Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Dicas e Curiosidades

Dos réis ao real: quantas moedas o Brasil já teve?

por Giovana Murça em 15/09/20

Aos poucos, chega às mãos dos brasileiros a cédula de R$ 200,00, lançada este mês pelo Banco Central. A estreia da nova cédula causou alvoroço nas redes sociais. O que não faltaram foram memes sobre a imagem que deveria estampar a nova nota, de vira-lata caramelo a capivara.

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
O animal escolhido para lobo-guará, importante animal típico do cerrado e ameaçado de extinção

Mas, os nascidos antes de 1994, sabem que a movimentação causada pelo lançamento da uma nova cédula não é nada perto das trocas de padrão monetário vividos nas décadas anteriores.

Desde a independência, em 1822, o Brasil já teve nove trocas de padrão monetário e sete moedas. Dos réis ao real, o motivo de tantas trocas era um só: a inflação. Caso o Brasil mantivesse a mesma moeda, hoje seriam necessário milhões de cruzeiros para comprar uma garrafa d’água, por exemplo. 

Depois dos réis, que ficaram mais de 400 anos em circulação, o real é a segunda moeda com mais tempo de circulação, 26 anos. Para ficar por dentro do assunto, confira abaixo todas as moedas que o Brasil já teve!

Réis – Do período colonial a 1942

No início do período de colonização pelos portugueses, não haviam moedas no Brasil. O comércio entre nativos e europeus era feito por sistema de trocas, eram usados pau-brasil, pano de algodão, açúcar, fumo, entre outros. Com o avanço da colonização, começaram a circular pelo país as primeiras moedas, trazidas pelos estrangeiros. 

Como o Brasil era colônia de Portugal, o padrão monetário do período era o mesmo da metrópole: o real. Os reais, plural de real, ficaram popularizados como réis. Mesmo com a Independência do Brasil e a Proclamação da República, o réis se mantiveram, só as gravuras das moedas e das cédulas se alteraram.

Imagem: Banco do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Exemplos de cédulas de réis

Cruzeiro – De 1942 a 1967

A primeira mudança de padrão monetário do Brasil foi a instituição do Cruzeiro. A nova moeda veio para unificar os 56 diferentes tipos de cédulas em circulação no país. Um cruzeiro (Cr$ 1,00) equivalia a mil réis (Rs 1$000). Em 1964, devido à inflação, a fração do cruzeiro chamada centavo deixou de existir.

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de 10 mil cruzeiros

Cruzeiro Novo – De 1967 a 1970

Em 1967, com a inflação a 25%, o Cruzeiro se desvalorizou e a moeda foi substituída temporariamente pelo Cruzeiro Novo, criado para vigorar até as novas cédulas do Cruzeiro entrarem em circulação e a sociedade se adaptar ao corte de três zeros.

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de 100 cruzeiros antigos carimbada no valor de 10 centavos do Novo Cruzeiro

Sendo assim, as cédulas do Cruzeiro foram carimbadas com novos valores e reutilizadas como Novo Cruzeiro. Um cruzeiro novo (NCr$ 1,00) correspondia a mil cruzeiros antigos (Cr$ 1.000,00).

Cruzeiro – De 1970 a 1986

Após a reforma monetária, a moeda brasileira voltou a se chamar Cruzeiro. A equivalência das moedas se manteve o mesmo, ou seja, um cruzeiro (Cr$ 1,00) valia um cruzeiro novo (NCr$ 1,00).

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de 100 mil cruzeiros

Cruzado – De 1986 a 1989

Nos anos 1980, o crescimento da inflação voltou a assombrar a economia, chegando a mais de 100%. Desvalorizado, o Cruzeiro foi substituído pelo Cruzado. No Plano Cruzado, do governo de José Sarney, um cruzado (Cz$ 1,00) equivalia a mil cruzeiros (Cr$ 1.000,00).

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de mil cruzados

Cruzado Novo – De 1989 a 1990

Poucos anos depois da instituição do Cruzado, a inflação continuou a subir e obrigou o presidente Sarney a fazer uma segunda reforma monetária. Em 1989, o Cruzado foi substituído pelo Cruzado Novo, que - novamente - tinha três zeros a menos. Um cruzado novo (NCz$ 1,00) valia mil cruzados antigos (Cz$ 1.000,00). 

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de cem cruzados novos

Cruzeiro – De 1990 a 1993

Em 1990, o Cruzeiro volta a ser a moeda nacional, pela terceira vez. Nesta ocasião, não houve corte de zeros, um cruzeiro (Cr$ 1,00) correspondia a um cruzado novo (NCz$ 1,00). 

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de 500 mil cruzeiros

A substituição da moeda fazia parte do Plano Collor para conter a crise econômica, caracterizada por uma hiperinflação de 1700% ao ano e muita instabilidade. Entretanto, o plano fracassou e a moeda se desvalorizou rapidamente, chegando à cédula de 500 mil cruzeiros.

Cruzeiro Real – De 1993 a 1994

Após a renúncia de Collor, o vice-presidente Itamar Franco, fez uma nova reforma monetária. Nela, o Cruzeiro saiu de cena de vez e foi instituído pelo Cruzeiro Real, novamente reduzindo três zeros nas cédulas. Um cruzeiro real (CR$ 1,00) equivalia a mil cruzeiros (Cr$ 1.000,00).

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de 50 mil cruzeiros reais

Real – De 1994 aos dias atuais

Em 1994, se consolida o projeto econômico Plano Real, feito pelo então Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso (FHC), ainda no governo de Itamar Franco. O projeto tinha como objetivo conter a inflação extremamente elevada que assolava o Brasil há anos.

O Plano Real incluiu ações de ajuste fiscal, a implementação da URV (Unidade Real de Valor), uma moeda virtual atrelada a cotação do dólar, e a criação de uma nova moeda oficial: o Real. Um real (R$ 1,00) correspondia a CR$ 2.750,00.

Imagem: Banco Central do Brasil
quantas moeda Brasil já teve
Cédula de um real da Primeira Família do Real, que deixou de ser produzida em 2005

Depois de tantas reformas monetárias, o Plano Real foi a primeira que obteve algum sucesso, mantendo o Real vigente até hoje, e ainda garantiu a eleição de FHC à presidência. 

Fonte: Banco Central do Brasil

Leia também:
Dicas para economizar na faculdade
5 passos para ter educação financeira ainda na faculdade

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
ALERTA DE VAGAS i-close
O que é o Quero Bolsa?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

O Quero Bolsa é o site que te ajuda a entrar na faculdade! Reunimos todas as informações para você fazer a melhor escolha e garantir uma vaga na faculdade.

Tá esperando o que pra conseguir a sua?

ALERTA DE VAGAS i-close
Veja como é simples! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Preencha os campos abaixo com suas preferências e receba avisos de vagas disponíveis no Quero Bolsa.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54