Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Dicas e Curiosidades

Mulheres na ciência: 14 cientistas para você se inspirar

por Patrícia Carvalho em 11/02/20

mulher pesquisadora

Nesta terça-feira (11), comemora-se o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência. A data surgiu em 2015 pela Assembleia das Nações Unidas com o objetivo incentivar a participação igualitária de mulheres e meninas na ciência e ressaltar a importância do papel das mulheres na comunidade científica.

O Instituto de Pesquisas da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (Unesco) aponta que 28% dos pesquisadores do mundo são mulheres. No Brasil, o público feminino representa 60% das bolsas pagas pela Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior (Capes).

Embora a palavra ciência seja associada a área de biológicas ou de exatas, ela estende-se a todas as áreas do saber pois, segundo o dicionário Michaelis, o cientista é aquele especializado em uma ciência. O termo ciência, por sua vez, é definido como:

  
Conhecimento sistematizado como campo de estudo: “[…] precisa também aprender a usar bem o lazer que um dia a ciência, ajudada pela técnica, lhe há de proporcionar” (EV).
2 Observação e classificação dos fatos inerentes a um determinado grupo de fenômenos e formulação das leis gerais que o regem.
3 O saber adquirido pela leitura e meditação.

Em homenagem à data, a Revista Quero selecionou 14 mulheres cientistas e suas respectivas áreas de atuação para você se inspirar. 

1. Djamila Ribeiro
Pesquisadora em teoria feminista e mestra em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Autora de livros como Quem tem medo do feminismo negro? e O que é lugar de fala, Djamila faz parte das 100 mulheres inspiradoras e influentes do mundo em 2019, pela BBC.

2. Aline Rochedo Pachamama
Doutora em História Cultural pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), atua na pesquisa sobre a cultura indígena. É idealizadora da Pachamama Editora e autora dos livros Herança indígena, Memória afetiva e História Pachamama - A poesia é a alma de quem escreve.

3. Sônia Guimarães
É doutora em Física pela University of Manchester Institute of Science and Technology. Atualmente dá aulas no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), onde foi a primeira mulher negra a lecionar. 

4. Marisa Fernandes
Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora do Coletivo de Feministas Lésbicas (CFL). Foi pesquisadora responsável por pesquisas quantitativas e qualitativas voltadas para a população encarcerada do Estado de São Paulo.

5. Carolina Horta Andrade
Doutora em Fármacos e Medicamentos pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) e líder do grupo de pesquisa LabMol - Laboratório de Planejamento de Fármacos e Modelagem Molecular e pesquisadora visitante no Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

6. Marjorie Chaves
Doutoranda em Política Social pela Universidade de Brasília (UnB) e filiada à Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN), pesquisadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab-Ceam) e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Políticas Públicas, História, Educação das Relações Raciais e de Gênero (Geppherg). 

7. Rose Monnerat

Doutora em Agronomia pela Ecole Nationale Agronomique de Montpellier (França). É pesquisadora A da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, onde coordena o grupo de pesquisas em controle biológico e a Plataforma de Criação de insetos.

8. Dalva Maria da Silva Matos

Doutora em Ecologia pela University of East Anglia (Reino Unido), professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e atua na preservação da biodiversidade e na análise dos impactos no meio ambiente causados por ações do ser humano.

9. Thaisa Storchi 
Doutora em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde dá aulas no Instituto de Física. Também é chefe do grupo de pesquisa em astrofísica e atua na pesquisa de buracos negros.

10. Tais Gratieri
Doutora em Farmácia-Bioquímica pela Universidade de São Paulo (USP) e é uma das coordenadoras do Laboratório de Tecnologia dos Medicamentos Alimentos e Cosméticos (LTMAC), onde, além das pesquisas acadêmicas, atua em projetos de desenvolvimento de produtos tecnológicos em colaborações com indústrias farmacêuticas e cosméticas.

11. Denise Fungaro
Doutora em Química pela USP e pesquisadora 
Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Atua nos seguintes temas: desenvolvimento de materiais de valor agregado a partir de resíduos, otimização de telhado verde e adição de resíduo em matriz cimentícia.

12. Luísa Carvalheiro
Doutora em Ecologia pela University of Bristol (Inglaterra), professora na Universidade Federal de Goiás (UFG) e pesquisadora sobre o impacto das alterações ambientais no funcionamento do ecossistema. 

13. Miriam Hubinger
Doutora em Engenharia de Alimentos pela Unicamp, onde também dá aulas. É pesquisadora na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos e tem experiência em temas como novos materiais de parede,spray dryer, spray chilling, deposição eletrostática, coberturas comestíveis e recuperação/concentração por membranas. Faz parte da lista dos pesquisadores mais citados do mundo na área de ciência agricultural em 2018 e 2019, segundo a Web of Science and Clarivate Analytics.

14. Ana Maria Baptista Menezes
Doutoranda em Pneumologia pela UFRGS, professora na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e pesquisadora na área da saúde, está
no ranking dos cem primeiros autores mais citados sobre a Doença Obstrutiva Crônica, publicado no International Journal of Chronic Obstrutive Pulmonary Disease.

Você viu?

No Twitter, o tema engajou pesquisadoras de diversas áreas e regiões do País, após uma publicação de uma usuária com o objetivo de divulgar o trabalho de mulheres cientistas. Confira o tweet e algumas respostas:

Conhece alguma mulher que atua na área da ciência? Compartilhe com a nossa equipe nos comentários :)

Leia também: 
+Mulheres na Ciência em universidades paulistas celebram aumento da presença feminina na área
+Elas na Engenharia: iniciativa da USP São Carlos incentiva presença de mulheres nas exatas
+Projeto Meninas SuperCientistas da Unicamp incentiva a presença feminina na área da ciência
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
ALERTA DE VAGAS i-close
O que é o Quero Bolsa?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

O Quero Bolsa é o site que te ajuda a entrar na faculdade! Reunimos todas as informações para você fazer a melhor escolha e garantir uma vaga na faculdade.

Tá esperando o que pra conseguir a sua?

ALERTA DE VAGAS i-close
Veja como é simples! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Preencha os campos abaixo com suas preferências e receba avisos de vagas disponíveis no Quero Bolsa.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54