Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Universidades

Gincana virtual engaja estudantes e universidades no combate à fome durante crise no Brasil

por Mathias Sallit em 10/07/20

Engajar 10 milhões de jovens para ajudar a alimentar 10 milhões de famílias brasileiras. Esse é o objetivo do Desafio 10x10, gincana promovida para arrecadar recursos para pessoas em situação vulnerável agravada pela crise causada pelo coronavírus.

A ideia é do arquiteto e urbanista Edgard Gouveia Júnior, especialista em jogos cooperativos, e vem contando com o apoio e participação de diversas entidades, organizações não governamentais (ONGs), artistas, influenciadores e universidades do Brasil.

(Divulgação/Desafio10x10)
desafio 10x10 fgv unicamp universidades unisul unicuritiba

Já são dez instituições de ensino superior do país participando da gincana, desafiando umas às outras e propondo que seus alunos participem, doem e criem os seus próprios desafios, aumentando a rede solidária da campanha. O objetivo é que os participantes façam doações, que serão revertidas em cestas básicas para famílias cadastradas, e mobilizem o maior número possível de jovens para também participar da brincadeira.

"A gente se mobiliza para tentar ajudar essas pessoas que não podem, ou que estão passando fome e não podem ficar em isolamento", conta Ana Catarina de Oliveira Lima Seron, aluna de Administração de Empresas e de Ciências Econômicas na Fundação Getúlio Vargas (FGV). "É o mínimo que podemos fazer pela sociedade", ela afirma.

Presidenta do diretório acadêmico da FGV, Ana Catarina recebeu contatos de professores da FGV propondo que os estudantes entrassem na gincana. Percebendo a capacidade de alcance e engajamento dos alunos, ela fez a ponte da ideia para outras entidades estudantis e a proposta se espalhou pelas faculdades da fundação.

"Vamos colocar essa energia em algo que faça bem, até porque temos condições de poder ficar em casa, em isolamento social, e tem muita gente que não consegue", afirma.

Para ampliar ainda mais esse alcance, os estudantes da FGV desafiaram alunos do Insituto de Ensino e Pesquisa (Insper) a entrar na "disputa", e tiveram um retorno positivo, segundo Ana Catarina. "Fiquei impressionada como eles abraçaram a causa", ela conta. "Eu acho que foi algo que todo mundo aceitou muito bem. Ajudar o país a virar o jogo, como eles falam bastante."

Outras faculdades do país também aproveitaram o tamanho das instituições para contribuir com a gincana, casos da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e do Centro Universitário Curitiba (UniCuritiba).

"Nesse momento de pandemia a gente precisa se conectar com algo maior, para que a gente possa se sentir, inclusive, como um ser humano melhor, e é isso que está acontecendo com nossos jovens e alunos", afirmou Luciano Cacace, diretor de marketing comercial das instituições, que fazem parte do grupo Ânima Educação.

As outras universidades que fazem também estão se engajando do Desafio são a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), os centros universitários Facens e Newton Paiva, o Istituto Europeo Di Design (IED), a Escola de Administração, Marketing e Comunicação (Esamc) e Faculdade Unità.

Para Luciano, a gincana pode servir de exemplo para novas ações. "Acredito que a partir desse movimento a gente vai começar a tocar as pessoas para que eles também criem novos movimentos", ele afirma.

Na FGV, Ana Catarina já estuda com os colegas novas formas de ajudar durante a pandemia. "Estamos pensando em propor também que os alunos agora tentem ajudar os pequenos negócios. Porque a gente faz administração, então a gente está procurando ações sociais para tentar ajudar de outras formas a sociedade", conta a estudante.

Leia mais:
Coronavírus: como as universidades brasileiras podem ajudar a salvar o mundo da Covid-19?
Solidariedade na pandemia: universidades promovem campanhas de doação no combate ao coronavírus

Como o Desafio 10x10 funciona?

O Desafio 10x10 quer engajar jovens pela internet para que eles se mobilizem a favor das famílias que estão sendo mais afetadas devido à crise econômica e sanitária causada pela pandemia do coronavírus.

"Os mais vulneráveis serão afetados de maneira devastadora, com os efeitos da desigualdade sendo intensificados e potencialmente gerando uma grave crise social”, diz Edgard Gouveia Júnior, idealizador da gincana. “O sociólogo Betinho já dizia que que tem fome, tem pressa. É este sentido de urgência que nos fez criar e lançar o Desafio 10x10. Temos um grupo enorme e altamente qualificado de voluntários que estão ajudando a fazer a gincana acontecer."

A gincana é realizada pela plataforma do Desafio 10x10, onde os participantes podem criar desafios e engajar novas pessoas a contribuir e seguir convidando pelo menos 10 novas pessoas a entrarem no jogo.

Por ser uma mobilização nacional e online, a participação não é restrita a universitários e instituições de ensino.

"Qualquer um pode participar da gincana, qualquer um pode desafiar o amigo, qualquer um pode doar, independente de ser aluno ou não", diz Luciano Cacace, da Unisul e UniCuritiba. "O legal é a brincadeira, é um desafiar o outro, colocar nas redes sociais. É esse movimento bacana, por uma boa causa, que vai fazer a diferença!"

O dinheiro arrecadado pela gincana será revertido em cestas digitais de alimentos para as famílias beneficiadas pelas ONGs Central Única das Favelas (Cufa), ChildFund e Gerando Falcões, contando também com a participação do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (WFP), por meio do Centro de Excelência contra a Fome Brasil.

Com a participação dessas quatro instituições, a campanha vai atingir comunidades de baixa renda de todo o país, incluindo quilombolas, indígenas e ribeirinhos. 

Gostou da ideia e quer ajudar e desafiar os seus amigos, colegas de faculdade e familiares? Conheça mais sobre o Desafio 10x10 nas páginas do Facebook e Instagram da gincana.

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54