Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Brexit: Tudo o que você precisa saber para o Enem

por Giovana Murça em 13/02/20

No fim de janeiro de 2020, após anos de discussões, se oficializou a saída do Reino Unido da União Europeia, o famoso Brexit. O termo Brexit significa, literalmente, saída do Reino Unido (British + Exit, em inglês).

brexit enem
Britânicos comemoram a concretização do Brexit (Reprodução/G1)

A saída do Reino Unido da União Europeia foi decidida por referendo, em junho de 2016. Quase 52% da população britânica (17,4 milhões) optaram por deixar a União Europeia. Após o resultado acirrado e inesperado, o então primeiro-ministro David Cameron, que era contra o Brexit, renunciou ao cargo. 

A União Europeia (UE) é um bloco político e econômico atualmente formado por 27 países, sem o Reino Unido. Os blocos econômicos são associações entre países com o objetivo de fortalecer suas relações socioeconômicas e trazer desenvolvimento mútuo. Dentro da UE é permitida a livre circulação de produtos, pessoas, serviços e capital.

brexit enem
Território do Reino Unido em laranja e a União Europeia em laranja (Wikimedia Commons)

Atenção aos termos!
Reino Unido: País formado pelas nações da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. É uma monarquia parlamentarista da Rainha Elizabeth II.
Grã-Bretanha: Nome da maior ilha britânica, que abriga a Inglaterra, o País de Gales e a Escócia. 
Inglaterra: Nação pertencente ao Reino Unido.

Por que o Brexit aconteceu?

Essa não foi a primeira vez que os britânicos cogitaram sair do bloco. Em 1975, houve um referendo e a maioria da população decidiu permanecer na União Europeia. Na atualidade, alguns motivos levaram ao Brexit, entre eles:

Liberdade econômica e soberania nacional

O Reino Unido nunca adotou o euro como moeda, mantendo a libra esterlina, e quando a Zona do Euro entrou em crise começaram a se discutir se valia a pena continuar no bloco ou ter mais liberdade econômica para decidir onde seria aplicado os milhões de euros destinados à União Europeia. Além disso, os defensores do Brexit afirmam que submetidos às regras da União Europeia, o Reino Unido teria perdido sua autonomia e soberania nacional.

Crise imigratória e terrorismo

Com a eclosão da Guerra na Síria, milhares de pessoas fugiram para a Europa. Enquanto a crise imigratória acontecia, os ataques terroristas na Europa aumentavam, fazendo com que muitos países quisessem fechar suas fronteiras. O impasse entre abrir as fronteiras para refugiados, assumindo gastos extras e riscos de ataques, e instituir um controle migratório dividiu o bloco. 

O caminho até o Brexit

O professor Luis Felipe Valle, do Colégio Oficina do Estudante, explica que, durante as discussões sobre o Brexit, o país se dividiu entre progressistas e conservadores.

Os progressistas eram favoráveis à globalização e à integração econômica, política e social da União Europeia. Já os conservadores, liderados pelo UKIP (Partido de Independência do Reino Unido), se diziam prejudicados por contribuir financeiramente para a recuperação econômica de países em crise na União Europeia, como Grécia e Portugal.

brexit enem
Protesto contra o Brexit (ChiralJon/Wikimedia Commons)

Para sua saída do bloco, o Reino Unido convocou pela primeira vez na história o artigo 50º do Tratado de Lisboa. De acordo com a legislação, após notificado à União Europeia o desejo de sair do bloco, o país tem o prazo de dois anos para realizar um acordo de separação que agrade tanto o Parlamento Britânico como a União Europeia.

Com a demissão de Cameron, quem assumiu a missão de fazer o acordo foi a primeira-ministra Theresa May. Entretanto, seus acordos não tiveram aprovação do próprio Parlamento Britânico e a pressão aumentou, fazendo com que Theresa renunciasse ao cargo, em junho de 2019, quando o prazo já havia sido adiado.

brexit
Theresa May renunciou ao cargo em 24 de maio de 2019 (UK Government/Wikimedia Commons)

No lugar de May, assumiu o então chanceler Boris Johnson com a missão de aprovar o Brexit dentro do novo prazo, 31 de outubro de 2019. Em seus discursos, Johnson prometeu concretizar o Brexit com ou sem acordo.

Depois de muitas discussões, mudanças de primeiro-ministro e adiamentos, o Brexit se concretizou em 31 de janeiro de 2020. Foi o fim de um casamento de 47 anos. Após o divórcio, as negociações seguem no período de transição que termina no final do ano.

brexit enem
"Get Brexit done" (fazer o brexit, em tradução livre) foi o slogan da campanha de Johnson (Reprodução/BBC)

Consequências da separação

Dentro do bloco, há livre circulação de pessoas e mercadorias e direitos em comum. A partir de agora deverá ser definido como ficam o trânsito e os direitos de europeus que moram e/ou trabalham no Reino Unido e vice-versa. 

Já as tarifas de importação e exportação de alimentos, remédios e outros devem ser reajustadas. Com uma possível queda na economia britânica, muitas instituições financeiras podem deixar de negociar com o país.

O professor Luis também aponta o risco de fortalecimento de movimentos separatistas na Escócia e, em menor intensidade, no País de Gales e na Irlanda do Norte. Isso porque a maioria da população da Escócia e Irlanda do Norte votou pela permanência na União Europeia.

brexit enem
Tweet da primeira-ministra escocesa no dia do Brexit diz: "A Escócia irá retornar ao coração da Europa como um país independente" (Reprodução/Twitter)

A Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, e divide território com a Irlanda, país independente que continua na União Europeia. Para ser independente, os irlandeses travaram décadas de uma guerra territorial e religiosa. De um lado havia maioria irlandesa católica que queria a independência e, de outro, o norte protestante e apoiador do governo britânico. 

O estabelecimento de fronteiras entre as Irlandas e um dos pontos delicados do Brexit. Já que a livre circulação entre os países foi firmado no acordo de paz em 1998.

O que estudar para o Enem?

Pensando no Enem e outros vestibulares, o professor Felipe recomenda que os estudantes entendam a importância dos blocos econômicos: “Eles fortalecem regionalmente países subdesenvolvidos, periféricos ou mesmo aqueles que possuem menor força política, militar e econômica frente às potências tradicionais, como Estados Unidos, Rússia e China”.

brexit enem
Protesto a favor Brexit (ChiralJon)

Os alunos também precisam ficar ligados na polarização entre movimentos conservadores e nacionalistas de um lado e correntes progressistas e internacionalistas de outro, que remontam ao cenário bipolar da Velha Ordem durante a Guerra Fria.

“O exemplo pode funcionar, também, para pensar na importância de fortalecer as relações entre os países do Mercosul, bloco do qual o Brasil é fundador e do qual sempre foi importante liderança, e que tem se enfraquecido ao alinhar-se com o discurso antiglobalização de lideranças políticas atuais”, conclui o professor.

Veja também:
Coronavírus: Entenda o que é a nova epidemia e como o tema é cobrado no Enem
Atualidades Enem: Liberdade de expressão
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54