Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Idiomas

Já estou muito velho para aprender inglês?

* Texto escrito pela colaboradora Fernanda Silva

Religiosa da Igreja Católica, dona Zenaide tinha uma missão para além das fronteiras brasileiras: ajudar na formação dos novos membros que estão preparando para se agregar na Congregação das irmãs missionárias de São Carlos. Com viagens marcadas para os Estados Unidos e Indonésia, aos 69 anos, ela precisou aprender um novo idioma. Por experiência própria, para ela, não existe “ser velho demais para aprender inglês.

mulheres estudando inglês
Já estou muito velho para aprender inglês?

Segundo dona Zenaide, a base de conhecimento que tinha do idioma, ainda do ensino médio, a ajudou nos estudos. Apesar disso, ela se matriculou em uma escola regular de inglês e começou o curso do zero. Sua maior dificuldade foi entender os áudios e interpretar os textos no novo idioma.

Seus problemas, de acordo com seu relato, foram solucionados por conta de uma palavra: motivação. “Resolvi essa dificuldade porque tinha uma grande motivação  consistente. Eu queria ser bem sucedida naquilo que a instituição me confiou”, destaca a estudante. “Acredito que não existe uma idade ideal para aprender nenhum idioma.

O que é ideal é a gente se sentir motivada e entender que um novo idioma abre horizontes para a gente, enriquece nossa identidade, agrega valores, ensina muitas lições, dos desafios que vão aparecendo”. 

Leia também:
Guia definitivo para você aprender inglês com facilidade
Estudar inglês em casa: como saber se estou realmente fazendo progresso?

Assim como dona Zenaide, Giovana de Luca, professora do idioma há 20 anos, também acredita que é possível aprender inglês - independentemente da idade. “No entanto, são necessárias mudanças no jeito de ensinar (abordagens, métodos, técnicas, estratégias, etc.) bem como no comportamento de quem aprende”, destaca a professora. 

“É preciso fazer mudanças no método tradicional para que o cérebro dos adultos possam adquirir a língua mais naturalmente”, explica Giovana. “Isso envolve quebra de paradigmas, mudanças nos livros de ensino, melhor preparo dos professores para atender ao público adulto e uma série de outras mudanças”.

Demanda mais esforço?

A resposta para essa pergunta é “sim”. Quem começa a estudar inglês depois dos 18 anos, provavelmente, não terá a mesma facilidade para aprender o idioma quando comparado com alguém que começou aos 12 anos. Isso, entretanto, não é um impeditivo.

De acordo com uma pesquisa do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos,  publicada em 2018, a melhor idade para começar a aprender um novo idioma é por volta dos 10 anos. O texto ainda destaca que, quando se começa a estudar uma língua até os 18 anos, é possível alcançar proficiência parecida com a de um  nativo. Apesar disso, é sim possível iniciar os estudos depois dessa fase e aprender inglês - mas, como dito, será necessária uma maior dedicação de quem aprende e uma mudança no método de ensino.

“Você pode aprender inglês ou qualquer outro idioma na idade que você quiser”, ressalta a teacher. “Logicamente que quando você é mais velho, se você vai começar seu segundo idioma, após os 60 anos, você vai precisar de um pouco mais de esforço. Mas isso não é, jamais, um impeditivo”.

É preciso liberta-se

“Para muitos, aprender a falar inglês é uma habilidade que eles queriam desenvolver, mas antes não tinham tempo ou dinheiro. Então, as pessoas mais velhas fazem isso com a maior alegria”, conta Giovana. Segundo ela, no geral, a maior dificuldade desses estudantes é se libertar do medo de pronunciar errado, de falar errado. 

“Eu vejo que quanto mais velhos somos, mais cheios de filtros nós ficamos, no sentido de  ‘não posso errar, tenho que mostrar que sei, sou muito velho pra isso’”, analisa Giovana. Para ela, é preciso deixar o medo de lado e focar nas dificuldades gramaticais para corrigi-las.

“Quem tem dificuldade no listening (na escuta), precisa ter contato maior com áudios, assistir séries, filmes, músicas em inglês, por exemplo”, aconselha. Para a professora, é preciso se inserir cada vez mais nas suas próprias dificuldades e ter maior contato com elas. E vale destacar o conselho final: “não deixe ansiedade tomar conta, você vai aprender”.

Onde encontrar o seu curso de inglês?

Existem diversas opções de escolas de inglês voltadas não apenas para as crianças, mas também para pessoas de todas as idades. E para ajudá-lo na busca do curso ideal, conte sempre com o Quero Bolsa. A plataforma traz centenas de escolas parceiras que oferecem descontos de até 75% em todas as mensalidades. 

Para conferir as vagas abertas, clique abaixo:


Bolsas de idiomas


banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54