Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
História do Brasil

Bandeirantes

Maria Clara Cavalcanti
Publicado por Maria Clara Cavalcanti
Última atualização: 18/10/2018

Introdução

Os bandeirantes consistiram em um grupo de homens paulistas, que entre os séculos XVI e XVII, foram responsáveis pelo desbravamento das terras interioranas no Brasil, tendo como algumas de suas funções a captura de escravos fugitivos, a escravização de populações indígenas e a busca de metais preciosos no território nacional.

Contexto Histórico: O Brasil Colônia

A chegada dos portugueses não significou a rápida consolidação do domínio colonial. Na verdade, o Período Pré-Colonial foi marcado por um relativo desinteresse da coroa portuguesa por explorar efetivamente essas terras.

Somente com o declínio do comércio de especiarias, as atenções portuguesas passaram a se dirigir para a América portuguesa e as constantes tentativas de invasão por parte de ingleses e holandeses tornaram-se uma preocupação. É nesse contexto que em 1534, o então Rei Dom João III inaugura o sistema das capitanias hereditárias, na intenção de começar o processo de povoamento na colônia.

Assim, também ocorreu o surgimento dos bandeirantes, fato fundamental para o processo de colonização do Brasil.

Os bandeirantes

Os bandeirantes foram um grupo de homens - majoritariamente da região de São Paulo e São Vicente - que saíram do litoral do território da América Portuguesa e seguiram os caminhos dos rios em direção às regiões do interior, em expedições denominadas bandeiras ou entradas. O Rio Tietê foi a principal referência para os bandeirantes em seu processo de entrada para o interior do território.

Monumento “Às Bandeiras”, em homenagem aos bandeirantes, localizado na cidade de São Paulo

Monumento “Às Bandeiras”, em homenagem aos bandeirantes, localizado na cidade de São Paulo

A bandeiras eram expedições financiadas por senhores de engenho ou donos de minas, enquanto as entradas eram financiadas pelo governo.  

Os principais objetivos dessas expedições eram capturar indígenas para utilizá-los no trabalho forçado, resgatar escravos fugitivos e encontrar metais e pedras preciosas pelo caminho. A ação de captura e resgate de populações indígenas ficou conhecida pelo uso de muito violência.

Pintura de Oscar Pereira da Silva intitulada “Combate de Bandeirantes de Mogi das Cruzes com Guaicurus”

Pintura de Oscar Pereira da Silva intitulada “Combate de Bandeirantes de Mogi das Cruzes com Guaicurus”

Essas incursões foram também responsáveis pela ampliação do território português na América, uma vez que durante os anos de 1580 a 1640 - no período da União Ibérica - os bandeirantes ultrapassaram os limites do Tratado de Tordesilhas e chegaram a conquistar territórios.

A busca por ouro

No final do século XVII, Portugal vinha passando por uma forte crise, chegando a afetar também suas colônias ultramarinas na América e na África. A tomada de algumas colônias pelos holandeses e a crise do Ciclo da Cana-de-Açúcar fizeram com que os portugueses passassem a investir na busca por metais preciosos em vários territórios.  

Os bandeirantes passaram então a serem financiados pelo governo e por senhores de engenho e donos de minas com um objetivo comum: desbravar as terras em busca de metais valiosos.

Fernão Dias Pais e Manuel Borba Gato ficaram conhecidos pelas incursões na região de Minas Gerais. Outros, chegaram até Goiás e Mato Grosso. Nesse período, os mais conhecidos bandeirantes foram: Antonio Pedroso, Bartolomeu Bueno da Veiga, Jerônimo Leitão, etc.

As primeiras grandes reservas de ouro do Brasil foram descobertas pelos bandeirantes na região que hoje é Minas Gerais. Portugal passou décadas explorando e canalizando esses recursos tão valiosos. A descoberta do ouro impulsionou a extração e exportação dos minérios, tornando essa atividade a principal desta fase colonial no país.

É importante pontuar que a perspectiva de que os bandeirantes foram os grandes “heróis” do processo de colonização e enriquecimento do Brasil pode vir a diminuir a complexidade desse período. Isso porque, os bandeirantes foram responsáveis também por destruir centenas de aldeias indígenas em muitas regiões do país e contribuíram para a intensificação da escravidão.


Exercícios

Exercício 1
(ENEM/2016)

As camadas dirigentes paulistas na segunda metade do século XIX recorriam à história e à figura dos bandeirantes. Para os paulistas, desde o início da colonização, os habitantes de Piratininga (antigo nome de São Paulo) tinham sido responsáveis pela ampliação do território nacional, enriquecendo a metrópole portuguesa com o ouro e expandindo suas possessões. Graças à integração territorial que promoveram, os bandeirantes eram tidos ainda como fundadores da unidade nacional. Representavam a lealdade à província de São Paulo e ao Brasil.

ABUD, K. M. Paulistas, uni-vos! Revista de História da Biblioteca Nacional, n. 34,1 jul. 2008 (adaptado).

No período da história nacional analisado, a estratégia descrita tinha como objetivo

promover o pioneirismo industrial pela substituição de importações.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...