logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Vestibular e Enem

Estudantes apontam suposto erro no Sisu; MEC afirma que sistema está normal

Nesta tarde (24), estudantes subiram a hashtag #erronosisu nas redes sociais para denunciar um suposto erro no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A hashtag já foi compartilhada mais de 25 mil vezes.

Os estudantes relatam que o sistema estaria classificando os candidatos nas duas opções de cursos pretendidos. Com os candidatos presentes nas duas listas de inscritos, as notas de corte estariam subindo de forma irreal, afetando a classificação parcial.

A nota de corte de um curso é a média do Enem do último candidato classificado. Segundo os estudantes, se o candidato já estiver classificado, mesmo que parcialmente, na sua primeira opção de curso, ele não deveria ser considerado na lista de candidatos da sua segunda opção. 

erro no sisu
Um dos estudantes a denunciar o suposto erro foi o Youtuber Umberto Mannarino (Reprodução/Instagram)

Como deveria ser

No Twitter, um estudante compartilhou o que seria sua classificação parcial no Sisu 2018. Na imagem, o candidato está parcialmente classificado nas duas opções de curso, mas não é considerado na lista da segunda opção, pois já foi temporariamente classificado na primeira. 

O Ministério da Educação pronunciou que o sistema está funcionando normalmente. Em um vídeo nas redes sociais, o ministro Abraham Weintraub e o coordenador-geral de Políticas de Educação Superior, Thiago Leitão, explicam que a nota de corte é relativa e aumenta conforme cresce o número de inscritos. “Essa nota é só uma referência, é um indicativo de quão perto o estudante está daquela vaga e o quão disputada a vaga está”, afirmam.

Problemas no Enem 2019

Depois de assumir erros no resultado do Enem, o Ministério da Educação prorrogou as inscrições do Sisu em dois dias, até dia 26. Por conta dos erros na nota e da reclamação de milhares de estudantes, o Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça a suspensão das inscrições do Sisu 2020 e o adiamento dos programas Prouni e Fies.

Leia mais: Enem 2019: MPF pede à justiça a suspensão do Sisu, Prouni e Fies
banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54