Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Em quais competências os estudantes mais erram na redação do Enem?

por Giovana Murça em 25/07/19 4,1 mil visualizações

Se você está estudando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), já sabe que a prova exige uma redação que será avaliada em cinco critérios que valem 1000 pontos no total. Infelizmente, boa parte dos candidatos atinge somente metade dessa nota


De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a proficiência média geral dos candidatos em redação, em 2018, foi de 522,8 e de 558,0, em 2017.

Pode parecer simples escrever uma redação estilo dissertativo-argumentativo com uma proposta de intervenção, mas muitos candidatos não atendem corretamente aos critérios de avaliação, também chamados de competências.

Leia: Como fazer uma boa redação no Enem: Parte 1 – Critérios de Avaliação

Quais são as competências?

Cada uma das cinco competências exigem características específicas que a redação estilo Enem deve ter. A principal característica é o estilo dissertativo-argumentativo com o diferencial de escrever uma proposta de intervenção para o problema apresentado. Veja as cinco competências: 

competências redação enem
Imagem: Divulgação/Inep

Onde os candidatos mais erram?

Conversamos com os professores de Redação Felipe Leal, do Sistema Anglo de Ensino, e Thiago Braga, do Sistema de Ensino pH, para entender em quais competências os candidatos mais erram e perdem quase metade dos pontos. Eles apontaram que, segundo correções divulgadas pelo Inep, os candidatos têm um rendimento mais baixo nas competências 1, 4 e 5. Entenda os principais erros:

Competência 1: Falhas na norma culta da Língua Portuguesa

É muito comum os estudantes pecarem na ortografia, estruturação, regência verbal e nominal e concordância verbal e nominal. O professor Thiago explica que os alunos acabam focando os estudos nos outros elementos da redação e descuidam do básico que é a gramática do texto.

Competência 4:  Erros nos elementos linguísticos da argumentação

Essa competência diz respeito aos recursos linguísticos que são usados para estruturar a argumentação do seu texto. O ponto de mais dificuldade é na coesão textual, com o uso conectivos. O professor Felipe explica que é comum os candidatos escreverem frases truncadas e muito extensas.

Leia: O que são conectivos e por que são essenciais na redação do Enem?

Ocorre também o uso dos operadores de coesão de forma equivocada. “Acontece de os alunos escolherem termos difíceis, como "outrossim", para impressionar a banca, mas com sentido equivocado”, exemplifica Felipe.

Competência 5: Propostas de intervenção de senso comum

Outro erro perigoso é na elaboração da proposta de intervenção, o diferencial da redação estilo Enem e, portanto, item muito importante também. “O mais comum é que se apresentem propostas de senso comum, sem detalhamento e com pouca relação com a argumentação do texto. Por exemplo: ‘Deve-se investir em educação’”, afirma o professor Felipe.

Além de genéricas, as soluções propostas também costumam ser utópicas ou não condizentes com o problema que o próprio candidato trabalhou, “o que mostra desconhecimento acerca da realidade do problema apresentado”, avalia Thiago.

Outros erros nas competências 2 e 3

Alguns erros são menos recorrentes mais comuns dentro dos critérios 2 e 3, como: “esquecimento de uma referência interdisciplinar e argumentação falha e infundada ou utilizando dados incorretos e imprecisos”, aponta o professor Thiago Braga. 

Como fugir desses erros?

Apesar de comuns, esses erros são pontuais e também fáceis de se evitar, com dicas, estudo e treinamento. Para não pecar mais na primeira competência, por exemplo, a dica do professor Thiago é não abandonar o estudo da gramática.

Para você ter precisão na gramática, é importante focar nas estruturas da norma culta que são bem diferentes da coloquialidade usada no cotidiano. No dia a dia dizemos “chegamos em casa”, mas, pela norma culta, o correto é ‘chegamos à casa’. Thiago garante que esses detalhes são essenciais para que o candidato atinja pontuação máxima nessa competência.

No que diz respeito à coesão, você deve sempre usar as palavras e expressões adequadas para fazer as relações lógicas e discursivas entre os parágrafos e nas construções frasais dentro de um mesmo parágrafo também.

Leia: O que é coesão e coerência na redação?

As dicas do professor Felipe são: “Prefira escrever frases curtas, apresentando uma ideia de cada vez, utilize operadores de coesão para explicar o seu raciocínio e use conectivos variados, mas estude os termos e seus significados antes para evitar empregos equivocados na hora da prova”.

A proposta de intervenção é o diferencial da redação do Enem e merece sua atenção. Felipe explica que a proposta deve ser o eixo central da redação e espera-se que seu texto seja estruturado em torno delas. A sugestão de Felipe é planejar sua tese e seus argumentos já prevendo quais vão ser as suas propostas de intervenção.


Para não criar propostas desconexas com o texto, elas devem estar relacionadas à argumentação do desenvolvimento. “Por exemplo, o correto é falar em aumento de investimentos em educação apenas se a falta de investimentos na área tiver sido apontada e desenvolvida como causa do problema abordado na proposta”, demonstra Felipe.

Sua proposta também deve ser bem específica, detalhada e viável para transmitir segurança ao leitor. Nela, devem ser apresentados: “uma ação, um agente responsável por essa ação, um meio ou um modo de como ela será feita, e um efeito, o que ela vai gerar, quais os impactos”, explica Thiago. Lembre-se também de sempre respeitar os direitos humanos.

Plano de Estudo Enem 2019: Baixe gratuitamente o plano desse mês 

Além disso, “é valorizado que haja criatividade, autoria e inovação nas propostas apresentadas”, completa Felipe. Para fugir de sensos comuns, o professor indica a elaboração de duas ou três propostas, assim uma delas pode ser mais criativa e não partir só do Estado, mas também de atores sociais diversificados, como empresas, famílias e indivíduos.

Manual do Enem e Plano de Estudo Enem 2019

Está estudando para o Enem? Então corre para conhecer nosso Plano de Estudos do mêse comece a estudar com as matérias e exercícios do Manual do Enem. E o melhor: tudo de graça! Bons estudos ;)

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54