Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue

Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Português

Adjetivos

Alice Martins
Publicado por Alice Martins
Última atualização: 13/9/2018

Introdução

Os adjetivos são a classe de palavras que especificam os substantivos por meio de características, sejam elas referentes à qualidade ou ao estado do substantivo. Os adjetivos são palavras variáveis, ou seja, podem variar em gênero (masculino e feminino), número (singular e plural) e grau (comparativo e superlativo).

Vejamos alguns exemplos:

  • “Chegou dirigindo um carro velho”.
  • “Comprei uma roupa nova”.
  • “Essa garota é educada”.
  • “O pai está preocupado”.

Veja que os adjetivos também podem estabelecer relações com o substantivo, da seguinte forma:

  • Relação de tempo: aulas mensais
  • Relação de espaço: comida japonesa
  • Relação de procedência: vinho chileno
  • Relação de finalidade: conteúdo educativo

Locução adjetiva

Temos uma locução adjetiva quando duas ou mais palavras juntas exercem a função de adjetivo. Exemplos:

  • “Vou para a aula da noite (noturna)”.
  • “Sinto por ela um amor sem condições (incondicional)”.
  • “Ele não é meu irmão de sangue, mas o amo como se fosse (sanguíneo)”.

Classificação dos adjetivos

Os adjetivos podem ser classificados em cinco tipos: simples, compostos, primitivos, derivados e pátrios.

Adjetivos simples

São todos os adjetivos formados por apenas um radical ou apenas uma palavra, por exemplo: bonito; chato; corajosa; feliz.

Adjetivos compostos

São os adjetivos formados por mais de um radical, por exemplo: alviverde (alvo + verde), indo-arábico, ítalo-americano.

Adjetivos primitivos

São os adjetivos com apenas um radical que originam outros adjetivos, por exemplo: bom, belo, feliz, limpa.

Adjetivos derivados

São aqueles que originam-se de outros radicais, isto é, derivam de outras palavras, que podem ser verbos, substantivos ou até outros adjetivos. Por exemplo: bondoso, cheiroso, casamenteiro, magrelo.

Adjetivos pátrios

Esses adjetivos indicam a nacionalidade ou o lugar de origem do substantivo ao qual caracteriza, por exemplo: americano, brasileira, paraguaio.

Flexão dos adjetivos

Enquanto palavras variáveis, os adjetivos podem flexionar-se em gênero, número e grau.

Flexão de gênero

Quanto ao gênero, o adjetivo pode variar de modo:

  • Uniforme: se tem uma única forma para feminino e masculino. Por exemplo: mulher forte / homem forte.
  • Biforme: se tem uma forma para o feminino e outra forma para o masculino. Por exemplo: escritora brasileira / escritor brasileiro; mulher bonita / homem bonito.

Flexão de número

Quanto ao número, os adjetivos podem estar no singular ou no plural, concordando sempre com os substantivos que caracterizam.

Os adjetivos simples seguem as mesmas regras de flexão de número dos substantivos, por exemplo: casa limpa (singular) / casas limpas (plural)

Nos adjetivos compostos que são formados por duas palavras juntas, a marcação do plural se dá apenas na última palavra, por exemplo: clube ítalo-brasileiro (singular) / clubes ítalo-brasileiros (plural).

Flexão de grau

Quanto ao grau, os adjetivos podem variar em grau comparativo (se estabelecerem uma comparação) e superlativo (se estabelecerem uma intensificação).

  • Comparativo: as comparações estabelecidas pelos adjetivos podem se dar de três maneiras. Veja:
  • Grau comparativo de superioridade: “Sou mais velho que meu irmão”.
  • Grau comparativo de inferioridade: “Meu prédio é menos alto que o seu”.
  • Grau comparativo de igualdade: “Sou tão bom em matemática quanto minha irmã”.
  • Superlativo: o grau superlativo pode ser absoluto ou relativo
  • Superlativo absoluto: quando intensifica a qualidade do substantivo no grau mais elevado. Exemplos:
  • “A última prova era importantíssima para a nota do semestre”. (superlativo absoluto sintético, o que significa que a flexão se dá por sufixo)
  • “A última prova era muito importante”. (superlativo absoluto analítico, que significa que a flexão ocorre por acréscimo de advérbio de intensidade)
  • Superlativo relativo: quando destaca a característica do substantivo que ele caracteriza em relação a um grupo de elementos. Exemplos:
  • “Minha turma é a mais legal de todas”. (superlativo relativo de superioridade)
  • “Meu ônibus é o menos cheio de todos” (superlativo relativo de superioridade)

Exercícios

Exercício 1
(ENEM/2010)

Leia os seguintes textos:

Texto IEu amo a rua. Esse sentimento de natureza toda íntima não vos seria revelado por mim se não julgasse, e   razões não tivesse para julgar, que este amor assim absoluto e assim exagerado é partilhado por todos vós.   Nós somos irmãos, nós nos sentimos parecidos e iguais; nas cidades, nas aldeias, nos povoados, não porque   soframos, com a dor e os desprazeres, a lei e a polícia, mas porque nos une, nivela e agremia o amor da rua.  É este mesmo o sentimento imperturbável e indissolúvel, o único que, como a própria vida, resiste às idades e  às épocas.(RIO, J. A rua. In: A alma encantadora das ruas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008 (fragmento))
Texto IIA rua dava-lhe uma força de fisionomia, mais consciência dela. Como se sentia estar no seu reino, na região  em que era rainha e imperatriz. O olhar cobiçoso dos homens e o de inveja das mulheres acabavam o  sentimento de sua personalidade, exaltavam-no até. Dirigiu-se para a rua do Catete com o seu passo miúdo e  sólido. [...] No caminho trocou cumprimento com as raparigas pobres de uma casa de cômodos da vizinhança.[...] E debaixo dos olhares maravilhados das pobres raparigas, ela continuou o seu caminho, arrepanhando a saia, satisfeita que nem uma duquesa atravessando os seus domínios.(BARRETO, L. Um e outro. In: Clara dos anjos. Rio de Janeiro: Editora Mérito (fragmento))
A experiência urbana é um tema recorrente em crônicas, contos e romances do final do século XIX  e início do XX, muitos dos quais elegem a rua para explorar essa experiência.
Nos fragmentos I e II, a rua é vista, respectivamente, como lugar que
Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

PORTUGUÊS
Acentuação Gráfica
Acentuação Gráfica
PORTUGUÊS
Advérbios
Advérbios
PORTUGUÊS
Agente da Passiva
Agente da Passiva
PORTUGUÊS
Aposto
Aposto
PORTUGUÊS
Artigo
Artigo
PORTUGUÊS
Classes Gramaticais
Classes Gramaticais
PORTUGUÊS
Colocação Pronominal
Colocação Pronominal
PORTUGUÊS
Complemento Nominal
Complemento Nominal
PORTUGUÊS
Concordância Nominal
Concordância Nominal
PORTUGUÊS
Concordância Verbal
Concordância Verbal
PORTUGUÊS
Conjunção
Conjunção
PORTUGUÊS
Crase
Crase
PORTUGUÊS
Interjeição
Interjeição
PORTUGUÊS
Numeral
Numeral
PORTUGUÊS
Objeto Direto
Objeto Direto
PORTUGUÊS
Objeto Indireto
Objeto Indireto
PORTUGUÊS
Orações Coordenadas
Orações Coordenadas
PORTUGUÊS
Oração Subordinada Substantiva
Oração Subordinada Substantiva
PORTUGUÊS
Ortografia
Ortografia
PORTUGUÊS
Predicativo do Sujeito e do Objeto
Predicativo do Sujeito e do Objeto
PORTUGUÊS
Pretérito Imperfeito
Pretérito Imperfeito
PORTUGUÊS
Pronomes
Pronomes
PORTUGUÊS
Pronomes Pessoais
Pronomes Pessoais
PORTUGUÊS
Regência Nominal
Regência Nominal
PORTUGUÊS
Regência Verbal
Regência Verbal
PORTUGUÊS
Sinais de Pontuação
Sinais de Pontuação
PORTUGUÊS
Substantivo
Substantivo
PORTUGUÊS
Verbo Ser
Verbo Ser
PORTUGUÊS
Vocativo
Vocativo
PORTUGUÊS
Vozes Verbais
Vozes Verbais