logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Profissões

Networking: o que é, para que serve e como fazer

por Giovana Murça em 25/03/21

É provável que você já tenha escutado que ter um bom networking é importante para se destacar no mercado de trabalho e crescer profissionalmente. Mas, afinal, você sabe o que é networking?

networking

A palavra inglesa ainda pode ser estranha para muitos, mas seu significado é mais comum do que parece. Enquanto o termo network significa literalmente rede, o networking é a habilidade de desenvolver e manter uma rede de contatos pessoais e profissionais. Portanto, se tem network, a rede de contatos, e se faz networking, o cultivo dessa rede.

“Networking é a construção de uma rede de contatos para você trocar informações e potencializar oportunidades por meio dos relacionamentos”, define Raquel Rodrigues, especialista e mentora em networking e negócios.

Para que serve o networking?

O networking serve para tudo! Segundo a especialista Raquel, o networking é um estilo de vida e uma prática imprescindível já que vivemos em sociedade. “Precisamos das pessoas para alcançar nossos objetivos e elas precisam da gente”, pontua.

“É em sociedade que a gente aprende, se desenvolve, cresce e entrega o nosso melhor. Pertencer a uma comunidade, um grupo com o qual me reconheço de fato, faz com que várias das minhas necessidades sejam atendidas, cria espaço para diálogo e compartilhamento”, completa Raquel.

Vantagens do networking

A expressão “eu tenho meus contatos” exemplifica bem as vantagens que o networking pode oferecer. Muito mais do que conseguir informações privilegiadas, o networking favorece uma série de oportunidades.

Dê uma olhada em algumas vantagens do networking, tanto para profissionais como para empresas e empreendedores:

  • Conseguir um novo emprego;

  • Manter o emprego atual;

  • Receber indicações e recomendações;

  • Solicitar aconselhamento;

  • Recomendar serviços;

  • Encontrar clientes;

  • Atrair e reter talentos;

  • Criar parcerias;

  • Obter informações relevantes;

  • Se destacar da concorrência;

  • Fomentar ideias;

  • Captar recursos e financiamentos.

Entre as vantagens, a especialista em networking destaca a criação de uma rede de proteção, com pessoas queridas e conectadas com seu contexto de vida. “A vantagem é que na hora do perrengue, ninguém solta a mão de ninguém, a gente tem pra onde correr. Se não se constrói esse network porque não fez o networking, em situações de crise, a gente se sente mais sozinho, precisa recomeçar do zero”, explica.

 

Como fazer networking?

Agora, sabendo o que é networking e a importância dele, é hora de começar a parte prática: criar seu próprio network e, sobretudo, manter suas conexões. Segundo Raquel, o networking é feito em três fases, que ela chama de três C’s: conhecer, conexão e confiança.

networking

O primeiro passo é conhecer pessoas, tanto as pessoas novas quanto as que já se conhece mas não se sabe como está, e trocar informações. “É sentar com essa pessoa para entender a realidade dela, falar da minha realidade e, a partir dessa troca, começar a entender como a gente se ajuda de fato”, comenta a especialista 

Na troca de informações, se descobre visões de mundo e interesses em comum e se pode criar conexões, isto é, um vínculo emocional com o outro. As conexões possibilitam o estabelecimento da confiança.

“Quando eu realmente crio um relacionamento com aquela pessoa que era um contato é quando eu gero confiança, realmente me conecto com a pessoa, percebo seu valor, compartilhamos de muitas coisas juntos e por conta dessa confiança - que vem através do tempo e do relacionamento - é que eu vou de fato fazer algo pelo outro, como fazer uma indicação, levar um currículo ou fazer uma postagem sobre a pessoa”, esclarece Raquel.

Hoje em dia, as redes sociais, como o LinkedIn, são ótimas ferramentas para conhecer mais pessoas e facilitar o networking. Mas, a especialista alerta: networking é qualidade e não quantidade.

Para além de criar novas conexões, é imprescindível o esforço para manter os relacionamentos já existentes. “O ponto é construir uma rede de qualidade e mantê-la, na qual você dá o seu melhor e as pessoas vão dar o melhor delas, e ter uma rede com diversidade, com profissionais de várias idades, experiências e carreiras, para você conseguir circular por diversos ambientes. Isso traz muito aprendizado e crescimento profissional”, finaliza Raquel.

Leia mais: LinkedIn: 3 dicas para você se destacar na plataforma
Como fazer networking na faculdade
Saiba o que é LinkedIn e aprenda 3 boas formas de usar a plataforma

 

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54