Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Como criar repertório para redação do Enem?

por Giovana Murça em 08/05/20

Certamente, você já deve ter ouvido que para escrever uma boa redação é preciso ter repertório sociocultural, não é mesmo? O emprego desse repertório é, inclusive, uma das competências avaliativas da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem):

Competência 2:
Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

Mas, afinal, o que é o repertório sociocultural?

O repertório sociocultural nada mais é do que seus conhecimentos, referências e visão de mundo obtidos por meio de diversos campos do conhecimento e experiências de vida. Esses conhecimentos não precisam ser, necessariamente, aprofundados. Muitos deles são absorvidos naturalmente na vida cotidiana.

repertório redação

Por que usá-lo?

Por ser uma das competências cobradas no Enem, os corretores já esperam o uso de referências externas para dar embasamento à argumentação. Sendo assim, “a primeira vantagem de usar o repertório é conseguir uma nota maior”, aponta Luma Dittrich, professora do canal do Youtube Luma e ponto, mais conhecida como “Fada da Redação”.

“Além disso, ter repertório facilita na argumentação, porque o participante pode apoiar sua argumentação em fontes de autoridade, em vez de ter de pensar toda a argumentação sozinho”, completa Luma.

O repertório sociocultural não é - e nem deve ser - usado apenas por usar. Ele deve ser inserido de forma coerente para enriquecer o texto. As citações, dados, contextualizações e alusões históricas fundamentam, justificam e fortalecem seus argumentos.

No Enem, os corretores também avaliam a diversidade do conhecimento inserido no texto, pois eles evidenciam que o candidato está atualizado com o que acontece à sua volta. Independentemente do tema, é possível utilizar informações das áreas social, cultural, histórica, artística, científica, filosófica etc. 

Como usar o repertório sociocultural?

As referências externas não podem aparecer de forma aleatória e sem ligação com o restante do texto. As informações devem ser muito bem selecionadas e articuladas na redação. 

Isso porque, na competência 3, o Enem também avalia a forma que o estudante seleciona, relaciona, organiza e interpreta as informações, fatos, opiniões e argumentos na hora de defender seu ponto de vista.

A professora Luma recomenda a utilização do repertório sociocultural nas três partes da redação dissertativa-argumentativa:

  • Introdução: Na primeira frase da introdução, é a chamada estratégia de abertura;
  • Desenvolvimento: No embasamento dos argumentos (são indicados apenas dois);
  • Conclusão: Após a proposta de intervenção, também chamado de fechamento da redação.

Ao ler as redações nota mil do Enem, se pode perceber as inúmeras referências externas que os autores fazem, seja em citações, alusões históricas ou contextualizações. Confira alguns exemplos de uso de repertório em redações nota mil do Enem de 2018, que teve como tema "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet".

Introdução

Redação de Carolina Mendes Pereira

repertório redação
(Divulgação/Inep)

Argumentação

Redação de Pedro Assaad Salloum Moreira da Rocha

repertório redação
(Divulgação/Inep)

Conclusão

Redação de Mattheus Martins Wengenroth Cardoso

repertório redação
(Divulgação/Inep)

Além disso, a Cartilha de Redação do Enem 2019 não recomenda que o candidato se prenda às ideias dos textos motivacionais da proposta de redação. É necessário se posicionar de maneira crítica sobre o tema; fugir do óbvio e do senso comum. Os argumentos que problematizam e polemizam o tema de redação podem chamar a atenção dos corretores positivamente, demonstrando boa capacidade de argumentação. 

No caso de citações de filósofos e dados, por exemplo, é imprescindível dar os créditos ao autor daquelas ideias ou à organização que realizou a pesquisa. Sem as devidas referências, a redação pode ser acusada de plágio e perder muitos pontos.

Como criar repertório sociocultural?

O repertório sociocultural pode ser adquirido de diversas formas. A mais básica e essencial é a leitura de livros e materiais didáticos dos mais variados temas e disciplinas. Quem desenvolve o hábito da leitura, além de ganhar bagagem cultural, se torna um escritor melhor.

Para ficar conectado com as atualidades do Brasil e do mundo, é imprescindível que o estudante acompanhe os noticiários. Outras fontes de diversas informações são os filmes, documentários, séries, músicas e, até mesmo, as redes sociais. Para ampliar ainda mais os horizontes, é possível frequentar museus, eventos culturais, exposições e rodas de discussão.

repertório redação

É muito importante consumir todas essas informações de maneira ativa. Ou seja: de forma atenta e crítica; não aceitar qualquer opinião sem questionar. Além de sempre buscar uma variedade de opiniões, evitando ficar preso em apenas uma visão de mundo.

A dica da professora Luma é buscar repertório em conteúdos que abordem as mazelas da humanidade e os problemas sociais, para que sejam produtivos em vários temas. “A forma mais prática e efetiva é descobrindo filósofos que estudaram as características da sociedade (como Zygmunt Bauman, Hannah Arendt, Aristóteles), fatos históricos que deixaram legado (como o Período Colonial), leis que regulamentam como deve ser a vida no Brasil (como a Constituição Federal de 1988), obras literárias ou autores que caracterizaram a sociedade (como Machado de Assis)”, indica.

Veja também: Redação Enem 2020: Como começar a estudar?

Guia completo: Redação do Enem 

Ainda não sabe escrever uma redação para o Enem? Neste guia, você aprende como deve ser o formato da redação, quais são os critérios de avaliação e vê exemplos de redações de sucesso e dicas de quem tirou nota 1.000 e é especialista no assunto. 

Baixar Guia de Redação Enem

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54