofos, os protozoários absorvem partículas externas por meio de pseudópodes, braços projetados da membrana plasmática que englobam o alimento e o levam para o interior celular.

Esse processo de englobamento de partícula é chamado de fagocitose. O alimento dentro do conteúdo celular é envolvido por uma membrana, e a vesícula formada é chamada de fagossomo.

O fagossomo se une ao lisossomo, uma organela com formato de bolsa que contém enzimas digestivas em seu interior. Essas enzimas, uma vez em contato com a partícula absorvida, digerem-a, gerando nutrientes e compostos orgânicos para serem reaproveitados pelo protozoário.

Classificação

A classificação geral dos protozoários leva em conta a capacidade e o modo de locomoção que esses indivíduos apresentam. Dessa forma, os protistas podem ser divididos em quatro grupos:

  • Ciliados: indivíduos que se locomovem por meio de filamentos curtos da sua membrana, chamados de cílios. Um exemplo de protozoário ciliado é os do gênero Paramecium, que habitam, frequentemente, as poças de água suja.

Paramecium, um protozoário ciliado.Paramecium, um protozoário ciliado.

  • Esporozoários: protozoários que não possuem estruturas especializadas em locomoção e são parasitas de outros animais. A reprodução desses indivíduos ocorre por produção de esporos, o que gera uma alternância de geraçõessexuada e assexuada (uma geração se divide gerando os esporos e estes esporos podem formar indivíduos por conjugação, de forma sexuada ou por divisão/cissiparidade de forma assexuada). Exemplos de esporozoário são os plasmódios causadores da malária.

Plasmodium malariae, um esporozoário.Plasmodium malariae, um esporozoário.

  • Flagelados ou Mastigóforos: apresentam flagelos, espécie de cauda ou chicote que permite a movimentação em meio aquoso. Alguns protozoários também utilizam seus flagelos para capturar moléculas de alimento. Um exemplo de protozoário flagelado é o Trypanosoma cruzi, protozoário responsável pela Doença de Chagas.

Trypanossoma cruzi, um protozoário flagelado.Trypanossoma cruzi, um protozoário flagelado.

  • Rizópodes ou Sarcodíneos: protozoários que se locomovem através de pseudópodes (projeção da membrana que forma braços). O principal representante desse grupo são as amebas, que também utilizam esse pseudópodes para sua alimentação.

Exemplo de uma ameba. à direita, está usando seus pseudópodes para se locomover ou se alimentar.Exemplo de uma ameba.

Algas

As algas formam um grupo dentro dos protistas. São organismos autótrofos e fotossintetizantes. Ou seja, utilizam a energia luminosa para gerar compostos orgânicos que serão metabolizados no interior celular.

Devido à sua capacidade fotossintetizante, as algas eram inicialmente um grupo dentro do Reino Vegetal. Porém, devido às diferenças celulares e incapacidade de formarem tecidos organizados, elas foram recentemente incorporadas ao Reino Protista.

As algas são fundamentais para o meio ambiente. Além de serem os principais organismos que contribuem para a fotossíntese e, consequentemente, liberação de oxigênio na atmosfera, elas constituem a base da cadeia alimentar aquática.

As algas podem ser classificadas em seis grupos, de acordo com os pigmentos fotossintetizantes encontrados em suas células:

  • Algas Douradas e Diatomáceas: geralmente unicelulares. Contêm frústula em sua estrutura;
  • Algas Marrons: contêm carotenóides e fucoxantina;
  • Algas Verdes: contêm predominantemente clorofila;
  • Algas Vermelhas: contêm, além de clorofila, ficoeritrina e ficocianina;
  • Euglenófitas: seres unicelulares de água doce que apresentam, além de clorofila a e clorofila b, xantofila e carotenóides.
  • Pirrófitas ou Dinoflageladas: grupo constituintes dos fitoplânctons.

Alga verde conhecida como Spirogyra ou Espirogina.Alga verde conhecida como Spirogyra ou Espirogina.

Doenças causadas por Protozoários

As doenças causadas por protozoários são chamadas de protozooses.

Os protozoários, embora possuam vida livre, por vezes podem se alojar no corpo de outros animais (chamados hospedeiros), como nos mamíferos, agindo como parasitas. O hospedeiro também pode ter contato direto com água infectada por protozoários, desenvolvendo alguma patologia relacionada com o tipo de protozoário ingerido.

O número de indivíduos diagnosticados com alguma protozoose é maior em países pobres, onde o saneamento básico e o tratamento de água são precários.

A melhor forma de prevenção dessas doenças é:

  • beber água sempre filtrada;
  • usar repelente e evitar contato direto com mosquitos;
  • lavar bem os alimentos que são consumidos geralmente crus. Pode ser empregado o uso de soluções específicas para a lavagem desses alimentos, como despejar uma colher de água sanitária em um litro de água para lavagem;
  • Manter hábitos higiênicos, como lavar sempre as mãos após usar o banheiro.

Conheça algumas das protozooses mais conhecidas:

Amebíase

  • Parasita: Entamoeba histolytica;
  • Transmissão: o hospedeiro pode ingerir cistos (células inativas ou em estado de hibernação) do protozoário presentes na água ou em alimentos. Artrópodes, como baratas e moscas, também ajudam a disseminar o parasita.
  • Descrição: também chamada de disenteria amebiana. Ao ser ingerido, o parasita se aloja no intestino grosso do hospedeiro, onde pode se alimentar de restos presentes no meio e atacar tecidos da parede intestinal, provocando lesões e hemorragias intestinais.

Doença de Chagas

  • Parasita: Trypanossoma cruzi;
  • Transmissão: o inseto conhecido popularmente como barbeiro pica o organismo e defeca ao mesmo tempo. Em suas fezes, estão presentes os protozoários. Estes entram em contato com a ferida da picada e adentram no organismo do hospedeiro. O barbeiro é encontrado nas madeiras e possui hábitos noturnos, podendo picar os animais enquanto dormem.
  • Descrição: conhecida também por tripanossomíase. O parasita pode se alojar em diversos tecidos, como o muscular ou o nervoso, provocando insuficiência cardíaca, inflamação do cérebro (meningoencefalite), lesões neurológicas e dilatação do tubo digestório, que podem levar o indivíduo à morte.

Malária

  • Parasita: protozoários do gênero Plasmodium sp.;
  • Transmissão: o plasmodium entra em contato com o organismo humano através da picada do mosquito do gênero Anopheles, popularmente chamado de mosquito-prego, que contém o protozoário em sua saliva.
  • Descrição: uma vez dentro do organismo humano, o plasmodium pode se fixar no fígado ou nas células sanguíneas na forma de esporozoítos. Atacam principalmente as hemácias, rompendo-as e liberando merozoítos, produtos da reprodução dos esporozoítos. Assim, causam anemia e transtornos no fígado e no baço, além de efeitos neurológicos, podendo levar o indivíduo à morte.

Leishmaniose

  • Parasita: protozoários do gênero Leishmania sp.;
  • Transmissão: a transmissão ocorre através da picada da fêmea do mosquito-palha, do gênero Lutzomyia sp.
  • Descrição: a principal característica da doença é o aparecimento de lesões nas mucosas, como boca, cavidade nasal e na faringe. O parasita também pode se alojar no baço, medula óssea, fígado e paredes intestinais, deixando o indivíduo mais propenso a infecções, enfraquecimento e emagrecimento.

Toxoplasmose

  • Parasita: Toxoplasma gondii;
  • Transmissão: através da ingestão de carne contaminada, principalmente de porcos que entraram em contato com as fezes contendo o parasita.
  • Descrição: o parasita se aloja em vários tecidos do corpo, podendo causar cegueira e debilidade mental. A toxoplasmose é mais grave quando acomete crianças.

Exercícios

Exercício 1
(MACK-SP - Modificada)

A respeito dos protistas, são feitas as afirmações a seguir:

  • Todos eles apresentam vacúolos contráteis em suas células.
  • Todos eles são heterótrofos e de respiração aeróbia.
  • Alguns podem se reproduzir sexuadamente.
  • Assinale:

    Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

    Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

    Carregando...