Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Vestibular e Enem

5 pegadinhas comuns em redação e veja como evitá-las

A redação é uma parte muito importante de sua prova de acesso ao Ensino Superior, seja ela o Enem ou qualquer outro vestibular que você esteja pensando em fazer.

Isso porque ela tem um peso imenso, quer você queira fazer um curso de humanas, quer você queira iniciar uma graduação na área de exatas. Afinal, uma nota baixa na redação irá comprometer toda a sua média no exame.

E foi pensando em te ajudar a mandar bem nas produções de texto cobradas no vestibular que elaboramos este post. Nele, vamos te contar 5 pegadinhas comuns em redação e como fazer para evitá-las a qualquer custo

Então, bora conferir este conteúdo?

Leia mais: Redação: quais termos não usar na redação do Enem

pegadinhas de redação

1. Copiar, parte ou integralmente, os textos motivadores

A primeiríssima de nossa lista de pegadinhas comuns em redação é: copiar, parte ou integralmente, os textos motivadores.

Essa é uma pegadinha que faz com que vários estudantes tenham sua nota da redação comprometida ou mesmo zerada.

É isso mesmo! Se você ainda não sabia disso, tome nota agora: caso você utilize em sua redação parte ou todo o texto motivador, como se fosse seu, sua nota poderá ser seriamente comprometida. 

E isso é realmente muito sério. Se você tiver a nota zerada na redação do Enem (atualmente, maior vestibular do país e o que mais concede vagas em universidades públicas e particulares), você não conseguirá ter acesso a nenhum dos programas governamentais que utilizam o Exame Nacional do Ensino Médio: Sisu, ProUni e Fies.

Porém, o que você pode e deve fazer é ler os textos motivados com bastante atenção. Eles estão em sua prova para guiá-lo. Lendo-os você conseguirá saber por onde deverá conduzir sua escrita para não tangenciar o tema. 

Outro ponto positivo de se ler os textos base, é que eles, geralmente, vêm recheados de dados e outros argumentos de autoridade que podem sim ser usados em sua redação. Mas lembre-se sempre de colocar a fonte desses dados e demais argumentos, ok?

2. Incluir qualquer citação, sem contextualizá-la adequadamente

Outra pegadinha bastante comum e que faz vários estudantes terem sua nota na redação reduzida é incluir qualquer citação, sem contextualizá-la adequadamente. 

Bom, sabemos que trabalhar o aspecto sociocultural é imensamente importante para a redação Enem ou demais vestibulares. Os corretores querem que você interrelacione outras fontes de conhecimento ao seu texto, apresentando, por exemplo, citações de filósofos, escritores ou mesmo de documentários, filmes e séries.

Redação do enem nota 1000: veja o guia definitivo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 
Porém, o que alguns estudantes fazem é simplesmente incluir citações e não relacioná-las ao recorte temático proposto, o que não é nada produtivo.

Para fazer citações corretamente, é necessário utilizar citações que tenham a ver com o tema que está sendo escrito por você e, além disso, ligar essa citação à temática de modo claro.

3. Não verificar se o título é realmente essencial

Seguindo com nossa lista de pegadinhas comuns em redação, vamos falar sobre a não verificação da obrigatoriedade do título.

Alguns vestibulares exigem que você insira um título, como é o caso da redação Fuvest, por exemplo. Outras, como a redação Enem, já não fazem essa exigência, sendo facultado a você a escolha de colocar ou não um título em seu texto.

Porém, é necessário estar atento a essa questão. Se, por acaso, você se esquecer de intitular a redação da Fuvest, perderá pontos por isso. E, ao contrário, se você se esquece de que na redação do Enem isso não é obrigatório, poderá perder um tempo precioso pensando em um título que nem precisaria existir.

Leia mais: 9 formas de fazer a introdução da redação do Enem e de outros vestibulares 

Portanto, o que indicamos é que você leia o edital do Exame que for prestar com bastante atenção para não incorrer em um erro ou em uma perda de tempo desnecessária.

4. Não unir as ideias de sua redação de maneira coesa

Muitas vezes, os estudantes apresentam argumentos realmente válidos e que extrapolam os textos motivadores, algo que é sensacional, mas se esquecem que precisam ligar as ideias por intermédio de conectivos

Essa é uma pegadinha bastante comum e que você deve evitá-la a qualquer custo. Para isso, você deve sempre conhecer muitos conectivos e sempre que possível diversificá-los, já que os corretores também esperam que você não os repita. 

Então, use e abuse dos conectores para iniciar parágrafos, ligar ideias dentro e entre períodos!

5. Deixar de se preparar para a redação

E em último lugar de pegadinhas comuns para a redação que você deve evitar a qualquer custo trouxemos a seguinte: deixar de se preparar para a redação.

Muitos alunos acreditam não ser necessário dedicar algumas horas de estudo semanais para a produção de bons textos. 

E isso pode acontecer por vários motivos: às vezes, o aluno acredita que já domina todas as técnicas de escrita, outros creem que escrever não é tão difícil quanto fazer questões de química, por exemplo, e alguns, mesmo sabendo da dificuldade da redação, negligenciam sua preparação por não se programarem direito.

Não se preparar para uma redação é uma grande pegadinha. Afinal, ainda que você seja uma pessoa que manda bem na escrita, pode ser que apareça em seu exame algum tema que você não domina, e por não ter praticado redações de mesmo eixo temático, você pode acabar não sabendo formular argumentos e, assim, tangenciar aquele tema. 

Portanto, o que indicamos é que em momento algum você negligencie os estudos e a prática de textos. 

O ideal é realizar duas redações por semana, escrevendo sobre diferentes temas e eixos temáticos, a fim de construir argumentos plausíveis e uma linha de raciocínio para cada um deles. 

Leia mais: Como conseguir a nota máxima na competência 2 da redação do Enem? 

Porém, sabemos que nem sempre é fácil se preparar sozinho, certo? A disciplina deve ser maior e alguns estudantes alegam que a falta de correção de suas redações é um empecilho para que eles evoluam. Por isso, acreditamos que uma solução viável para quem quer se preparar para a redação é o Imaginie Para Todos.

O Imaginie Para Todos é um projeto que oferece correções de redação gratuitas para estudantes de escola pública. Ele foi pensado e elaborado pela Imaginie, que também conta com plataformas online de correção de redações, simulados e orientação vocacional. 

Um dos princípios que movem a Imaginie é a democratização do ensino. Nós acreditamos que o acesso a um ensino de qualidade é fundamental para a construção de um futuro melhor. E é nesse sentido que o Imaginie Para Todos surgiu: para aumentar o acesso aos estudos.

Então, se você está no 3º ano do Ensino Médio e estuda em escola pública, o Imaginie Para Todos é um projeto para você! Com este projeto, você poderá se preparar para a redação do Enem sem pagar nada por isso.

A seguir vamos te contar melhor como funciona esse projeto tão importante!

Quem pode participar?

Pode participar do Imaginie Para Todos e ter redações corrigidas gratuitamente qualquer estudante devidamente matriculado no 3º ano do Ensino Médio em escola pública.

Quantas redações posso enviar?

O Imaginie Para Todos quer preparar você para a redação do Enem. Por isso, você poderá acessar a plataforma da Imaginie e enviar uma redação a cada mês. A redação ficará disponível para você por um prazo pré-definido. 

Como a correção será feita?

A correção de suas redações será feita de maneira 100% gratuita por corretores voluntários.

Após o envio de seu texto, o prazo para receber sua redação corrigida será de 15 dias. 

E aí, curtiu conhecer nossas dicas para estudar redação mesmo em quarentena? Aposto que sim, ein? E se você cumpre os requisitos e quer fazer parte do Imaginie Para Todos, basta preencher o formulário e participar!

Colaboração: Yasmine Diniz, redatora do Blog da Imaginie.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54