Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Anfíbios

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 15/4/2019

Introdução

Os anfíbios, bem como os outros cordados, são animais celomadosdeuterostômiostriblásticos e possuem simetria bilateral. Os representantes mais citados dessa classe são as rãs, sapos e pererecas. 

Na história da vida no planeta Terra, os anfíbios têm uma presença bastante notável. Isso porque foram os primeiros animais a habitar o ambiente terrestre, mesmo que não exclusivamente. 

Os anfíbios possuem um ciclo de vida em que seu habitat se modifica: no início, na forma de alevino eles vivem exclusivamente na água e respiram branquealmente. Após a metamorfose, passam a ser capazes de habitar no ambiente terrestre desde que esse ambiente possua umidade suficiente para a sobrevivência do animal.

Características

Pele

A pele dos anfíbios é caracterizada por ser permeável, vascularizada e lisa. Fato curioso sobre os anfíbios é que toda a água necessária para sua sobrevivência é obtida através da pele e não pela ingestão. A pele também é responsável pelas trocas gasosas entre o ar e o sangue do animal. Na pele dos anfíbios existem diversas glândulas que a mantém sempre úmida. Os sapos, especialmente, possuem como mecanismo de defesa um par de glândulas denominadas paratóides, que contém veneno.

Sistema Digestório

Os anfíbios possuem um sistema digestório completo e realizam digestão extracelular. Embora muitos anfíbios possuem duas fileiras de dentes, esses animais não mastigam suas presas, grande parte delas são capturadas pela língua que lubrifica o alimento (insetos por exemplo) para que ele seja engolido com mais facilidade. 

Sistema Circulatório

O sistema circulatório dos anfíbios é um sistema fechado, ou seja, o sangue circula pelo corpo dentro de vasos. A circulação se dá de forma incompleta já que o sangue venoso e o sangue arterial se misturam. Já no que diz respeito ao coração dos anfíbios, ele é dividido em três cavidades: as duas aurículas ou átrios e o ventrículo.

Sistema respiratório

Os anfíbios possuem três estruturas para a respiração: os pulmões, as mucosas da faringe e da boca e a pele. Os pulmões são constituídos de duas bolsas sem divisão interna. Quando ainda em fase larval, respiram por brânquias. 

Sistema excretor

A excreção dos anfíbios ocorre através dos rins que são ligados a ureteres e a bexiga ligada a cloaca. O material excretado se diferencia a depender da fase da vida do animal: quando girinos excretam amônia, já quando adultos excretam ureia em água. 

Reprodução

Os anfíbios podem se reproduzir de diversos modos. De maneira geral costumam se reproduzir sexuadamente com fecundação externa desenvolvimento indireto

Os ovos dos anfíbios não são protegidos contra o ressecamento e por isso costumeiramente estão em locais mais úmidos. Além disso, as larvas dos anfíbios são exclusivamente aquáticas. Por esses motivos os anfíbios necessitam do ambiente aquático para se reproduzir.

A maneira mais comum de se reproduzirem é quando as fêmeas liberam seus óvulos no ambiente e os machos depositam sobre os óvulos os espermatozóides para que ocorra a fecundação externa. Como necessariamente os ovos precisam estar úmidos, esse processo costuma ocorrer na água. 

Desses ovos, nascem girinos que viverão na água até que se complete a metamorfose na qual adquirem as características do indivíduo adulto e passam a estar aptos a viver em ambiente terrestre. 

Metamorfose

A metamorfose é o processo que transforma o girino em um indivíduo adulto. Durante esse processo, que inclusive é bastante lento, o animal perde as brânquias e passa a ter os pulmões desenvolvidos. Além disso outra mudança importante é o surgimento de pés no animal.

Classificação

Anuros

Os anuros são caracterizados por, quando adultos, possuírem patas e pela ausência de cauda. São exemplos de anuros os sapos e rãs.

Urodelos

Os urodelos possuem seu corpo alongado, cauda e patas localizadas lateralmente. São exemplos as salamandras e os tritões.

Ápodes

Os ápodes são indivíduos de corpo cilíndrico que não possuem patas. Um exemplo deles são as cobras-cegas que habitam o interior do solo.

Sapo, principal representante dos anfíbios, pertencentes à classe dos anuros.


Exercícios

Exercício 1
((UFPI))

Assinale a alternativa que contém a classe dos animais cujo ciclo de vida consiste de uma fase aquática seguida por metamorfose e de uma fase terrestre.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...