Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Maconha

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 20/8/2018

Introdução

A maconha é, no Brasil, um tipo de droga ilícita derivada de plantas do gênero Cannabis que possui diversos nomes populares. 

É considerada uma droga mista, pois seus efeitos variam de depressores (sedativos), estimulantes e alucinógenos (com uma leve tendência para essa categoria), dependendo da quantidade e da qualidade da planta utilizada.

Cannabis é um gênero de angiospermas oriundo da Ásia Central que possui três variedades: A Cannabis sativaCannabis indica e Cannabis ruderalis, sendo a primeira variação a mais comum e difundida para uso. 

Estudos datam a utilização de Cannabis em rituais religiosos desde o terceiro milênio antes de Cristo (a.C) na região da atual Romênia, mas ela também esteve presente em diversas outras culturas e povos como na China, na índia, Nepal e na região da Mesopotâmia, onde tinha o nome de ganja.

Folha da Cannabis.Folha da Cannabis.

A região da planta que contém a maior concentração dos constituintes responsáveis pelos efeitos são as flores e folhas maduras das plantas femininas. 

Estima-se uma quantidade de 400 compostos na Cannabis, sendo o tetrahidrocanabinol (THC) o principal composto responsável pelos efeitos do uso da planta, embora haja outros compostos como o Canabidiol (CBD) que também parecem estar relacionados.

Exemplos de canabinóides mais conhecidos como THC e o CBD.Exemplos de canabinóides mais conhecidos como o THC e o CBD.

THC no organismo

Segundo o “Relatório Mundial sobre Drogas” produzido pela Organização das Nações Unidas, a maconha foi a droga ilícita mais consumida mundialmente em 2010

Sua forma de consumo geralmente é na forma de cigarro, sendo inalada e sua fumaça indo para os pulmões e depois seus compostos enviados, através da corrente sanguínea, para o cérebro. 

Embora essa seja a forma mais comum, outras variações, ingerida como alimento, por exemplo, também podem ocorrer e isso vai determinar o tempo de efeitos da droga.

A maconha, quando inalada, demora cerca de dez minutos para mostrar seus efeitos e eles duram cerca de quatro horas

Quando ingerida como alimento, por questão da digestão, demora cerca de uma hora para seus efeitos aparecerem e eles podem durar por até doze horas.

Uma vez dentro do organismo, o THC é transportado para o cérebro, onde se liga aos receptores canabinóides encontrados em diversas áreas como no hipocampo e cerebelo.

Esses receptores estão relacionados a processos de regulação do metabolismo, dor, ansiedade, regulação do apetite, memória de curto prazo, coordenação de aprendizado e função imunitária

Devido ao seu caráter lipofílico (afinidade por lipídios), o THC é metabolizado no fígado e armazenado no tecido adiposo por até 15 dias, conforme é eliminado na urina como éster e ácido glicurônico.

Efeitos

O uso da Cannabis está relacionado a diversos efeitos de curto e longo prazo e estudos divergem quanto ao caráter dependente da maconha (se seu uso pode causar dependência) e quanto ao seu papel na “Teoria da Porta de Entrada” (teoria que estuda se a maconha pode ser a porta de entrada para outras substâncias ilícitas).

Dentro os efeitos de curto prazo do uso da maconha, os que mais se destacam são:

  • Ansiedade e euforia;
  • Bem estar e sentimento de felicidade;
  • Memória prejudicada (principalmente a de curto prazo);
  • Perda de noção do tempo/espaço;
  • Arritmia (batimentos acelerados do coração);
  • Percepção distorcida;
  • Vermelhidão dos olhos;
  • Dificuldade em tomadas de decisão e solução de problemas;
  • Fome;
  • Posterior sonolência (quando a concentração de THC no cérebro começa a cair);
  • Alucinações (em elevadas concentrações de THC).

Os efeitos de longo prazo do uso da maconha por inalação não se diferem dos efeitos de uma pessoa que fuma tabaco:

  • Asma;
  • Enfisema Pulmonar;
  • Bronquite;
  • Câncer de Pulmão (ou em áreas cardiorrespiratórias);
  • Arritmia Cardíaca.

Usos Medicinais

Diversos estudos apontam os efeitos benéficos de compostos presentes na Cannabis. O próprio THC pode ser utilizado em pacientes portadores do vírus HIV ou qualquer paciente que faça uso de quimioterápicos para melhorar as náuseas e vômitos, bem como estimular o apetite.

Canabidiol é um medicamento já comercializado, produzido a partir do composto de mesmo nome (CBD), que atua no sistema nervoso central ajudando a tratar doenças psiquiátricas ou neurodegenerativas, como epilepsia, mal de Parkinson, esquizofrenia e até ansiedade.

Compostos da Cannabis são estudados nas mais diversas linhas de pesquisa da indústria farmacêutica desde tratamento para depressão até sua utilização no combate de células cancerígenas.

Legislação

Embora no início do século XX a maioria dos países formularam leis contra o uso, consumo, posse ou comercialização da Cannabis, atualmente é crescente os movimentos políticos que encorajam a descriminalização da Cannabis

Nos Estados Unidos, a Califórnia e outros estados já legalizaram a maconha, principalmente para fins medicinais. Na Holanda, o uso da Cannabis também é permitido e o Uruguai se tornou o primeiro país do mundo em legalizar o cultivo, consumo e venda da Maconha apenas em 2013.

Enquanto a utilização da Cannabis não é legalizada, o campo da pesquisa científica acaba limitando sua pesquisa devido a dificuldade em conseguir espécimes de Cannabis para fins científicos. Amostras da droga são impossíveis de obter sem autorização de governos nacionais.

Haxixe

O Haxixe é um tipo de resina extraído das flores de Cannabis sativa ou Cannabis indica. É utilizado, assim como a própria flor, como entorpecente que, quando inalado ou ingerido, possui efeitos mais fortes devido as sua elevada concentração de THC quando comparado com a flor.


Exercícios

Exercício 1
(Quero Bolsa)

O número crescente de usuários de maconha, principalmente jovens tem despertado preocupação na comunidade científica. Embora haja divergências quanto ao seu caráter dependente, o uso crônico da maconha pode estar relacionado a diversos efeitos nocivos ao organismo, entre eles:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Aspirina
Aspirina
BIOLOGIA
Bebidas Alcoólicas
Bebidas Alcoólicas
BIOLOGIA
Cigarro
Cigarro
BIOLOGIA
Cocaína
Cocaína
BIOLOGIA
Codeína
Codeína