Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
50f2be0b574ab7141b942d7428bec6e72f5729be 99c41ad96fb916433ed11d4552cbe80203e64efa
Dicas e Curiosidades

Sua saúde mental importa: saiba como lidar com a ansiedade pré-Enem e vestibulares

por Isabela Giordan em 30/09/19
"Faltando menos de um mês para a segunda fase do vestibular, fui trabalhar normalmente, só sentia que estava com a mente agitada. Primeiro senti um calafrio, achei estranho, pois era verão. De repente, minha vista escureceu, parecia que eu ia desmaiar. Achei melhor ir ao médico. Só piorou, sentia palpitação e falta de ar. Foi horrível, parecia que eu ia morrer" - Júlia Oliveira*

O primeiro contato de Júlia Oliveira, 31 anos, com a Odontologia foi durante o seu primeiro emprego, em que foi secretária de um laboratório de prótese dentária. Ao se apaixonar pela profissão, tentou ingressar no curso, mas não foi aprovada.

No ano seguinte, sua determinação foi ainda maior! Para garantir a aprovação, matriculou-se em um curso preparatório considerado de referência em sua cidade. Porém, a rotina de trabalho não parou: trabalhava durante o dia, estudava durante a noite. De segunda a sexta-feira, até em alguns sábados. 

A rotina cansativa, a cobrança interna pela necessidade da aprovação e todo o estresse pela situação fez com ela passasse mal fisicamente, precisando ir ao hospital: "Fiz vários exames e fiquei esperando o pior diagnóstico de todos, mas, para meu espanto, estava tudo normal! Comecei a chorar, parecia que ninguém estava acreditando em mim", lembra.

Os exames mostravam que tudo estava bem, o que seria aquela mal-estar tão grande? 

Ao ser questionada pelo médico que a estava atendendo, Júlia contou sobre a sua rotina e sobre toda a carga mental que estava carregando naquele ano. Foi ali que o diagnóstico surgiu: "você teve uma crise de ansiedade." 

Ilustração: @prosadecora

Transtorno de Ansiedade Generalizada

De acordo com Giuliana Cividanes, psiquiatra e especialista de Transtornos do Humor e Ansiedade, a ansiedade nada mais é do que uma emoção normal e necessária a todos, e que deve estar mais elevada em momentos decisivos na nossa vida.

"O processo físico-químico da ansiedade em nosso corpo envolve a produção e liberação de hormônios como o cortisol e a adrenalina, que vão deixar o indivíduo mais atento, mais concentrado, mais preparado para tomar decisões e atitudes físicas e intelectuais, aumentando assim a performance em situações críticas", explica a médica.

Porém, se ela ultrapassa um certo ponto, essa emoção deixa de ser saudável e pode se transformar em um pesadelo, como foi o caso de Júlia: "relatos de sensação de morte e principalmente de estar tendo um colapso cardíaco ou um infarto são bem comuns. Muitas vezes o indivíduo recorre várias vezes aos serviços de emergências até se convencer que seu problema não é cardíaco e sim fruto da ansiedade."

Nesse caso, quando as crises são repetitivas, ela muda de nome para Transtorno de Ansiedade Generalizado. 

Veja também: O que é, sintomas e tratamento da ansiedade

Ilustração: @helenamorani

Sintomas da ansiedade 

Segundo Cividanes, os sintomas podem ser divididos em duas categorias: psicológicos e físicos. Veja como cada um deles pode se manifestar no corpo humano:

Sintomas psicológicos

  • Apreensão como se algo ruim fosse acontecer a qualquer momento;
  • Temor pelo futuro;
  • Necessidade de controlar tudo no presente e no futuro para que nada saia errado;
  • Preocupação excessiva com coisas do cotidiano que não preocupam a maioria das pessoas.

Sintomas físicos

  • Taquicardia (elevação dos batimentos cardíacos);
  • Dificuldade de respiração (como se o ar não chegasse até o final dos pulmões);
  • Suor excessivo;
  • Tremores;
  • Sensação de que vai desmaiar ou ter um ataque cardíaco, em casos mais extremos.

    "Muito jovens também relatam náuseas e vômitos como sintomas de ansiedade extrema, assim como perda do apetite ou dificuldade para ingerir os alimentos", acrescentou.

Ilustração: @lifeonadraw

Ansiedade x Enem/Vestibular

Quão estressante pode ser o período pré-vestibular? Quantas noites podem de sono podem ser perdidas antes do Enem? Afinal, como relaxar quando uma ou duas provas podem decidir todo o seu futuro?

"O período que antecede o vestibular pode ser bastante estressante para os adolescentes, quão estressante pode ser esse período depende muito das expectativas que são colocadas no desempenho do vestibulando", avalia a psiquiatra especialista em Transtornos do Humor. 

Além disso, o medo de falhar e decepcionar os outros também podem deflagar outros transtornos e doenças além da ansiedade, por exemplo, a depressão: "se há uma auto-cobrança ou uma cobrança por parte da micro sociedade que o cerca (família, grupo de amigos, pares) muito exacerbada, a tendência é que haja um aumento ainda maior da ansiedade e outros transtornos."

Esse período pode ser tão conflituoso para o vestibulando que, curiosamente, as pesquisas no Google sobre o termo "ansiedade" aumentaram em 18 pontos no dia seguinte ao primeiro dia de prova do Enem 2018, onde as pesquisas relacionadas foram sobre "crise de ansiedade sintomas", "ansiedade como controlar" e "transtorno de ansiedade".

Para Giuliana, a melhor forma de conseguir lidar com esse momento é ter uma rede de apoio, que será responsável por ajudá-los a encarar esse período decisivo com mais tranquilidade, além de ser um suporte nos momentos de crise. 

Ilustração: @sigaosbaloes

Mente sã em corpo sã: como aliviar os sintomas da ansiedade?

Quando a ansiedade evolui para um quadro de Transtorno de Ansiedade Generalizada, o tratamento indicado pelos guidelines nacionais e internacionais é o uso de medicação, conhecidos como Inibidores Seletivos de Recaptação de Serotonina

Além disso, é indicado também a terapia comportamental cognitiva, uma vertente focada no problema pelo qual o paciente está passando. "Os estudos clínicos demonstraram que quando associados os dois tratamentos (medicamentos + terapia comportamental cognitiva) são mais eficazes do que quando um ou outra são utilizados isoladamente", reforça Giuliana.

Porém, quando a ansiedade não evolui para um problema dessa grandeza, é possível aliviar os sintomas com algumas mudanças de comportamento e de pensamento. Veja as dicas da médica psiquiatra:

Em uma crise de ansiedade:

  • Se notar que algo está errado com seu corpo, se o coração disparar, a mão começar a suar, o peito doer ou os lábios formigarem, antes de entrar em pânico achando que está infartando ou que vai desmaiar, tente prestar atenção nas suas emoções. Você está nervoso/ansioso? Se a resposta for sim, então essas sintomas são da sua emoção e não do seu corpo - mantenha a calma e respire. Respire profundamente duas ou três vezes repetidas;
  • Procure se sentar em algum lugar se estiver de pé, tome um pouco de água e tente se concentrar em outra coisa que não seu mal estar;
  • Se precisar, peça ajuda. Diga ao seu parente ou amigo que está próximo que você está se sentindo mal e precisa ir para um lugar confortável (com mais espaço, mais ar fresco, menos barulho);
  • Aos poucos, vá respirando e tentando retomar o auto-controle, permita que seus músculos relaxem e tente distrair a sua mente. Recuperar o controle da situação é fundamental para eliminar os sintomas da ansiedade.

Para evitar uma crise de ansiedade:

  • Mantenha uma rotina de atividades físicas;
  • Alimente-se bem. Evite comer doces em excessos, o que é comum quando queremos aplacar nossas ansiedades e frustrações;
  • Mantenha uma rotina saudável de sono;
  • Reserve um tempo na semana para estar com seus familiares e amigos, lembre-se de descansar e relaxar às vezes, assim você será mais produtivo. 

"Estudar e se dedicar é bom, mas muitas pessoas têm se destruído de tanta cobrança e ansiedade nesse período. Antes de tudo, lembre-se da máxima 'mente sã em corpo são'", finaliza a Giuliana.

Veja também: 7 dicas de como cuidar da saúde mental na faculdade

Fonte: Giuliana Cividanes é Mestre em Psiquiatria pela Universidade Federal de São Paulo, especialistas em Transtornos do Humor e Ansiedade, e colaboradora do Prove- Serviço de atendimento e pesquisa em Violência e Estresse  Pós-Traumático da Unifesp.

*O nome foi trocado a fim de garantir a privacidade da fonte.

50f2be0b574ab7141b942d7428bec6e72f5729be 99c41ad96fb916433ed11d4552cbe80203e64efa

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
ALERTA DE VAGAS i-close
O que é o Quero Bolsa?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

O Quero Bolsa é o site que te ajuda a entrar na faculdade! Reunimos todas as informações para você fazer a melhor escolha e garantir uma vaga na faculdade.

Tá esperando o que pra conseguir a sua?

ALERTA DE VAGAS i-close
Veja como é simples! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Preencha os campos abaixo com suas preferências e receba avisos de vagas disponíveis no Quero Bolsa.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54