Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Intestino Delgado

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 25/9/2018

Introdução

O intestino delgado faz parte do sistema digestório. É um tubo digestivo que varia seu tamanho entre quatro a sete metros de comprimento e em média três centímetros de diâmetro. Nos herbívoros, essa medida pode chegar a 27 vezes o tamanho de seu corpo.


O intestino delgado fica localizado entre o estômago e o intestino grosso, começando na válvula pilórica e estendendo-se até a válvula ileocecal. Sua principal função é absorver a maior parte dos nutrientes que ingerimos, destacando os carboidratos.

Divisões

O intestino é dividido em três partes: duodeno, jejuno e íleo.

Duodeno

Órgão fixo e com cerca de 24 centímetros de comprimento. O duodeno é a primeira parte do intestino delgado e inicia-se a partir do piloro (esfíncter localizado no final do estômago).


Está ligado ao fígado e ao pâncreas, que despejam respectivamente, bile e suco pancreático, além de suco entérico produzido na própria parede do duodeno.


Nesse local as gorduras são emulsificadas, ou seja, transformadas em gotículas, aumentando a superfície de contato. As enzimas degradam os triglicerídeos, os polissacarídeos e os peptídeos.

Jejuno

É a maior porção do intestino delgado: tem aproximadamente cinco metros de comprimento. É responsável pela absorção de lipídeos e aminoácidos que já foram quase que totalmente digeridos pelo estômago e duodeno.

Íleo

É a parte final do intestino delgado. Contém uma válvula ileocecal que o separa do ceco que é a parte inicial do intestino grosso. O íleo é móvel assim como o jejuno.

Funcionamento

Logo que o quimo chega do estômago ao intestino delgado, ele é conduzido por movimentos peristálticos (ondas involuntárias e automáticas de contração) até o duodeno, onde se mistura com o suco entérico e as secreções vindas do pâncreas e do fígado (suco pancreático e bile, respectivamente).


Transforma-se então em quilo, composto por moléculas muito pequenas de nutrientes, vitaminas e sais minerais. Com isso, o corpo consegue absorver os produtos e nutrientes através das vilosidades e microvilosidades da parede intestinal.


 O processo de digestão se dá majoritariamente no duodeno e no início do jejuno. No final dele e no íleo se dá a absorção dos nutrientes e de algumas vitaminas.

Vilosidades

O intestino delgado apresenta estruturas especiais chamadas de vilosidades intestinais, elas são projeções alongadas formadas pelo epitélio (grupo de tecido celular).


A principal função das vilosidades é aumentar a superfície de contato entre o intestino e o quimo ou quilo, a depender da etapa da digestão.
 

Abaixo das vilosidades existe uma rede de capilares sanguíneos, que recebem os nutrientes e os transportam para o fígado e para a corrente sanguínea, a fim de alcançar todas as células do nosso corpo, e de capilares linfáticos que estão associados a absorção de gorduras.

Camadas

A parede do intestino delgado se divide em quatro camadas: Serosa, muscular própria, submucosa e mucosa.

  1. Serosa: É a camada mais externa do intestino delgado, se constitui por uma única camada de células achatadas.
  2. Muscular própria: É constituída de duas camadas musculares, uma externa longitudinal e uma camada interna de músculo liso, mais espessa que a camada externa.
  3. Submucosa: É uma camada de tecido conjuntivo que possui diversos vasos sanguíneos e bastante nervos, também é a parte mais resistente da parede intestinal.
  4. Mucosa: pode ser dividida em três camadas: muscular da mucosa, lâmina própria e camada epitelial.
  • Muscular da mucosa: É constituída de uma camada muito fina de músculo que separa a mucosa e a submucosa.
  • Lâmina própria: É uma camada constituída de tecido conjuntivo e se localiza entre a muscular da mucosa e as células epiteliais da mucosa. Serve como base de apoio para as células epiteliais e também atua na proteção do intestino contra microorganismos que penetram no epitélio.
  • Camada epitelial: É uma camada de células epiteliais que cobrem as vilosidades. Sua principal função é a renovação celular e a secreção exócrina e endócrina.

Intestino delgado dos herbívoros

No intestino delgado dos herbívoros ocorre uma diferença em relação ao intestino dos outros mamíferos: devido a necessidade de ingerir altas quantias de celulose, o intestino delgado dos herbívoros tem maior comprimento para que os nutrientes passem mais tempo nesse órgão, sendo melhor absorvidos.


Ilustração dos órgãos situados no abdômen, incluindo o intestino delgado.Ilustração dos órgãos situados no abdômen, incluindo o intestino delgado.


Exercícios

Exercício 1
(ENEM/2013)

As serpentes que habitam regiões de seca podem ficar em jejum por um longo período de tempo devido à escassez de alimento. Assim, a sobrevivência desses predadores está relacionada ao aproveitamento máximo dos nutrientes obtidos com a presa capturada. De acordo com essa situação, essas serpentes apresentam alterações morfológicas e fisiológicas, como a aumento das vilosidades intestinais e a intensificação da irrigação sanguínea na porção interna dessas estruturas. A Função do aumento das vilosidades intestinais para essas serpentes é maximizar o(a)

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

BIOLOGIA
Baço
Baço
BIOLOGIA
Boca
Boca
BIOLOGIA
Cerebelo
Cerebelo
BIOLOGIA
Corpo Humano
Corpo Humano
BIOLOGIA
Encéfalo
Encéfalo
BIOLOGIA
Esôfago
Esôfago
BIOLOGIA
Estômago
Estômago
BIOLOGIA
Faringe
Faringe
BIOLOGIA
Fígado
Fígado
BIOLOGIA
Hemoglobina
Hemoglobina
BIOLOGIA
Hipófise
Hipófise
BIOLOGIA
Intestino Grosso
Intestino Grosso
BIOLOGIA
Laringe
Laringe
BIOLOGIA
Leucócitos
Leucócitos
BIOLOGIA
Nariz
Nariz
BIOLOGIA
Neurônio
Neurônio
BIOLOGIA
Órgãos do Corpo
Órgãos do Corpo
BIOLOGIA
Ovários
Ovários
BIOLOGIA
Pâncreas
Pâncreas
BIOLOGIA
Pênis
Pênis
BIOLOGIA
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
BIOLOGIA
Sistema Endócrino
Sistema Endócrino
BIOLOGIA
Sistema Excretor
Sistema Excretor
BIOLOGIA
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Periférico
Sistema Nervoso Periférico
BIOLOGIA
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Simpático
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
BIOLOGIA
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino
BIOLOGIA
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório