Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Neurônio

Aline Miranda
Publicado por Aline Miranda
Última atualização: 20/8/2018

Introdução

A célula que atua como unidade básica estrutural e funcional do Sistema Nervoso é o neurônio. Ele apresenta, geralmente, longos e numerosos prolongamentos capazes de receber estímulos.


Os neurônios têm a propriedade de responder a alterações do meio em que se encontram (estímulos), com modificações da diferença de potencial elétrico que existe entre as superfícies interna e externa da membrana celular. As células que  exibem essa propriedade - como os neurônios, células musculares e algumas glândulas - são denominadas excitáveis


Os neurônios reagem prontamente aos estímulos. A modificação do potencial elétrico pode restringir-se ao local do estímulo ou propagar-se ao restante da célula, através da membrana. Essa propagação constitui o que se denomina impulso nervoso.


O impulso nervoso é a transferência de informações, ou seja, é a mensagem transmitida a outros neurônios, aos músculos ou às glândulas.


Através de seus prolongamentos, os neurônios formam circuitos entre si. Da mesma maneira que os circuitos eletrônicos, os circuitos neuronais podem ser de diversos tamanhos e complexidade.


Um circuito neural pode ser simples. Porém, na maioria das vezes, trata-se da combinação de dois ou mais circuitos que interagem para executar uma função. Muitos circuitos elementares se comunicam em grau crescente de complexidade, para executar funções cada vez mais complexas. Desse modo, compõem uma rede de informações e comunicação do Sistema Nervoso.


Função e estrutura


As células nervosas - ou neurônios - são altamente especializadas. São responsáveis por receber, transmitir, processar e integrar mensagens recebidas do ambiente: os estímulos. Além disso, influenciam diversas atividades do organismo e liberam neurotransmissores - substâncias químicas que participam do impulso nervoso e outras moléculas informacionais. 


Um neurônio é formado por dendritoscorpo celular e axônio. O impulso nervoso percorre o neurônio sempre no mesmo sentido: dendritos, corpo celular e axônio.


  • Dendritos: são prolongamentos numerosos, especializados na função de receber os estímulos, sejam do meio ambiente, de células epiteliais sensoriais ou de outros neurônios.


  • Corpo celular ou pericário: é o centro da célula, onde se localizam o núcleo e a maior parte do citoplasma. Também é capaz de receber estímulos.


  • Axônio: é um prolongamento único, especializado na condução do impulso nervoso que vem do corpo celular. É geralmente mais longo que os dendritos, podendo se estender da medula espinhal aos dedos dos pés. O axônio transmite as informações do neurônio para outras células (nervosas, musculares ou glandulares). Alguns axônios são envolvidos por uma substância de cor esbranquiçada chamada mielina. Essa substância forma uma camada protetora em torno do axônio: a bainha de mielina

Tipos de neurônio


De acordo com sua morfologia e com a forma como atuam no organismo, os neurônios podem ser classificados em diferentes grupos.

Classificação dos neurônio de acordo com sua morfologia


  • Neurônios multipolares: apresentam mais de dois prolongamentos celulares.


  • Neurônios bipolares: possuem um dendrito e um axônio.


  • Neurônios pseudo-unipolares: apresentam um prolongamento único, próximo ao corpo celular. Esse se divide em dois, dirigindo-se um ramo para a periferia e o outro para o Sistema Nervoso Central.

Classificação dos neurônio de acordo com sua função


  • Neurônios sensoriais ou aferentes: são os neurônios que recebem informações dos órgãos dos sentidos (olhos, orelhas, língua, pele e nariz) e as levam até o Sistema Nervoso Central.


  • Neurônios motores ou eferentes: controlam os órgãos efetores, como glândulas e fibras musculares. Portanto, transmitem mensagens de ação - como sentar, correr, andar, escrever, entre outros - do Sistema Nervoso Central para esses órgãos. 


  • Neurônios associativos ou interneurônios: estabelecem conexões entre os neurônios sensoriais e os neurônios motores, formando circuitos complexos.

As sinapses

As sinapses são locais de contato entre neurônios ou entre neurônios e outras células efetoras, como as musculares e glandulares. A sinapse é responsável pela transmissão unidirecional dos impulsos nervosos entre essas células.


A função da sinapse é transformar um sinal elétrico (impulso nervoso) do neurônio pré-sináptico em um sinal químico que atua sobre a célula pós-sináptica.


A maioria das sinapses transmite informações por meio da liberação de substâncias químicas, através das terminações do axônio. Essas substâncias são chamadas neurotransmissores, e têm a capacidade de se combinar com os receptores presentes nos dendritos do neurônio seguinte, desencadeando nele um novo impulso nervoso. 

Estrutura do Neurônio


Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Baço
Baço
BIOLOGIA
Boca
Boca
BIOLOGIA
Cerebelo
Cerebelo
BIOLOGIA
Corpo Humano
Corpo Humano
BIOLOGIA
Encéfalo
Encéfalo
BIOLOGIA
Esôfago
Esôfago
BIOLOGIA
Estômago
Estômago
BIOLOGIA
Faringe
Faringe
BIOLOGIA
Fígado
Fígado
BIOLOGIA
Hemoglobina
Hemoglobina
BIOLOGIA
Hipófise
Hipófise
BIOLOGIA
Intestino Delgado
Intestino Delgado
BIOLOGIA
Intestino Grosso
Intestino Grosso
BIOLOGIA
Laringe
Laringe
BIOLOGIA
Leucócitos
Leucócitos
BIOLOGIA
Nariz
Nariz
BIOLOGIA
Órgãos do Corpo
Órgãos do Corpo
BIOLOGIA
Ovários
Ovários
BIOLOGIA
Pâncreas
Pâncreas
BIOLOGIA
Pênis
Pênis
BIOLOGIA
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
BIOLOGIA
Sistema Endócrino
Sistema Endócrino
BIOLOGIA
Sistema Excretor
Sistema Excretor
BIOLOGIA
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Periférico
Sistema Nervoso Periférico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Simpático
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino
BIOLOGIA
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório