Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Osmose

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 6/11/2018

Introdução

Osmose é a denominação dada ao movimento de água através de uma membrana semipermeável que ocorre por conta das diferenças na pressão osmótica. É um mecanismo de extrema importância para as células.

A difusão de líquido para outro por meio de membranas foi observada pela primeira vez em 1748, pelo padre francês Jean Antoine Nollet.

As membranas plasmáticas são estruturas mais permeáveis à água do que grande parte das outras moléculas e macronutrientes do corpo, já que os canais proteicos existentes nas membranas permitem a passagem de água. O sentido de deslocamento da água se dá do meio com menor concentração de soluto para outro com maior concentração.

Funcionamento

Através da membrana, a água pode se movimentar livremente de modo que prevaleça o equilíbrio soluto-solvente. Assim, a água se movimenta sempre da região de menor concentração de soluto para o de maior concentração. A pressão responsável pelo movimento da água é denominada pressão osmótica.

A natureza do soluto não tem relação com a osmose. Apenas o número de partículas influencia no processo. Se duas soluções possuírem a mesma quantidade de partículas em determinado volume, estas exercerão a mesma pressão osmótica, mesmo que as partículas sejam diferentes.

Nessa situação de equilíbrio os líquidos são chamadas do isotônicos. Quando dois líquidos isotônicos são separados por uma membrana correrá um fluxo contínuo de água nos dois sentidos, proporcionalmente.


 Soluções de diferentes concentrações quando comparadas recebem a denominação de hipertônica, para a que possui a maior pressão osmótica, e hipotônica, para a que possui menor pressão osmótica.

Quando são separadas por uma membrana, ocorre fluxo de água no sentido da solução hipertônica de modo que se estabeleça o equilíbrio e ambas as soluções se tornem isotônicas.

Pressão osmótica

Existe uma pressão específica capaz de impedir a passagem de solvente entre os meios, essa pressão é denominada pressão osmótica.

O botânico alemão Wilhelm Pfeffer (1845 – 1920), foi quem conseguiu descrever matematicamente o comportamento da pressão osmótica. Em seus estudos, conseguiu caracterizar o comportamento osmótico como proporcional à concentração de soluto, e de caráter crescente quando a temperatura da solução cresce.

Quando a pressão exercida no líquido é maior do que a pressão osmótica, ocorre a inversão do sentido da osmose, processo denominado osmose reversa.

A osmose e a célula

O processo da osmose é bastante importante nas células podendo modificar o volume delas. Quando uma célula está imersa em solução isotônica, não há modificações na quantidade de água existente no interior da célula.

Porém, quando a célula está imersa em solução hipotônica ou hipertônica, ocorrerá necessariamente uma alteração no volume celular.

Em soluções hipertônicas a célula tende a diminuir de volume devido a água que é perdida para o meio externo, ficando em um estado de plasmólise.

Já em soluções hipotônicas, ocorre transferência de água para dentro da célula e assim o consequente aumento de volume, estado de turgência, o que pode causar até mesmo o rompimento dela, processo denominado lise celular.

 Tanto a ruptura quanto a diminuição excessiva do volume da célula ocorrem devido a facilidade da água em atravessar a membrana plasmática. Assim, organismos tanto unicelulares quanto pluricelulares desenvolveram estratégias para evitar essas alterações.

Nas bactérias e nas plantas existe uma parede celular bastante rígida que envolve a membrana plasmática e cria um limite de expansão da célula, protegendo-a da ruptura.

Existe ainda uma organela presente em alguns protozoários de água doce denominada vacúolo contrátil, capaz de bombear água para o exterior da célula. Já em animais multicelulares a alta concentração de albumina e de outras proteínas presentes no plasma sanguíneo ajudam a manter o equilíbrio osmótico dos fluidos intersticiais bem com do próprio plasma sanguíneo.


Exercícios

Exercício 1
(PUC-RS)

A figura a seguir representa um frasco contendo duas soluções de glicose de concentrações diferentes, separadas por uma membrana semipermeável (m.s.p.):

Pela análise da figura, pode-se afirmar que, após algum tempo, ocorre:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...