Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Dia do Orgulho LGBTQ+: Como se preparar para a redação do Enem

por Giovana Murça em 28/06/19 470 visualizações

Hoje (28), é comemorado o Dia do Orgulho LGBTQ+. A data faz referência à 1969, quando houve um protesto contra a perseguição da polícia às pessoas LGBTs no bar Stonewall Inn, em Nova Iorque (EUA).

O episódio foi um marco para a organização do movimento LGBTQ+, que começou a se organizar e lutar pelos seus direitos e contra a violência e discriminação. Em 1970, foi realizada a 1ª Parada do Orgulho LGBTQ+ do mundo, nos Estados Unidos.

Plano de Estudo Enem 2019: Baixe gratuitamente o plano desse mês

A Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo desse ano, em sua 23ª edição, reuniu cerca de 3 milhões de pessoas e é considerada a maior do mundo.  O slogan desse ano foi: "50 Anos de Stonewall - Nossas Conquistas, Nosso Orgulho de ser LGBT+".

Graças ao movimento de luta, a causa LGBTQ+ está cada vez mais sendo abordada nos jornais, novelas, escolas e redes sociais. A luta por mais igualdade continua, pois a violência contra essa população ainda recorrente e alarmante. 

lgbt enem redação
A 23ª Parada de São Paulo teve como slogan: "50 Anos de Stonewall - Nossas Conquistas, Nosso Orgulho de ser LGBT+" (Foto: Állef Diego/Reprodução Facebook)

Homofobia agora é crime

Nesse mês de junho, a comunidade LGBTQ+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e queers) brasileira assistiu a mais uma conquista: o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a criminalização da homofobia, a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero.

A partir de agora, a homofobia ou LGBTfobia passa a ser enquadrada na Lei de Racismo. O crime é inafiançável, imprescritível e pode ser punido de um a cinco anos de prisão e, em alguns casos, com multa.

lgbt enem redação
Parada do Orgulho Parada do Orgulho LGBTQ+ em Greenwich Village, Nova Iorque (Foto: Fotolia)

O tema pode cair no vestibular?

Por ser um assunto da atualidade e estar diretamente relacionado aos direitos humanos, a questão LGBTQ+ também pode ser tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 e de outros vestibulares.

A coordenadora de Redação do Poliedro São Paulo, Gabriela Carvalho, acredita que o foco da redação pode ser a intolerância e violência física e/ou simbólica contra a população LGBTQ+, assim como foi em 2015 e 2016 com os temas violência contra mulher e intolerância religiosa. “O enfoque da prova é sempre algo que esteja violentando os Direitos Humanos e/ou a Constituição Federal”, explica Gabriela.

Prepare-se para a redação

A dica da professora Gabriela para se preparar para o tema é dar atenção às violências cotidianas por meio da leitura de jornais. Para te ajudar, confira alguns dados importantes sobre as violências e conquistas LGBTs.

Leia também: Guia definitivo para fazer uma Redação do Enem nota 1000
8 temas de redação que podem cair no Enem 2019
O que é coesão e coerência na redação?

Dados sobre a violência contra as pessoas LBGTs

  • Em 2018, foram registradas 420 mortes de LBGTs, sendo 320 homicídios, de acordo com o relatório “Mortes violentas da população LGBTQ+ no Brasil”, do Grupo Gay da Bahia. 
  • Houve uma diminuição de 6% em relação a 2017, quando registrou-se 445 mortes, o recorde em 39 anos, desde que o Grupo Gay da Bahia iniciou o monitoramento.
  • Segundo os dados acima, a cada 20 horas uma pessoa lésbica, gay, bissexual e/ou transexual morre de forma violenta vítima da LGBTfobia.
  • De acordo com o monitoramento da Rede Trans Brasil, em 2018, 150 transgêneros foram assassinados vítimas da transfobia.
  • A relação homossexual é crime em 70 países, segundo o levantamento “Homofobia de Estado”, feito pela Associação Internacional de Gays, Lésbicas, Transexuais e Intersexuais (ILGA, na sigla em inglês).

lgbt enem redação
Manifestação contra homofobia no Distrito Federal, em 2008 (Foto: Elza Fiuza/ABr/Wikimedia Commons)

Veja as últimas conquistas da luta LGBTQ+

  • A homossexualidade deixou de ser classificado como doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 17 de maio de 1990. 
  • Atualmente, na mesma data, é comemorado o Dia Internacional contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia.
  • Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça do Brasil permitiu o casamento civil homoafetivo.
  • Hoje, 26 países permitem a união civil entre pessoas do mesmo sexo.
Leia: Luta contra a homofobia: tudo o que você precisa saber sobre o tema

Argumentos e conclusão

Na hora de argumentar, a sugestão da professora é ressaltar o quanto a violência e intolerância com a comunidade LGBTQ+ é grave e urgente. Para construir esses argumentos você pode e deve usar dados como os citados acima, que estarão nos textos motivadores.

A redação do Enem sempre irá exigir uma proposta de solução para o problema apresentado. Lembre-se que a proposta não pode ferir os direitos humanos e deve ser detalhada.

A professora Gabriela dá um exemplo de conclusão possível: “Leis mais duras ou fiscalização das leis que já existem pelos órgãos competentes são boas saídas, além do cuidado com a cultura, por meio de ações em escolas, por exemplo”.

Estude outras atualidades: Crise Imigratória
Brexit e blocos econômicos
Posse e porte de arma de fogo no Brasil

Manual do Enem

Quer aprender sobre Redação e Português para o Enem de graça e sem sair de casa? Acesse a plataforma Manual do Enem! Lá você encontra os conteúdos mais importantes dessas e de outras matérias e exercícios para treinar. É só clicar aqui e bons estudos! ;)

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54