Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

10 filmes brasileiros para citar na redação do Enem

por Giovana Murça em 17/06/20

No mês de junho é comemorado o mês do cinema nacional. Isso porque dia 19 de junho é considerado o Dia do Cinema Brasileiro. Nessa data, teria acontecido a gravação do primeiro filme no país, intitulado "Vista da baía da Guanabara", em 1898.

Desde então, o cinema no Brasil se expandiu e hoje conta com diversas obras memoráveis. A importância da sétima arte para a cultura brasileira foi expressa até no tema de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019: “A democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

filmes brasileiros

Mas, o tema de redação não é o único lugar em que o cinema nacional pode aparecer na redação. Os filmes são ótimas fontes de repertório sociocultural e podem ser citados na redação como estratégia argumentativa.

Como são obras ficcionais, é preciso tomar alguns cuidados ao utilizar os filmes na redação. Os professores recomendam que eles sejam usados só para contextualizar o tema ou fazer analogias com a realidade.

Dê uma olhada em dois exemplos de redações nota mil que utilizaram filmes em seus textos.


Fernanda Carolina Santos Terra de Deus - Enem 2018

No filme “Matrix“, clássico do gênero ficção científica, o protagonista Neo é confrontado pela descoberta de que o mundo em que vive é, na realidade, uma ilusão construída a fim de manipular o comportamento dos seres humanos, que, imersos em máquinas que mantêm seus corpos sob controle, são explorados por um sistema distópico dominado pela tecnologia. Embora seja uma obra ficcional, o filme apresenta características que se assemelham ao atual contexto brasileiro, pois, assim como na obra, os mecanismos tecnológicos têm contribuído para a alienação dos cidadãos, sujeitando-os aos filtros de informações impostos pela mídia, o que influencia negativamente seus padrões de consumo e sua autonomia intelectual.

Daniel Gomes - Enem 2019

O filme ‘’Cine Hollywood’’ narra a chegada da primeira sala de cinema na cidade de Crato, interior do Ceará. Na obra, os moradores do até então vilarejo nordestino têm suas vidas modificadas pela modernidade que, naquele contexto, se traduzia na exibição de obras cinematográficas. De maneira análoga à história fictícia, a questão da democratização do acesso ao cinema, no Brasil, ainda enfrenta problemas no que diz respeito à exclusão da parcela socialmente vulnerável da sociedade. Assim, é lícito afirmar que a postura do Estado em relação à cultura e a negligência de parte das empresas que trabalham com a ‘’sétima arte’’ contribuem para a perpetuação desse cenário negativo.

10 filmes brasileiro para citar na redação

Para te ajudar a criar mais repertório cultural, a Revista Quero separou 10 filmes brasileiros que podem ser abordados em várias temáticas. Confira!

Cidade de Deus (2002)

O filme “Cidade de Deus”, baseado no livro homônimo de Paulo Lins, conta a história de um grupo de jovens pobres e negros que crescem em meio a violência e criminalidade da Cidade de Deus, no período em que essa comunidade do Rio de Janeiro se transformava em uma perigosa favela dominada pelo tráfico.

Temáticas: violência urbana, tráfico de drogas, desigualdade social, favelização, criminalidade entre jovens, redução da maioridade penal e racismo.


Que Horas Ela Volta? (2015)

A obra “Que Horas Ela Volta?” retrata a rotina de Val, uma empregada doméstica e babá nordestina que trabalha e mora com uma família de classe alta em São Paulo. O drama se desenrola quando Jéssica, a filha de Val, sai do Nordeste e vem morar com a mãe para prestar o vestibular em São Paulo. Jéssica não aceita a divisão de classes e o “lugar de empregada” impostos a ela e sua mãe, gerando conflito com os patrões.

Temáticas: desigualdade social, preconceito, segregação, exploração do trabalho, relações sociais, preconceito linguístico, conflitos de classes sociais e acesso à educação.


Central do Brasil (1998)

O drama narra a história de Dora, uma professora aposentada que complementa a renda sendo escritora de cartas para pessoas analfabetas na Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Sua pacata rotina é abalada quando uma de suas clientes morre atropelada por um ônibus e deixa sozinho o filho Josué, um pobre menino de 9 anos. Após quase vender o menino, Dora decide levar Josué ao Nordeste para conhecer seu pai.

Temáticas: analfabetismo, desigualdade social, pobreza, migração, tráfico de pessoas e venda de órgãos.


Aquarius (2016)

Aquarius é o nome de um antigo edifício na orla da praia de Boa Viagem, em Recife. O prédio é cobiçado por uma construtora que pretende erguer um condomínio de luxo em seu lugar. Mas, a empresa se depara com a resistência da última moradora do local, Clara, uma viúva de 65 anos que se recusa a deixar o prédio onde viveu parte de sua vida.

Temáticas: patrimônio, memórias, envelhecimento, sexualidade na terceira idade e especulação imobiliária.


Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

O longa “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” conta a história de Leonardo, um adolescente cego que sofre preconceito e bullying na escola e busca sua independência em meio ao superprotecionismo dos pais. Com a chegada do novo aluno Gabriel à escola, Leonardo começa a descobrir mais sobre sua sexualidade. 

Temáticas: diversidade sexual, preconceito e discriminação a pessoas com deficiência e LGBTs, bullying e inclusão escolar.


A Hora da Estrela (1985)

O filme “A Hora da Estrela” é uma adaptação do livro homônimo de Clarice Lispector. O drama narra a vida de Macabéa, uma jovem imigrante nordestina, pobre, órfã, ingênua e sozinha. Ela trabalha como datilógrafa e vive em condições miseráveis na capital São Paulo. Na trama, ela decide se consultar com uma cartomante após perder seu namorado - sua única companhia - para sua colega de trabalho. 

Temáticas: solidão, desigualdade social, migração, preconceito, pobreza, relacionamento abusivo e machismo.


Bacurau (2019)

O filme conta narra a história distópica do pequeno povoado de Bacurau, no interior do Pernambuco. Após a morte da matriarca Carmelita, os moradores descobrem que a cidade não aparece nos mapas e coisas estranhas acontecem: drones sobrevoam a cidade, estrangeiros aparecem no local e moradores começam a ser assassinados. Então, os habitantes de Bacurau se unem para identificar e lutar contra o inimigo que os ameaça.

Temáticas: importância e organização da comunidade, valorização da cultura, memória, xenofobia, patriotismo, resistência, desigualdade social e pobreza.


O Auto da Compadecida (2000)

O clássico “O Auto da Compadecida”, baseada na peça de Ariano Suassuana, mostra as aventuras de João Grilo e Chicó em um pequeno vilarejo no sertão da Paraíba. Para sobreviver, os amigos aplicam golpes e trapaças nos moradores locais. Quando eles enganam um temido cangaceiro e se vêem em apuros, apelam para Nossa Senhora.

Temáticas: pobreza, violência, fome, religiosidade, moral e ética, corrupção e desigualdade social.


O Menino e o Mundo (2013)

A animação “O Menino e o Mundo” conta a história de um menino que vive no campo com sua família. Mas, devido à falta de trabalho, seu pai sai de casa em busca de melhores condições de vida na cidade grande. Triste e com saudades do pai, o menino também vai à cidade e lá descobre uma sociedade que sofre com a pobreza e exploração de trabalhadores.

Temáticas: êxodo rural, pobreza, capitalismo, exploração do trabalho, mecanização do trabalho, desigualdade social, globalização e urbanização.


Tropa de Elite (2007)

O longa narra a guerra entre os policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e os traficantes do Rio de Janeiro. O líder do grupo, Capitão Nascimento, quer deixar a corporação e, para isso, treina dois recrutas para substituí-lo. Os novatos se destacam por sua honestidade, mas se desiludem pela corrupção praticada por colegas de seu batalhão.

Temáticas: violência urbana, violência policial, segurança pública, corrupção, ética, tráfico de drogas e armas, criminalidade, tortura, pobreza, racismo e desigualdade social.

Leia também:
Estude vendo Netflix: 75 séries e filmes para estudar História
7 filmes de super-heróis que podem te ajudar com os estudos
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54