Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Leucócitos

Aline Miranda
Publicado por Aline Miranda
Última atualização: 20/8/2018

Introdução

Os leucócitos são células incolores e de forma esférica quando em suspensão no sangue. Também nomeados como glóbulos brancos, eles fazem parte do sangue e da linfa.

 

São produzidos na medula óssea ou em tecidos linfóides e permanecem temporariamente no sangue. Diversos tipos de leucócitos utilizam o sangue como meio de transporte para alcançar seu destino final: os tecidos.


Os leucócitos, juntamente com os órgãos linfáticos, formam o Sistema Imunológico. Este sistema é responsável por atuar na defesa do organismo contra substâncias e microrganismos estranhos.


Os glóbulos brancos podem ser de vários tipos e diferem uns dos outros pelo tamanho, pela forma dos núcleos das células e pelo modo como atuam no sistema de defesa. 


Alguns englobam, digerem e destroem os microrganismos ou materiais estranhos. Outros fabricam substâncias que neutralizam a ação dessas substâncias estranhas no organismo. 


É por essa razão que o número de glóbulos brancos no sangue aumenta quando o organismo é exposto à presença de vírus e bactérias.

O movimento dos leucócitos

Constantemente, os glóbulos brancos deixam os vasos sanguíneos onde se encontram por diapedese


Eles realizam este movimento passando pelas células da parede dos capilares para penetrar no tecido em que foram requisitadas para atuar contra algum patógeno


Após o processo de “ataque”, muitas das células morrem e são removidos por outros tipos de células sem causar resposta inflamatória


Quando os tecidos são invadidos por microrganismos, os leucócitos são atraídos por quimiotaxia. 


Substâncias originadas dos tecidos, do plasma sanguíneo e dos microrganismos provocam nos leucócitos uma resposta migratória, fazendo com que estas células dirijam-se para os locais em que existe maior concentração dos agentes quimiotáticos.

Quantidade de leucócitos

O número de leucócitos por milímetro cúbico de sangue no adulto normal é de 4.500 a 11.500


Chama-se leucocitose ao aumento do número de leucócitos no sangue. Já a diminuição é chamada de leucopenia. Estas variações podem ser causadas por diversos fatores e indicar alguns problemas de saúde..


A contagem de leucócitos circulantes feita no exame é chamada de Hemograma e pode indicar a existência de uma grande variedade de doenças.


Da mesma forma, a análise morfológica do núcleo e do citoplasma dos leucócitos pode ser determinante para o diagnóstico de diferentes doenças e síndromes.

Os tipos de leucócitos

Os glóbulos brancos podem ser de cinco tipos básicos: neutrófilosmonócitosbasófiloseosinófilos e linfócitos

Neutrófilos

São células que possuem núcleo característico geralmente formado por três lóbulos. Apresentam grande capacidade de movimentação e de fagocitose


São os primeiros a chegar aos locais de infecção, atravessando as paredes dos capilares e atuando no combate aos microrganismos estranhos. 

Monócitos

Apresentam núcleo ovóide em forma de rim ou ferradura. Essas células atravessam a parede dos capilares por diapedese, penetram em alguns órgãos e tecidos combatendo as inflamações e infecções, auxiliando os neutrófilos. 


Transformam-se em macrófagos, células especializadas em realizar a fagocitose.

Basófilos 

O basófilo tem um núcleo volumoso, com forma retorcida e irregular, geralmente com o aspecto da letra S. 


Em condições normais, são encontrados em baixa quantidade no sangue e estão envolvidos em condições de reações alérgicas e inflamações. 

Eosinófilos

São células que apresentam núcleo geralmente formado por dois lóbulos. Em condições normais, assim como os basófilos, não estão presentes em grande quantidade no sangue. 


Entretanto, os eosinófilos aumentam nas alergias e nas doenças causadas por invasores relativamente grandes como vermes e protozoários parasitas, que causam doenças como a teníase, a giardíase e a malária

Linfócitos

Os linfócitos são os principais responsáveis na defesa do organismo, através da produção dos anticorpos.


Anticorpos são proteínas que fazem ligações especificamente com determinado antígeno, parte de determinado patógeno ou organismo estranho, para atuar na sua destruição, inativando toxinas liberadas por esse agentes invasores. 


São células esféricas e de menor tamanho que outros glóbulos brancos. Dependendo das moléculas localizadas em sua superfície os linfócitos podem ser divididos em linfócitos B e T


Ao contrário dos outros leucócitos que não retornam ao sangue depois de migrarem para os tecidos, os linfócitos voltam dos tecidos para o sangue, circulando continuamente.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Baço
Baço
BIOLOGIA
Boca
Boca
BIOLOGIA
Cerebelo
Cerebelo
BIOLOGIA
Corpo Humano
Corpo Humano
BIOLOGIA
Encéfalo
Encéfalo
BIOLOGIA
Esôfago
Esôfago
BIOLOGIA
Estômago
Estômago
BIOLOGIA
Faringe
Faringe
BIOLOGIA
Fígado
Fígado
BIOLOGIA
Hemoglobina
Hemoglobina
BIOLOGIA
Hipófise
Hipófise
BIOLOGIA
Intestino Delgado
Intestino Delgado
BIOLOGIA
Intestino Grosso
Intestino Grosso
BIOLOGIA
Laringe
Laringe
BIOLOGIA
Nariz
Nariz
BIOLOGIA
Neurônio
Neurônio
BIOLOGIA
Órgãos do Corpo
Órgãos do Corpo
BIOLOGIA
Ovários
Ovários
BIOLOGIA
Pâncreas
Pâncreas
BIOLOGIA
Pênis
Pênis
BIOLOGIA
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
BIOLOGIA
Sistema Endócrino
Sistema Endócrino
BIOLOGIA
Sistema Excretor
Sistema Excretor
BIOLOGIA
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Periférico
Sistema Nervoso Periférico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Simpático
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino
BIOLOGIA
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório