logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Profissões

5 dúvidas frequentes de quem quer cursar Publicidade e Propaganda

por Miguel Bacchin Ferreira em 26/10/18 650 visualizações

Todo curso possui os seus estereótipos, não é mesmo? O de Publicidade e Propaganda (popularmente chamado de ‘’PP’’ pelos estudantes) não é diferente, e as dúvidas em relação ao que se aprende podem deixar muita gente sem saber o que fazer e qual decisão tomar.

Pensando nisso, listei alguns questionamentos que podem ser bastante comuns para quem pensa em seguir essa área e se tornar um publicitário.

pontos de interrogação

Dúvidas frequentes de quem quer fazer Publicidade

  1. É preciso saber editar fotos e vídeos?
    As pessoas de uma forma geral acham que o curso de Publicidade e Propaganda pode ser resumido à aprendizagem de edição de imagens e vídeos e ao conhecimento avançado de Photoshop. A minha experiência me permite dizer que isso acaba sendo só um diferencial, pois quem gosta mesmo de trabalhar com edição deveria levar o Design Gráfico mais em consideração. Quando eu cursei o Técnico em Publicidade e Propaganda, no Senac, e, agora, cursando a graduação também em Publicidade, na Unimep, pude perceber que os dois não possuem muitas aulas e não englobam muito no plano de ensino o aprendizado de edição de imagens e vídeo (no Senac, foram oito aulas técnicas para aprender a utilizar os programas: Photoshop, Illustrator, InDesign e After Effects, sendo duas aulas para cada um. Na Unimep, tive apenas uma disciplina até agora (4º semestre) que foi no 1º semestre, chamada Design Publishing, que ensinou o básico do Photoshop). Para quem for ingressar no curso, sugiro que já tenha alguma noção sobre esses assuntos para não depender da ajuda de alguém com os trabalhos.
  2.  O curso exige a apresentação de muitos trabalhos e seminários?
    De acordo com o que eu vivenciei, sim! Quase todos os trabalhos e atividades realizados demandam apresentações e, normalmente, todas elas são avaliadas contando na sua nota final da disciplina. Pode parecer um pouco rigoroso, mas ajuda muito você deixar a timidez de lado e aprender a falar em público. Isso também contribui para que não haja outra prova ou teste para avaliar os alunos. Assim, somente as notas das apresentações são necessárias para compor a nota final do estudante.
  3. É fácil de conseguir estágio na área de Publicidade e Propaganda?
    Se você for um aluno de nível técnico (Curso Técnico), isso acaba sendo um pouco mais difícil. A maioria das vagas exige que você esteja cursando Bacharelado em Publicidade e Propaganda e em semestres mais avançados também (a maioria das vagas que eu encontro é para quem já está, pelo menos, no 3º semestre). A parte boa é que existe uma alta demanda por estagiários na área. A alta rotatividade de profissionais também acaba sendo um fator benéfico para o seu ingresso no mercado de trabalho.
  4. O curso de Publicidade e Propaganda exige que o aluno faça contas?
    Se eu disser que sim, você ficará chateado? Pois bem, precisa, mas não é nada de equações e inequações. A maioria dos cálculos são simples, abrangendo mais a parte da matemática financeira e também umas famosas regras de três. Como eu disse, nada muito difícil. Essas contas estão mais voltadas para profissionais que cuidam da parte de compra de mídia, por exemplo: canais de TV, outdoors, Facebook, Google e etc.
  5. Precisa ser criativo para cursar Publicidade e Propaganda?
    Aquela questão de que quem pensa em fazer Publicidade precisa ter ideias inovadoras e de outro mundo não é apenas um mito. Mas, é preciso lembrar que não é apenas em PP que isso é cobrado. Hoje, isso é exigido em todas as áreas, com o destaque para o fato de que não basta apenas ter essas ideias, é preciso saber como executá-las e tirá-las do papel. 

Onde encontrar o curso de Publicidade e Propaganda?


Espero que essas respostas tenham ajudado a esclarecer algumas dúvidas sobre o curso de Publicidade e Propaganda e que sirvam de base para que muita gente consiga tomar uma decisão sobre qual rumo seguir em relação à faculdade.
banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54