logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Curiosidades

Mal ou mau: como se escreve?

por Natália Plascak Jorge em 24/07/18 43 mil visualizações

Mal ou mau: como se escreve? - Revista Quero

Você já teve aquela dúvida na hora de escrever se o correto era mal ou mau?

A resposta para essa pergunta é simples: as duas formas existem e estão certas. Elas só são usadas em diferentes situações.

Mal é o contrário de bem.
Mau é o contrário de bom.

A maneira mais fácil de entender e saber quando usar mal ou mau é considerando os seus antônimos.

Ele sempre foi muito mau com os animais. (antônimo: bom)
Ele estava se sentindo mal. (antônimo: bem)

O que você pode tentar sempre é fazer justamente essa substituição: mal por bem e mau por bom. Assim, fica mais fácil de saber se é preciso usar o mal ou mau.

+ Encontre bolsas de estudo de até 80%


Leia mais: As vezes ou às vezes: como se escreve?
Haja ou aja: como se escreve?

Qual a diferença entre mal e mau?

Uma dúvida frequente entre os estudantes é sobre quando utilizar "mal" e quando utilizar "mau". A confusão acontece porque as palavras têm a mesma sonoridade quando faladas. Porém, ao escrevê-las é preciso ter cuidado para não errar.

Mal

Mal é considerado advérbio de modo, quando tem o significado de “incorretamente”. É o antônimo do advérbio bem. Faz referência sempre a um verbo, como advérbio.

Exemplos:

  • Acordei me sentindo mal;

  • Ela foi muito mal na prova.

Mau

Mau é adjetivo. Seu significado é “ruim”. É antônimo de bom.

Exemplos:

  • Aquele menino está sempre de mau humor;

  • Ele é um mau perdedor.

Mal-humorado ou mau-humorado?

Seguindo essa linha de raciocínio, o que dizer então de mal-humorado ou mau-humorado? Qual você acha que é a forma correta? 

A resposta para a questão, segundo o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, é mal-humorado.

O que são palavras homófonas?

Pode-se dizer que "Mal" e "mau" são termos homófonos. Isso porque "palavras homófonas" são aquelas que possuem a mesma pronúncia, apesar de significados e grafias distintas. Outros exemplos de expressões homófonas são: 

  • Assento e acento

  • Cauda e calda

  • Houve e ouve

  • Nós e noz

  • Traz e trás

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54