Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Geografia

Primavera

Giulia Giacomini Kiefer
Publicado por Giulia Giacomini Kiefer
Última atualização: 24/5/2019

Introdução

A primavera é uma das quatro estações do ano, precedendo o verão e sucedendo o inverno. É uma estação transitória, sendo chamada assim por não possuir características climáticas distintas, como o verão e o inverno. 

A estação tem início com o equinócio de primavera, que ocorre em diferentes datas dependendo do hemisfério: 21 de março no Hemisfério Norte e 21 de setembro no Hemisfério Sul. 

Características da primavera

Algumas das características principais dessa estação são:

  • aumento gradual das temperaturas médias, especialmente em relação ao inverno;
  • o tempo de duração entre dia e noite é equiparado por conta do equinócio de primavera - ou seja, os dois períodos tem aproximadamente a mesma duração de 12 horas;
  • oscilações de temperatura em curtos períodos de tempo, como horas ou dias, no Hemisfério Sul;
  • no Hemisfério Norte, é nessa estação em que a neve começa a derreter e o congelamento do solo fica menos intenso; 
  • em geral, é estação em que a maior parte das plantas adquirem folhagem nova e verde e/ou florescem.

Por que a primavera é assim? 

movimento de translação é o principal responsável pelas diferenças nas estações. O movimento, que dura aproximadamente um ano, é definido por uma trajetória elíptica da Terra em torno do Sol.

Nessa trajetória, o momento em que a primavera se inicia é chamado de equinócio de primavera - e por causa da posição do planeta em relação ao Sol, os dias e as noites têm a mesma duração.

O eixo de inclinação da Terra também é influente nesse processo. Por causa dele, as mesmas estações ocorrem em diferentes períodos do ano nos hemisférios, como já mencionado anteriormente no texto. No caso da primavera, o equinócio de primavera ocorre em março no Hemisfério Norte e em setembro no Hemisfério Sul. 

Diferenças da primavera em distintas latitudes 

Embora a primavera tenha características semelhantes nos dois hemisférios, a estação tende a se comportar diferente dependendo da zona climática em que ocorre - por isso, a manifestação da estação depende da latitude na qual está ocorrendo.

Legenda: Mapa múndi com a projeção de Mercator.

No mapa mundi acima, a parte branca é ilustrada pelo Hemisfério Norte, enquanto o destaque em amarelo representa o Hemisfério Sul. As zonas de alta latitude estão em maioria localizadas no Hemisfério Norte, e as zonas de baixa latitude, no Hemisfério Sul. 

Primavera em zonas de alta latitude

Nessas zonas, nas quais predominam o clima temperado, as estações do ano em geral são bem características e distintas umas das outras. 

Por isso, a primavera no Hemisfério Norte cria um contraste de paisagem entre o inverno e a primavera. A paisagem branco-acinzentada do inverno, com árvores sem folhas e galhos retorcidos, abre espaço para o colorido da primavera, que traz mais horas de luz solar e também muitas flores e folhas verdes para as árvores.

Legenda: típica paisagem de primavera. 

Primavera em zonas de baixa latitude

Nessas zonas, nas quais predominam climas tropicais e subtropicais, as estações do ano são caracterizadas como “estação chuvosa” e “estação seca”.

O nome é autoexplicativo: no período de um ano, a primeira estação possui as maiores médias pluviométricas, enquanto a segunda possui as menores médias pluviométricas. 

O que marca a primavera no Hemisfério Sul são mudanças repentinas de temperatura em uma pequena escala de tempo. Apesar da maioria dos dias terem temperaturas amenas e dias ensolarados, o tempo pode mudar drasticamente para temperaturas abaixo dos 20ºC. 

Referências 

MENDONÇA, Francisco; DANNI-OLIVEIRA, Inês Moresco. Climatologia: Noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, 2007.

TORRES, Fillipe Tamiozzo Pereira; DE OLIVEIRA MACHADO, Pedro José. Introdução à climatologia. Cengage Learning, 2011.


Exercícios

Exercício 1
(UFG - adaptada)

Observe as figuras a seguir:

Os ângulos de incidência dos raios solares sobre a superfície da Terra, demonstrados nas figuras, apresentam duas situações distintas, que caracterizam os solstícios e os equinócios. Em ambas as figuras, o ponto A representa uma cidade sobre a linha do equador, ao meio-dia. A Figura 2 mostra a incidência do sol três meses após a situação ilustrada na Figura 1.

A Figura 1 representa o: 

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...