Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71
Vestibular e Enem

5 grandes ameaças à saúde que podem cair no Enem

por Marcela Coelho em 05/04/19 640 visualizações

“A saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade.”

Esse conceito, definido em 1946 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem o objetivo de ampliar a visão da população do que é estar saudável. E o dia 7 de abril, data em que se comemora o Dia Mundial da Saúde, foi criado justamente para garantir o melhor nível de saúde para as pessoas em todo o mundo e conscientizá-las quanto a fatores que afetam a qualidade de vida.

No início de 2019, a OMS listou 10 grandes problemas à saúde que precisam ser combatidos desde já para evitar mortes e quedas no bem-estar populacional. São estes:

  1. Poluição do ar e mudança climática;
  2. Doenças crônicas não contagiosas (diabetes, hipertensão, câncer…);
  3. Pandemia global de gripe;
  4. Cenários de fragilidade e vulnerabilidade;
  5. Resistência bacteriana;
  6. Ebola e outros agentes infecciosos letais;
  7. Atendimento primário de saúde deficiente;
  8. Medo de vacina;
  9. Dengue;
  10. HIV.

    Como são temas importantes e atuais, alguns tópicos podem ser abordados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano. A Revista QB conversou com o Nelson Castro, professor de biologia do Curso Anglo, e a Heloisa Agudo, autora do material de biologia do Sistema de Ensino pH, para indicar quais desses assuntos os estudantes precisam ficar atentos para a prova. Confira:

Poluição do ar e mudança climática



A poluição do ar é considerada pela OMS o maior risco ambiental para a saúde. Conforme a organização, nove em cada dez pessoas respiram ar poluído todos os dias e mais de 7 milhões morrem anualmente devido a enfermidades decorrentes da poluição.

De acordo com Heloisa, a exposição a poluição de uma grande avenida de São Paulo, por exemplo, pode equivaler a fumar 11 cigarros em um dia.

Para o Enem, o “estudante deve fazer a associação entre poluição do ar pela queima de combustíveis fósseis, aumento dos gases de efeito estufa, aquecimento global e mudanças climáticas, lembrando do progressivo derretimento das geleiras e das calotas polares e as consequências desses eventos”, afirmou Nelson.

Heloisa também complementou que o aquecimento global e as mudanças climáticas advindas da poluição provocam extremos climáticos, como “aumento de chuvas onde já chove bastante e desertificação de áreas já pouco chuvosas, reduzindo a produção de alimentos, piorando a qualidade da água e, assim, reduzindo a qualidade de vida em países periféricos”.

Doenças crônicas não contagiosas

Segundo a OMS, as doenças crônicas não transmissíveis – como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares – são responsáveis por mais de 70% de todas as mortes no mundo. E o aumento da ocorrência dessas doenças tem sido impulsionado por cinco fatores de risco: uso do tabaco, inatividade física, uso nocivo do álcool, dietas pouco saudáveis e poluição do ar. 

Nelson explicou que o vestibulando deve relacionar o progressivo envelhecimento da população brasileira com o aumento das enfermidades crônicas, associado inclusive com o aumento dos índices de sobrepeso e obesidade.

“É importante conhecer os fatores predisponentes para doenças como a diabetes (dieta excessiva em carboidratos e gorduras, consumo de álcool, estresse), a hipertensão (obesidade, dieta com excesso de sal, consumo de álcool e cigarro) e o câncer (múltiplos fatores, incluindo exposição excessiva ao sol (pele), dieta pobre em fibras vegetais (intestino), cigarro (pulmão), viroses e álcool (fígado), vírus (HPV no câncer de útero) e o processo de envelhecimento (próstata em homens, entre outros).”

Neste tema é fundamental ainda lembrar da importância da realização periódica de exames preventivos para detectar as doenças na sua fase inicial.

Cenários de fragilidade e vulnerabilidade

Mais de 1,6 bilhão de pessoas, ou seja, 22% da população mundial, moram em locais com pouquíssima infraestrutura.

A respeito do assunto, a especialista do Sistema de Ensino pH disse que populações de regiões pobres sofrem mais com doenças que poderiam ser evitadas ou controladas.

“A reduzida infraestrutura de saneamento leva ao consumo de água contaminada, levando a doenças como diarreias, cólera, hepatite A e verminoses. Além disso, muitas comunidades carentes apresentam elevado adensamento populacional, com habitações insalubres, sem ventilação e insolação. Nessas condições, aumenta a circulação das bactérias causadoras da tuberculose e hanseníase.”

Leia mais: 8 temas sobre a água que podem cair no Enem 2019
10 dados estatísticos sobre a água para usar na redação do Enem e vestibular

Atendimento primário de saúde deficiente

O atendimento primário é o primeiro ponto de contato da pessoa com o sistema de saúde. Consiste no atendimento em consultas de rotina, monitorando-se parâmetros simples: hemograma, pressão arterial, nível de glicose no sangue, peso corporal, preventivo ginecológico.

“Esses procedimentos, aliados a educação para a saúde, podem evitar ou diagnosticar precocemente doenças como diabetes, hipertensão, trombose, derrame e câncer de colo de útero, além de diminuir a procura por unidades de atendimento médico mais complexo, como prontos-socorros”, falou Heloisa.

No entanto, segundo a OMS, muitos países não têm instalações de atenção primária de saúde adequadas.

Para Nelson, o estudante deve se atentar à importância dos processos de medicina preventiva no controle de muitas doenças que afetam a população brasileira. “O conhecimento das formas de prevenção das doenças mais frequentes é uma maneira de conscientização social, indispensável para a manutenção da cidadania e frequentemente cobrado no Enem.”

Medo de vacina


Embora salve de 2 a 3 milhões de vida por ano, a vacinação tem sido alvo de grupos, boatos e notícias falsas que alegam malefícios dessa estratégia. O problema é que isso têm contribuído para o ressurgimento de doenças que haviam há um bom tempo sido controladas, a exemplo de sarampo e poliomielite.

Heloisa explicou que “são as populações de países periféricos, especificamente crianças, que mais sofrem óbitos, pela combinação de baixa cobertura vacinal e baixa infraestrutura urbana”.

“Para o vestibular, o estudante deve conhecer o que são as vacinas, como são preparadas e sua ação, entendendo os benefícios para a população e para a saúde pública”, apontou o professor do Curso Anglo.

Temas extras

A saúde é um assunto que pode ser muito explorado. Por isso, outros temas também podem aparecer no exame. Para complementar a lista, o professor Nelson ainda indicou estudar as consequências ambientais da tragédia de Brumadinho, com os efeitos sobre a biodiversidade na região e o aumento da poluição da água e do solo no local.

Outro tópico essencial é os avanços nos processos de manipulação gênica, incluindo o silenciamento gênico por RNA e interferência e a edição gênica, com o processo CRISPR-Cas 9.

Leia mais: Dia Mundial da Saúde: 13 cursos na área da saúde
Como manter a mente saudável diante das pressões da vida universitária
Veja os salários dos 11 cursos mais procurados na área da Saúde

034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE BOLSAS i-close
Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
ALERTA DE BOLSAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra bolsas de estudo de até 75% de desconto nas melhores faculdades do país.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de bolsas de estudo disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE BOLSAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores bolsas de estudo chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber bolsas de estudo de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54