Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
História Geral

Holocausto

Gabriela Botelho
Publicado por Gabriela Botelho
Última atualização: 20/9/2019

Introdução

O holocausto nazista caracterizou-se pela perseguição e pelo genocídio (assassinatos em massa) de judeus, ciganos, comunistas, homossexuais, negros, feministas, pacifistas, doentes mentais, entre outros grupos minoritários. Desse modo, pessoas que eram consideradas ameaças ao Estado nazista eram perseguidas e eliminadas.

O holocausto ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial, entre os anos de 1941 e 1945. Esse massacre foi arquitetado e realizado pela Alemanha nazista, comandada por Adolf Hitler, durante o III Reich. 

O holocausto teve como saldo milhões de mortos. Estima-se, somente dentre as pessoas de origem judaica, cerca de seis milhõesde mortos. Além disso, cerca de um milhão e meio de crianças foram mortas.

Contexto histórico

O holocausto nazista ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial, marcada por regimes totalitários, como a Alemanha nazista e a Itália fascista. O massacre teve início em 1941 e terminou em 1945, com o fim da Segunda Guerra Mundial. 

Adolf Hitler iniciou seu plano antes mesmo de subir ao poder. Quando foi preso, em 1923, ele escreveu um livro chamado “Mein kampf” (“Minha luta”). Neste livro, ele estabeleceu as bases da ideologia nazista.

Hitler se tornou primeiro-ministro a partir da manipulação das massas, principalmente por meio de propagandas, nas quais utilizava grupos minoritários, sobretudo os judeus, como bodes expiatórios para ascender ao poder. Desse modo, Hitler fazia parecer que essas pessoas eram as responsáveis pelos problemas que a Alemanha enfrentava, e não o governo. 

Em 1933, foi criada a Gestapo (Polícia Secreta do Estado), sob o comando da S.S. (grupo paramilitar associado aos nazistas). Além disso, foram construídos os primeiros campos de concentração

Em 1934, com a morte do então presidente Hindenburg, Hitlerassume a presidência da Alemanha, dando início ao III Reich.  

Em 1935, é criado um conjunto de leis antissemitas: as Leis de Nuremberg, que impõe diversas proibições aos judeus.

Guetos

Os guetos eram regiões urbanas nas quais a população judaica local se concentrava. Eles eram estabelecidos pelo governo com a intenção de segregar e de isolar essas pessoas.

O gueto de Varsóvia foi o maior gueto criado pelo Estado nazista. Ele se localizava na Polônia e foi isolado por um muro. Além disso, ele também ficou famoso por conta da Revolta do Gueto de Varsóvia, um movimento significativo contra a ocupação nazista da Europa. 

Os guetos eram locais onde os judeus sofriam por fome, doenças e deportações para os campos de concentração.  

Campos de concentração e de extermínio

Os campos de concentração eram instalados em espaços amplos, cercados por arame farpado e controlados pela Alemanha nazista. As pessoas que eram indesejadas pelo governo nazista, isto é, consideradas ameaças ao Estado, eram deportadas para os campos.

Sendo assim, diversos grupos minoritários sofreram nos campos de concentração, como judeus, anarquistas, comunistas, homossexuais, negros, ciganos, feministas, maçons, pacifistas, doentes mentais, entre outros.

As pessoas chegavam aos campos em trens extremamente lotados, em pé, sem água ou comida. Assim que adentravam-nos, esses indivíduos eram triados pelos nazistas de acordo com suas capacidades físicas, idade, dentre outros critérios.

Em geral, os que eram aptos a trabalhar iam para o interior do campo e os demais iam para as câmaras de gás. Algumas dessas pessoas, contudo, eram separadas para serem utilizadas como cobaias. Em Auschwitz, Mengele, médico do campo de concentração, era um dos responsáveis por realizar essas triagens. 

Sendo assim, as pessoas eram submetidas a trabalhos forçados extremamente degradantes e, até mesmo, a experimentos científicos que causavam grande sofrimento físico e mental. Além disso, sofriam com frio e fome.

Auschwitz, já citado acima, foi um complexo de campos de concentração localizado na Polônia que se tornou muito conhecido e, por isso, é considerado uma representação do que foi o horror do holocausto.

Fotografia do complexo de campos de concentração na Polônia: Auschwitz. Na imagem há a inscrição: “Arbeit macht frei”, que significa “O trabalho liberta”.

Vale ressaltar que, a priori, os campos não eram destinados ao extermínio em massa. No entanto, a partir de 1942, Auschwitz e outros campos foram estabelecidos como campos de extermínio para realizar a operação Reinhardt.

Tal operação foi iniciada pelo III Reich com a intenção de exterminar sistematicamente os judeus e as demais minorias. Esse genocídio foi feito através de câmaras de gás. As pessoas eram obrigadas a se despir e entrar numa câmara. Através de tubos os nazistas jogavam um gás tóxico que matava todas as pessoas presentes naquele ambiente por asfixia.  

Fim do holocausto

O holocausto acabou juntamente com a Segunda Guerra Mundial. As pessoas que estavam nos campos de concentração/extermínio foram libertadas, em sua maioria, por soviéticos. Além dos soviéticos, estadunidenses e ingleses também libertaram indivíduos que estavam nos campos. A maior parte dos campos foi libertado em 1945

Os sobreviventes do holocausto sofreram inúmeros traumas e, após serem libertados, a maioria não tinha para onde ir. Desabrigados, vários sobreviventes foram acolhidos em centros e campos de refúgio para deslocados pela guerra. Tais locais eram administrados pela Administração das Nações Unidas para Assistência e Reabilitação (UNRRA) e pelos exércitos dos Estados Unidos, Grã-Bretanha e França. Alguns sobreviventes também migraram para outros países. 

Após o final da Segunda Guerra Mundial, ocorreram os julgamentos dos principais oficiais alemães em face do Tribunal Militar Internacional (TMI) em Nuremberg (Alemanha), perante juízes que representavam as forças Aliadas (constituída principalmente por Estados Unidos, Inglaterra, França e  União Soviética). Dentre os julgamentos, as acusações eram de crimes contra paz, crimes de guerra e crimes contra a humanidade

Infelizmente, muitos criminosos nazistas nunca foram sequer julgados. Muitos deles fugiram, como Mengele, que fugiu para o Brasil e morreu em Bertioga (São Paulo) em 1979. A busca pelos criminosos nazistas e de outros países do Eixo (constituído por Alemanha, Itália e Japão) continua até os dias atuais.

Memorial do Holocausto

O Memorial do Holocausto foi projetado pelo arquiteto Peter Eisenman. Está localizado em Berlim (Alemanha) e é um memorial para as vítimas do holocausto nazista, sobretudo os judeus. Foi inaugurado em 2005.

Fotografia do Memorial do Holocausto em Berlim, Alemanha. 

Anne Frank

Anne Frank foi uma menina judia conhecida mundialmente, após sua morte, por seu diário. Ela se escondeu dos nazistas por dois anos durante o período da Segunda Guerra Mundial com mais sete pessoas no Anexo Secreto (canal Prinsengracht, número 263, Amsterdam). Durante esse período ela escreveu seu diário. Após os dois anos, eles foram encontrados e deportados para campos de concentração. Apenas o pai de Anne, Otto Frank, sobreviveu ao holocausto.


Exercícios

Exercício 1
(UFSCAR)

"Esse mundo novo de extermínio em massa e aniquilação cultural patrocinados pelo Estado deu origem a um novo termo - genocídio, que surgiu em 1944 (...)" (Mark Mazower. "Continente sombrio". SP: Companhia das Letras, 2001.)

O termo genocídio foi historicamente cunhado com o extermínio:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...