Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Profissões

Você já ouviu falar em residência em Medicina Veterinária?

Nem todo mundo sabe, mas também é possível fazer uma residência em Medicina Veterinária. Esse complemento da graduação consiste em um diferencial de grande peso para o currículo dos futuros veterinários, além de permiti-los ganhar experiência na área em que desejam atuar.

Por isso, quem pretende fazer um curso de Medicina Veterinária ou já está matriculado nessa graduação deve ficar atento aos editais que são lançados, a fim de ocupar uma dessas concorridas vagas e ter uma formação muito mais completa, garantindo uma carreira de sucesso.


A Unime, em parceria com o Quero Bolsa, produziu este artigo para explicar o que você precisa saber sobre essa residência, a fim de complementar seus conhecimentos. Entenda, a seguir, por que ela é tão importante e o que você precisa para realizá-la!

Em que consiste o período de residência?

Estudantes que se formam em Medicina podem escolher atuar em determinada área para serem especialistas, como Cardiologistas, Ginecologistas, Pediatras, entre outros. Para isso, eles precisam fazer a residência médica, uma modalidade de pós-graduação, que possibilita vivenciar o dia a dia da profissão em instituições de Saúde, como os hospitais.

Embora a residência não seja obrigatória, ela faz toda a diferença na formação de médicos. Afinal, a maioria das clínicas, hospitais e até mesmo concursos públicos exigem essa qualificação dos candidatos. Por isso, podemos dizer que ela é até mesmo necessária.

O intuito de fazer uma residência é adquirir experiência prática e aperfeiçoar os conhecimentos adquiridos com a graduação e os estágios. Durante esse período, os residentes são orientados por profissionais da área e docentes, têm contato direto com os pacientes, participam dos procedimentos e, assim, se preparam muito mais para o mercado de trabalho.

Leia também:

+ 50 melhores faculdades de Medicina Veterinária do Brasil, segundo o MEC
Quais são as áreas de atuação da Medicina Veterinária?

Como funciona a residência em Medicina Veterinária?

No caso da residência médica, sua duração pode ser de até cinco anos. Entretanto, a residência em Medicina Veterinária tem uma duração menor — cerca de 2 anos — e pode ser realizada nas instituições que oferecem essa especialização. Geralmente são as faculdades e centros universitários que a oferecem para seus alunos.

Basicamente, ela é dividida em dois momentos. No primeiro, o residente passa por vivências mais curtas para conhecer de um modo geral os ambientes de um hospital veterinário. No segundo momento, as vivências terão ênfase em sua formação e na especialização pela qual optou.

Ingresso

O ingresso em uma das vagas de residência é feito por meio de um processo seletivo, que varia de acordo com a instituição. Entretanto, costuma ser composto pelas seguintes etapas:

  • prova de conhecimentos gerais: as questões não estão relacionadas com a especialização que o estudante pretende fazer. Elas envolvem temas de Língua Portuguesa, Saúde Pública e os códigos do SUS (Sistema Único de Saúde);

  • prova de conhecimentos específicos: as questões são formuladas com base nos temas estudados durante a graduação;

  • análise de currículo: são verificadas as qualificações do candidato, observando suas habilidades, conhecimentos e as atividades extracurriculares que realizou durante a graduação — como projetos, publicação de trabalho e iniciação científica;

  • entrevista: funciona basicamente como uma entrevista de emprego. O candidato será questionado a respeito dos estágios, suas expectativas para a residência, por que escolheu aquela instituição, suas habilidades e conhecimentos, variando muito de acordo com quem fará a entrevista.

É importante saber que a análise de currículo tem um grande peso para que o candidato seja aceito na residência em Medicina Veterinária. Ele recebe pontuações pelos estágios realizados, e são considerados os aspectos que citamos — como cursos, congressos, projetos, monitorias e outros. Além disso, publicações e iniciações científicas também têm um peso significativo.

Veja também:
Medicina Veterinária e Zootecnia: entenda a diferença
O que você precisa saber sobre o curso de Medicina Veterinária

Rotina

Durante a residência em si, o aluno deverá manter uma dedicação total a ela, não podendo exercer outras atividades que venham interferir em seus estudos. Para suprir suas necessidades pessoais, durante esse período os residentes recebem uma bolsa ofertada pelo Ministério da Educação e o Ministério da Saúde.

Também é garantido um descanso semanal, bem como férias anuais. Toda a residência é feita sob a supervisão de um profissional do serviço (preceptor) e de um docente da instituição de ensino (tutor). O foco é o estudante adquirir aprendizado e experiência na prática.

Áreas

Existem diferentes tipos de residência em Medicina Veterinária para você se especializar em uma área, sendo algumas:

  • Patologia Clínica;

  • Anestesiologia;

  • Emergência;

  • Reprodução Animal;

  • Cirurgia de Grandes Animais;

  • Clínica Médica de Pequenos Animais.

Assim, é possível escolher a área de maior interesse ou aquela em que você encontra boas oportunidades para se inserir no mercado de trabalho. Obtendo o diferencial da residência, ficará muito mais fácil iniciar a sua atuação.

Vagas de Medicina Veterinária na Unime

Qual a relevância dessa residência para a formação do aluno?

Conforme explicamos, a residência em Medicina Veterinária complementa a graduação, possibilitando o estudante ter contato com a vida prática dos profissionais da área e se especializar em um determinado ramo.

Esse período possibilita a aquisição de experiência, o envolvimento em pesquisas, o contato com profissionais e um grande diferencial para o mercado, que é bastante exigente. Além disso, o estudante se mantém no meio acadêmico, aumentando suas chances de ser aprovado para um mestrado ou doutorado.

Conforme dito, essa também é uma grande oportunidade para conhecer o dia a dia da profissão, o que traz realização não apenas profissional, mas pessoal para o residente — uma vez que ele já começa a vivência no meio em que deseja atuar.

Assim, a residência em Medicina Veterinária é um complemento dos conhecimentos e da formação do graduando. Ela possibilita o crescimento pessoal e profissional, além de ser um grande diferencial competitivo, que o coloca à frente de outros candidatos.

Como é a residência em Medicina Veterinária na Unime?

A Unime oferece a residência veterinária para seus alunos por meio do Programa de Aprimoramento em Medicina Veterinária. São disponibilizadas diversas vagas para diferentes áreas de especializações, o que varia de acordo com o ano vigente. Algumas oportunidades que você encontra são:

  •  Anestesiologia Veterinária;

  • Patologia Clínica Veterinária;

  • Clínica Médica ou Cirúrgica de Pequenos Animais.

A residência em Medicina Veterinária na Unime tem uma carga horária total de cerca de 40 horas mais os plantões. Ela é ofertada em seu Hospital Veterinário vinculado ao Curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Ciências Agrárias e da Saúde.

No Hospital Veterinário da Unime, são feitos atendimentos para os animais do público em geral — realizados por profissionais já formados em Medicina Veterinária. Os residentes participam desses atendimentos e procedimentos para conhecerem as rotinas da área, aprimorarem seus conhecimentos e adquirirem experiência.

Fazer uma residência em Medicina Veterinária, portanto, embora não seja obrigatório, permite o estudante aprender além dos conteúdos da graduação. Ele vivencia o que foi aprendido em teoria e se especializa em uma área, aumentando ainda mais suas chances de construir uma carreira de sucesso.

Gostou deste artigo? Então compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais para que eles saibam como funciona a residência em Medicina Veterinária!

Tags relacionadas:

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você pretende trabalhar e estudar ao mesmo tempo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Para se dedicar integralmente aos estudos é sempre bom economizar.Money c94fde8014ac9b0d5ad05d244e1821fb246018cdc3570b09f72c25fde99f7b1a

Gostaria de ser avisado sempre que uma vaga estiver disponível aqui no site Quero Bolsa?

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você pretende trabalhar e estudar ao mesmo tempo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54