Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Português

Vozes Verbais

Bianca Ferraz
Publicado por Bianca Ferraz
Última atualização: 13/8/2018

Introdução

Como é de conhecimento geral, os verbos são utilizados para indicar ações ou estados

Para que essa indicação ocorra de forma clara, é necessário que compreendamos qual é o sentido da ação do verbo, isto é, qual é o sujeito da ação verbal e a quem essa ação atinge. Essa é uma das atribuições das vozes verbais.

No português, as vozes verbais podem ser de três tipos: 

  • voz ativa;
  • voz passiva;
  • voz reflexiva.

De forma resumida, além das diferenças em sua estrutura, pode-se dizer que elas indicam movimentos verbais diferentes. Em resumo, funciona assim: 

  • Na voz ativa, a ação verbal expressa é realizada pelo sujeito da oração
  • Na voz passiva, o sujeito da oração é o alvo da ação expressa pelo verbo, ou seja, ele a recebe. 
  • Na voz reflexiva, o sujeito da oração é, ao mesmo tempo, agente e alvo da ação indicada.

Voz ativa

A voz ativa é aquela em que o verbo se refere ao agente da ação por ele expressa, que funciona como sujeito da oração. 

Nesse caso, temos, portanto, um sujeito agente, que realiza uma ação que, por sua vez, dirige-se a outro termo da oração, que é chamado de paciente – representado geralmente por um objeto direto. Leia alguns exemplos de orações em que a voz ativa aparece:

Eu escrevo a carta.

Perceba que a forma verbal escrevo está conjugada na 1ª pessoa do singular, referindo-se ao sujeito da oração, “eu”, que é, também, o agente da ação expressa pelo verbo. Essa ação, por sua vez, tem como alvo o objeto direto “a carta”.

A secretaria enviou os documentos pelo malote.

Nesse caso, o sujeito da oração é, também, responsável por efetuar a ação por ele expressa. Essa ação se realiza em direção ao objeto direto “os documentos”.

Voz passiva

Em oposição à voz ativa, a voz passiva é aquela em que o sujeito da oração não é responsável por efetuar a ação verbal expressa. 

Nesse tipo de construção, o sujeito recebe a ação verbal e, por esse motivo, é chamado de sujeito paciente.

A construção da voz passiva pode ser feita de duas maneiras, chamadas de voz passiva analítica e voz passiva sintética (ou pronominal).

Voz passiva analítica

A voz passiva analítica é construída a partir de um verbo auxiliar que é seguido do particípio do verbo central

Além disso, pode apresentar, também, o agente da passiva, isto é, o termo que indica quem é o praticante da ação expressa pelo verbo e que vem introduzido por preposição, como no exemplo:

A carta foi escrita por mim.

O sujeito da oração, “a carta”, é o alvo da ação expressa pelo verbo, caracterizando-se, portanto, como sujeito paciente. O termo “por mim” é agente da passiva, pois indica quem realizou a ação em questão.

Voz passiva sintética (ou pronominal)

A voz passiva sintética também pode ser chamada de pronominal porque, em sua construção, utiliza-se do pronome apassivador “se” juntamente com o verbo, como exemplificado a seguir: 

Prenderam-se os ladrões.

Perceba que a ação de prender tem como alvo o objeto direto “os ladrões”. Note também que não é possível identificar com precisão quem é o agente responsável pela ação verbal expressa.

Voz reflexiva

Na voz reflexiva, a ação verbal é praticada pelo sujeito da oração, que também é alvo dos efeitos dessa ação

Assim, a ação apresenta um movimento de reflexo: ela parte do mesmo ponto ao qual se dirige, justificando a nomenclatura utilizada.

Os noivos beijaram-se.

No exemplo acima, é importante notar que a ação verbal é realizada pelo mesmo agente que a recebe, o que caracteriza a voz reflexiva.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

PORTUGUÊS
Acentuação Gráfica
Acentuação Gráfica
PORTUGUÊS
Adjetivos
Adjetivos
PORTUGUÊS
Advérbios
Advérbios
PORTUGUÊS
Agente da Passiva
Agente da Passiva
PORTUGUÊS
Aposto
Aposto
PORTUGUÊS
Artigo
Artigo
PORTUGUÊS
Classes Gramaticais
Classes Gramaticais
PORTUGUÊS
Colocação Pronominal
Colocação Pronominal
PORTUGUÊS
Complemento Nominal
Complemento Nominal
PORTUGUÊS
Concordância Nominal
Concordância Nominal
PORTUGUÊS
Concordância Verbal
Concordância Verbal
PORTUGUÊS
Conjunção
Conjunção
PORTUGUÊS
Crase
Crase
PORTUGUÊS
Interjeição
Interjeição
PORTUGUÊS
Numeral
Numeral
PORTUGUÊS
Objeto Direto
Objeto Direto
PORTUGUÊS
Objeto Indireto
Objeto Indireto
PORTUGUÊS
Orações Coordenadas
Orações Coordenadas
PORTUGUÊS
Oração Subordinada Substantiva
Oração Subordinada Substantiva
PORTUGUÊS
Ortografia
Ortografia
PORTUGUÊS
Predicativo do Sujeito e do Objeto
Predicativo do Sujeito e do Objeto
PORTUGUÊS
Pretérito Imperfeito
Pretérito Imperfeito
PORTUGUÊS
Pronomes
Pronomes
PORTUGUÊS
Pronomes Pessoais
Pronomes Pessoais
PORTUGUÊS
Regência Nominal
Regência Nominal
PORTUGUÊS
Regência Verbal
Regência Verbal
PORTUGUÊS
Sinais de Pontuação
Sinais de Pontuação
PORTUGUÊS
Substantivo
Substantivo
PORTUGUÊS
Verbo Ser
Verbo Ser
PORTUGUÊS
Vocativo
Vocativo