logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Vestibular e Enem

Prouni: Bolsonaro sanciona MP que permite a participação de alunos de escolas particulares

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Medida Provisória (MP) em que amplia o acesso ao Programa Universidade para Todos (Prouni). A partir de julho deste ano, alunos de escolas privadas podem se inscrever no programa, mesmo se não forem bolsistas.

Encontre bolsas de estudo de até 80%
Prouni 2022/2: faça já a sua inscrição

O documento foi publicado nesta quinta-feira (26) no Diário Oficial da União. Além dessa mudança, o programa alterou algumas regras em relação à documentação, às cotas e à seleção dos candidatos.

 Veja, a seguir, as principais mudanças no Prouni.

Leia mais: + Quem fez o Prouni pode fazer o Fies?
Prouni Vagas Remanescentes: o que são?


Quem pode participar do Prouni?

As vagas do Prouni são destinadas aos estudantes de escolas públicas e particulares, sendo bolsistas ou não; professores da rede pública e pessoas com deficiência. Com a medida aprovada por Bolsonaro, o programa seguirá a seguinte ordem de prioridade:


  • Professor da rede pública de ensino, para os cursos de licenciatura, normal superior e pedagogia destinados à formação do magistério da educação básica, independentemente da renda;

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista;

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista.

Bolsa parcial x integral do Prouni

As regras relacionadas à concessão de bolsas continuam as mesmas. Para receber a bolsa parcial, de 50%, o estudante precisa comprovar renda familiar mensal per capita de 1,5 até 3 salários mínimos. Já as bolsas integrais, de 100%, são destinadas aos candidatos cuja renda familiar mensal per capita seja de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.818).

Comprovação de documentação no Prouni

A partir de julho, os candidatos com informações de renda familiar ou deficiência já cadastradas nos bancos de dados governo não precisarão fazer a comprovação.

Em entrevista à Revista Quero, a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV CEIPE), Cláudia Costin afirmou que “a MP fragiliza a comprovação de renda” e teme que esse procedimento não seja feito de forma adequada, como aconteceu com as fraudes no auxílio emergencial durante a pandemia.

Confira: + Prouni: quais motivos podem fazer você perder a sua bolsa de estudo?

Mudanças em relação às cotas

Com a MP, o cálculo da oferta de bolsas aos candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas e com deficiência será feito de forma dividida, seguindo a proporção da população de cada Unidade Federativa (UF). Antes, o cálculo das bolsas destinadas às cotas era feito em conjunto.

Veja também: + Qual a diferença entre Prouni, Fies, Sisu e Quero Bolsa?
Novo Enem: tudo o que você precisa saber sobre a prova
banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54