logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Universidades

Bacharelado Interdisciplinar: saiba tudo sobre essa formação

Flexibilidade, autonomia e múltiplas possibilidades. Essas são as palavras chaves para entender os cursos de Bacharelado Interdisciplinar. Pensar nesse tipo de formação pode ser uma boa saída para aqueles que estão indecisos sobre qual curso seguir. Isso porque o aluno só precisa decidir uma área de interesse.

Encontre bolsas de estudo com até 80% de desconto

Muitos estudantes optam pelos Bacharelados Interdisciplinares por conta da liberdade para escolher as disciplinas conforme suas necessidades acadêmicas. Mas há muitos outros fatores para serem analisados, como ingresso no curso, faculdades possíveis e mercado de trabalho. Então, vamos explicar tudo que você precisa saber sobre os Bacharelados Interdisciplinares.

bacharelados Interdisciplinares

Leia mais:
+ As dúvidas mais comuns na hora de escolher a profissão
+ Faça um teste vocacional específico para o curso que está em dúvida

 O que é um bacharelado interdisciplinar?

Bacharelado Interdisciplinar (BI) é um curso de graduação no qual o estudante constrói sua trajetória educacional, ou seja, há grande flexibilidade na organização curricular. 

“Para mim, a maior vantagem é justamente a interdisciplinaridade de matérias que eu tinha no Bacharelado Interdisciplinar de Artes, porque eu não aprendia só uma coisa, eu podia e tinha que pegar matérias de outras modalidades para entender outros conceitos. Era divertido ter contato com essa diversidade de atividades”, comenta Maria Elizabeth de Moraes, 22, formada no Bacharelado Interdisciplinar em Artes Visuais, pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

O BI oferece diferentes disciplinas, a fim de dar suporte teórico e prático para que o aluno desenvolva senso crítico. O resultado é uma formação generalista e dinâmica, que, conectando diversos conhecimentos, habilita a pessoa a compreender os desafios da sociedade.

“O BI é um programa de formação em nível superior em uma grande área, com uma forte fundamentação básica, para que o estudante possa seguir seus estudos na própria universidade, num curso de formação específica ou numa pós-graduação, e depois dessa etapa, continuar em um ambiente de trabalho”, resume o professor da Universidade Federal do ABC (UFABC), Wesley Góis.

Uma característica marcante dos bacharelados interdisciplinares é a convivência diversa, que possibilita uma forte integração na relação aluno-aluno e aluno-professor.

"É muito difícil os alunos escolherem as mesmas disciplinas em suas trajetórias acadêmicas, porque o currículo é muito flexível. Um aluno que quer fazer Engenharia Aeroespacial, por exemplo, pode fazer uma disciplina de início de curso junto com alunos com aspirações que completamente diferentes. Por isso, o professor tem que pensar na dinâmica da disciplina não para um curso específico, mas numa condição mais generalista”, relata o docente da UFABC.

Outro atributo que atrai diversos estudantes aos Bacharelados Interdisciplinares é a possibilidade de decidir ao longo do curso qual caminho seguir. Por isso, as pessoas que terminam o ensino médio sem ter certeza da graduação específica que quer cursar costumam se interessar por essa formação.

De acordo com o professor Góis, atualmente há muito interesse no cursos de BI por parte dos jovens, por serem uma geração mais antenada, ligada à tecnologia e mutante. Além disso, outra característica que chama a atenção do futuros universitários é a liberdade curricular.

Como os bacharelados interdisciplinares funcionam?

Os Bacharelados Interdisciplinares são graduações completas, que conferem diploma de nível superior. Elas foram pensadas para ter três ciclos: o bacharelado interdisciplinar; seguido da formação profissional; e, enfim, a pós-graduação.

Ou seja, concluindo um BI, o estudante pode escolher partir para o mercado de trabalho ou para uma pós-graduação. Além disso, aos que desejarem se especializar, há a possibilidade de prosseguir os estudos nos cursos no segundo ciclo. Neste último caminho, ganha-se outro diploma, referente ao curso específico.

No geral, o tempo desse modelo de graduação é de dois até três anos. O segundo ciclo, para aqueles que decidirem se especializar, tem duração, geralmente, de dois anos.

Confira alguns cursos interdisciplinares reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC):

  • Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia
  • Interdisciplinar em Ciências Humanas
  • Interdisciplinar em Ciências Naturais
  • Interdisciplinar em Artes
  • Interdisciplinar em Ciência e Economia
  • Interdisciplinar em Biossistemas
  • Interdisciplinar em Ciências Agrárias
  • Interdisciplinar em Educação do Campo
  • Interdisciplinar em Ciências do Trabalho

É válido mencionar que os Bacharelados Interdisciplinares fogem da lógica tradicional da escola e isso pode causar estranhamento nos que ingressarem nesse modelo de graduação. 

“É muito desafiador para os alunos desde o início. Eles vêm do ensino médio que é muito disciplinar e chegam no BI que tem um projeto completamente diferente, onde eles têm liberdade para fazer tudo”, diz o professor Wesley.

Saiba também:
+ Veja a lista de todos os cursos de graduação existentes
+ Formação acadêmica no currículo: veja como organizar as informações

Como os bacharelados interdisciplinares são vistos pelo mercado de trabalho?

Uma preocupação comum em alunos de todos os cursos é sobre as oportunidades no mercado de trabalho. Em estudantes de Bacharelados Interdisciplinares não é diferente. 

“A devolutiva que a gente tem do mercado de trabalho é bem positiva” afirma Wesley. Ele ainda acrescenta: “Essa questão interdisciplinar facilita bastante a transição do aluno entre a escola e o mercado de trabalho”.

O docente da UFABC explica que os problemas do mundo contemporâneo são interdisciplinares e exigem soluções interdisciplinares. O professor exemplifica por meio da questão da pandemia: para lidar com a crise de Covid-19 não bastam os médicos; é preciso entender o comportamento das pessoas, ou seja, a parte sociológica; o setor da logística também é essencial, pois é preciso pensar na distribuição de máscaras, vacinas, etc.

Nesse sentido, os profissionais graduados em Bacharelados Interdisciplinares se destacam, uma vez que eles são "resilientes, versáteis e adaptáveis", segundo Wesley Góis.

Para Maria Elizabeth, formada no BI de Artes Visuais, a formação é muito importante mas desvalorizada pelo mercado e, muitas vezes, não é levada a sério: "Sinto que é preciso ser muito bom e se destacar muito mais no que você está fazendo do que nas outras formações para ser valorizado”.

Como cursar um bacharelado interdisciplinar?

A principal forma de ingressar num curso de Bacharelado Interdisciplinar é por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Isso porque grande parte das instituições que oferecem esse modelo de formação adotam essa forma de seleção. Alguns exemplos de universidades que ofertam bacharelados interdisciplinares:

  •  Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

  •  Universidade Federal da Bahia (UFBA)

  •  Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

  •  Universidade Federal de São Paulo (Unifesp

  •  Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

  •  Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

  •  Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

  •  Universidade Federal de Alfenas (Unifal)

  •  Universidade de São Paulo (USP)

Para tanto, é preciso prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e atingir nota suficiente para ser aprovado numa dessas instituições.

Veja mais:
+ É possível cursar bacharelado e licenciatura ao mesmo tempo?
+ Qual a diferença entre bacharelado, licenciatura e tecnólogo?

Como os bacharelados interdisciplinares surgiram?

A universidade pioneira nos cursos de Bacharelado Interdisciplinares é a Universidade Federal do ABC (UFABC), que lançou esse tipo de formação em 2005. "A ideia foi estruturar um conjunto de eixos que possibilitassem o aluno a entender e propor soluções de diversos problemas contemporâneos", explica o professor da instituição, Wesley Góis.

Hoje, essa formação se espalhou e já é possível encontrá-la em diversos estados de diferentes regiões do país. Além do bacharelado, também existem cursos de licenciatura interdisciplinar, que visam formar professores para o ensino fundamental e médio.

Se a sua vontade é entrar numa faculdade, saiba que há muitas possibilidades: existe o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (Prouni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), os vestibulares das próprias instituições e a Quero Bolsa.

Na Quero Bolsa você encontra bolsas de estudo para graduação com até 80% de desconto. Para garantir uma bolsa, não é preciso comprovar renda nem ter atingido nota mínima do Enem. 

Encontrar bolsas de estudo

São mais de 1.000 instituições parceiras para você escolher, confira algumas:

Mostrando cursos em Veja mais vagas

  • Mensalidades a partir de

    R$ 270,00
    Ver Bolsas

  • {course} {university}

    Mensalidades a partir de R$ 2400/mês

Veja mais cursos

Tags relacionadas:

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54