Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Vitamina C

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 16/10/2018

Introdução

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico (ascorbato C6H8O6 ionizado) é uma molécula de grande importância na hidroxilação de reações bioquímicas que ocorrem nas células.


 Sua principal função é a hidroxilação do colágeno, que é a proteína responsável pela resistência dos ossos, dos tendões, das paredes dos vasos sanguíneos e dos dentes. É, também, um antioxidante capaz de tornar inertes as formas reativas do oxigênio, além de participar da síntese de algumas moléculas hormonais e neurotransmissores.
 
 
É uma vitamina pouco solúvel em solventes orgânicos e bastante solúvel em água, o que faz dela uma vitamina hidrossolúvel.
 
 
A absorção da vitamina C ocorre no íleo, sendo quase totalmente absorvida quando está no intestino delgado. Dalí, passa para o sangue rapidamente e, de lá, é distribuída para todos os tecidos do corpo. O excesso da vitamina, que não foi absorvido, é eliminado pela via urinária.

Função

Embora a vitamina C atue de diversas maneiras no organismo e participe de uma vasta gama de funções, algumas delas se destacam:

  • Contribui para a imunidade do organismo;
  • Auxilia na prevenção de infecções;
  • Participa do processo de cicatrização;
  • Atua na maturação de linfócitos;
  • Ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos;
  • Participa da absorção de ferro no intestino;
  • Protege as células de radicais livres;
  • Contribui para a formação da noradrenalina;
  • Auxilia no crescimento ósseo.

Fontes de vitamina C

Existem diversas maneiras de se obter vitamina C pela alimentação. As fontes mais conhecidas são os alimentos cítricos, como laranja e limão. Além deles, diversos outros alimentos também apresentam quantidades significativas dessa vitamina, como tomate, manga, acerola, melancia, brócolis, couve, pimentão verde e pimentão vermelho.
 
 Na forma natural esses alimentos são muito ricos na vitamina, porém quando passam por processo de cozimento por exemplo, perdem grande parte da vitamina C. Isso se dá porque ela é bastante sensível a variações térmicas e de luz, sendo prejudicial para a concentração a exposição ao sol e o aquecimento excessivo.

Hipervitaminose C

O excesso de vitamina C no organismo não costuma ser um problema para o bom funcionamento dele. Em geral, quando ocorre a alta concentração dessa vitamina no corpo humano, o excedente é eliminado pelo organismo. No entanto, em raros casos, o excesso de vitamina C pode ocasionar náuseas e diarréias, mas logo o quadro se normaliza e, em um adulto saudável, tende a não se agravar.

Hipovitaminose C

Como é de extrema importância para o organismo, o ideal é que o consumo da vitamina C seja diário, já que não ocorre seu acúmulo no organismo. Uma alimentação pobre em vitamina C, ou a dificuldade de absorver essa vitamina, pode desencadear diversos problemas no corpo humano. Os sintomas que comumente acometem o organismo nessas situações são:

  • Cansaço, fadiga e depressão: Na falta de vitamina C o corpo sofre uma redução de energia e por isso se cansa rapidamente. Esse cansaço, junto à fadiga, pode desencadear outras doenças;
  • Dores musculares: É comum que a falta de vitamina C cause dores tanto em articulações, quanto nos músculos dos membros;
  • Hematomas, manchas e contusões aparentes na pele: Outro sintoma bastante comum da falta dessa vitamina no organismo é o aparecimento de manchas e hematomas na pele;
  • Problemas bucais: A saúde da gengiva e dos dentes é bastante influenciada pela ingestão de vitaminas, especialmente da vitamina C, que, quando em falta, pode causar o surgimento de lesões na gengiva - as quais, inclusive, podem se tornar escorbuto, que é uma doença crônica, caracterizada por sangramentos na gengiva;
  • Infecções: Quando o organismo fica um longo período sem a ideal ingestão de vitamina C, ocorre uma baixa do sistema imunológico. Isso pode causar dificuldades na cicatrização de ferimentos e no combate a infecções.

Exercícios

Exercício 1
(UGF/RJ)

O escorbuto, uma doença comum nas longas viagens marítimas nos séculos passados, caracteriza-se por hemorragias nas mucosas, sob a pele e nas articulações. Seu aparecimento é decorrente da falta de vitamina:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...