Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
História Geral

Guerra de Secessão

Gabriela Bertelli
Publicado por Gabriela Bertelli
Última atualização: 11/4/2019

Introdução

A Guerra de Secessão, também chamada de Guerra Civil Americana, foi uma guerra civil que ocorreu entre 1861 e 1865 nos Estados Unidos da América. Esse conflito se deu entre os Estados do Norte (União) e os Estados do Sul (Estados Confederados da América) visando a unificação do país. Ao final da guerra, os Estados do Norte (União) venceram.

Imagem representando o conflito entre a União e a Confederação.

Contexto histórico

A colonização não se deu de forma uniforme durante o período das Treze Colônias Inglesas: enquanto as colônias ao Norte foram de povoamento, as colônias ao Sul foram de exploração. Desta maneira, havia uma dicotomia entre o Norte e o Sul: o Norte caracterizava-se por ter uma sociedade mais homogênea, progressista e com valores majoritariamente burgueses; o Sul, por sua vez, caracterizava-se por ter uma sociedade estratificada, conservadora e com valores predominantemente aristocráticos

Após a independência dos Estados Unidos, essas diferenças se intensificaram, pois não havia mais um inimigo em comum (a Inglaterra) que unisse as colônias do Norte e as do Sul. O Norte desenvolveu um parque industrial, enquanto o Sul manteve sua estrutura agroexportadora

A divergência entre o Norte e o Sul também se apresentava na questão escravista. As colônias do Sul eram baseadas no sistema de Plantation e, sendo assim, utilizavam mão de obra escrava na produção agrária. Já nas colônias do Norte, os escravos eram pouco numerosos e não possuíam um papel relevante na economia. Além disso, a abolição da escravidão era vantajosa economicamente para a burguesia industrial do Norte, uma vez que os ex-escravos poderiam servir de mão-de-obra não qualificada, além de expandir o mercado consumidor interno.

Em 1814, o Congresso de Viena, pressionado pelos britânicos, proibiu o comércio de escravos em todo o norte da Linha do Equador. Sendo assim, os latifundiários do Sul passaram a incentivar a reprodução de escravos dentro do próprio território, a fim de impedir que faltasse mão de obra escrava. 

Os Estados Unidos eram uma federação e, portanto, os estados possuíam certa autonomia. Desse modo, cabia a cada território decidir se adotaria o regime escravista ou não. A perspectiva de cada vez mais estados serem não escravistas gerou revolta entre os sulistas, pois isso poderia significar a abolição da escravidão em todo o território dos Estados Unidos. 

Em 1820, foi firmado o Compromisso do Missouri entre escravistas e não escravistas durante o governo de James Monroe. Esse compromisso consistia na decisão de que os estados ao sul do paralelo 36º30’ N seriam escravistas, enquanto os ao norte não o seriam

Em 1850, a Califórnia foi elevada à categoria de estado não escravista após o pedido dos californianos, mesmo sendo um estado localizado ao sul do paralelo 36º30’ N. Após esse acontecimento, foi firmado o Compromisso Clay para substituir o Compromisso de Missouri. Esse compromisso consistia na autonomia dos novos estados para decidir qual seria seu regime de trabalho, o que era desvantajoso para os sulistas, pois a tendência era ser não escravista.

Tabela sobre as diferenças entre o Norte e o Sul 

Em 1860 as diferenças entre Norte e Sul se acentuaram. Segue uma tabela abaixo ilustrando essas diferenças existentes:

NorteSul
AbolicionistaEscravocrata
Mão de obra livreMão de obra escrava
Sociedade burguesaSociedade aristocrática
IndustrialismoAgricultura de exportação
Protecionismo alfandegárioLivre-cambismo

Causas da Guerra de Secessão

Em 1860, Abraham Lincoln, um abolicionista,venceu as eleições presidenciais. Os sulistas não aceitaram a vitória, pois isso poderia resultar em seu declínio econômico, já que a sua economia dependia da mão de obra escrava. Após a vitória de Lincoln ter sido comprovada, a Carolina do Sul deu início ao processo de separação, desligando-se da União. Outros seis estados também abandonaram a União após esse acontecimento. Em fevereiro de 1861 os separatistas criaram os Estados Confederados da América, cujo presidente eleito foi Jefferson Davis. 

Em março de 1861, Lincoln tomou posse como presidente. Nesse momento, os sulistas já haviam se consolidado no território da confederação, exceto por postos militares costeiros (pertencentes à União), com destaque para o Fort Sumter (Carolina do Sul). 

Em abril de 1861, Lincoln avisa os Estados Confederados que navios iriam abastecer o Fort Sumter, isto é, iriam entrar em território estrangeiro, já que os sulistas se separaram da União. 

Ainda em abril de 1861, antes dos navios da União chegarem ao seu destino, os sulistas invadiram e atacaram o Fort Sumter. Após dois dias o Fort Sumter se rendeu. Esse evento marca o início da Guerra de Secessão

Em síntese, as principais causas do conflito são disputas políticas e econômicas envolvendo a questão escravista

A Guerra de Secessão

A Guerra de Secessão teve início já com uma enorme superioridade nortista. O Norte possuía uma população extremamente maior que o Sul, além de armamento, devido às indústrias. Já o Sul, possuía uma desvantagem populacional grande e precisava importar armamentos. Além disso, a Marinha de Guerra continuou fiel à União, bloqueando o litoral dos confederados, dificultando a exportação e a importação. 

Em 1862 os nortistas dominaram o delta do Mississipi, impedindo exportações através do Porto de Nova Orleans. 

Em julho de 1863 ocorreu uma batalha decisiva em Gettysburg. O Norte vence e deixa o Sul arrasado. 

O comandante dos confederados era Robert Lee e em 1864 Lincoln nomeia Ulysses Grant como comandante da União.

Em abril de 1865, com os confederados devastados, Robert Lee se rende a Ulysses Grant, marcando o fim oficial da Guerra de Secessão

Consequências

A Guerra de Secessão acarretou em diversas consequências, dentre elas:

  • Um saldo de mais de 600 mil mortos;
  • Assassinato de Lincoln por um sulista;
  • Restauração da unidade dos Estados Unidos;
  • Desenvolvimento da indústria estadunidense a nível de competição mundial;
  • Declínio econômico do Sul, que demonstra consequências até os dias atuais;
  • Criação da Emenda Constitucional XIII, que aboliu a escravidão nos Estados Unidos. No entanto, a situação social e econômica dos negros não melhorou de forma significativa;
  • Criação da Ku Klux Klan (KKK), organização terrorista racista que defendia a supremacia branca e que foi responsável por agressões e mortes de diversos negros. A KKK foi criada por brancos sulistas e existe até hoje;
  • Criação de leis segregacionistas (Leis Jim Crow). 

Exercícios

Exercício 1
(FATEC/2008)

A Guerra de Secessão, também chamada de Guerra Civil Americana, teve início no ano de 1861. Nesse momento, o Sul dos Estados Unidos proclama a sua separação e passa a se chamar ECA (Estados Confederados da América). 

Entre os motivos que causaram o início dessa guerra podemos citar:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...