Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

História da África

Saiba tudo sobre o curso de História da África e comece a estudar com ajuda da Quero Bolsa

Ilustração de uma garota fazendo uma pesquisa do curso de História da África no notebook
Duração: Até 18 meses
Ver bolsas

Sobre o curso de História da África

O curso de História da África é uma disciplina fundamental que visa explorar e compreender a rica e complexa trajetória histórica do continente africano. Este curso busca ir além dos estereótipos e preconceitos que muitas vezes permeiam as representações históricas da África, oferecendo uma abordagem mais abrangente e precisa.

Ao longo do curso, os estudantes têm a oportunidade de examinar as civilizações antigas da África, desde os grandes reinos do Mali e do Songai até as culturas do Antigo Egito. Além disso, são discutidos os impactos das rotas comerciais transaarianas e transoceânicas, bem como o intercâmbio cultural entre diferentes regiões do continente.

A escravidão e o comércio transatlântico de escravos também são temas cruciais no estudo da História da África, permitindo uma análise aprofundada das consequências desse período na formação das sociedades africanas e suas relações com o mundo exterior.

O curso abrange ainda os movimentos de independência que marcaram o século XX, quando muitos países africanos conquistaram sua autonomia em relação ao domínio colonial. Esses eventos são cruciais para entender as dinâmicas políticas e sociais contemporâneas do continente.

Além disso, o curso de História da África também destaca as contribuições significativas da África para o desenvolvimento humano, incluindo avanços nas áreas da arte, ciência, tecnologia e filosofia. A diversidade cultural, étnica e linguística do continente também é explorada, proporcionando uma compreensão mais profunda da complexidade e da riqueza da herança africana.

Veja bolsas de estudo para o curso de História

O tipo de formação para o curso de História da África é: pós-graduação .

O que se aprende na faculdade de História da África?

No curso de História da África, os estudantes têm a oportunidade de explorar uma ampla gama de temas que abrangem desde as civilizações antigas até os eventos contemporâneos do continente africano. Uma parte crucial do currículo é dedicada ao estudo das sociedades antigas, destacando as realizações impressionantes das civilizações africanas, como o Antigo Egito, Mali, Songai, Axum, entre outras.

Além disso, o curso examina os impactos das rotas comerciais transaarianas e transoceânicas, proporcionando uma compreensão mais profunda das interações culturais, comerciais e sociais que moldaram as sociedades africanas ao longo dos séculos. A análise da escravidão e do comércio transatlântico de escravos é uma parte fundamental do curso, oferecendo insights sobre os legados desse período sombrio na história africana e global.

O período colonial também recebe atenção especial, com discussões sobre as dinâmicas do imperialismo europeu na África e os movimentos de resistência que eventualmente levaram à independência de muitos países africanos. Os estudantes exploram as consequências e os desafios pós-coloniais enfrentados pelas nações africanas no século XX.

Além disso, o curso de História da África aborda temas contemporâneos, como os desafios econômicos, políticos e sociais enfrentados pelos países africanos atualmente. A diversidade étnica, linguística e cultural do continente é destacada, proporcionando uma compreensão abrangente das complexidades que caracterizam a África moderna.

Ao longo do curso, os estudantes são incentivados a questionar estereótipos e desafiar narrativas eurocêntricas, promovendo uma abordagem mais equilibrada e justa da história africana. A apreciação das contribuições da África para a cultura global, nas áreas de arte, ciência, tecnologia e filosofia, também é enfatizada, enriquecendo a compreensão dos estudantes sobre a influência e importância do continente ao longo do tempo.

Se você deseja descobrir se o curso de História da África é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nessa importante escolha profissional.

Procure o curso de História da África ideal para você!

Escolha entre as mais de mil instituições parceiras do Quero Bolsa.

Veja como é simples começar a estudar

  1. Encontre seu curso
  2. Garanta sua bolsa
  3. Economize até se formar

Sobre a carreira de História da África

Onde o profissional de História da África pode trabalhar?

Professores e historiadores especializados em História da África têm a oportunidade de atuar em diversas instituições e ambientes profissionais, contribuindo para a disseminação do conhecimento e a promoção de uma compreensão mais abrangente da história africana. Algumas das principais áreas de atuação incluem:

Instituições Acadêmicas: Muitos professores e historiadores encontram emprego em universidades e instituições de ensino superior. Nessas instituições, eles lecionam cursos sobre História da África, supervisionam pesquisas de estudantes, publicam trabalhos acadêmicos e contribuem para a expansão do corpo de conhecimento nesta área.

Pesquisa Acadêmica: Historiadores especializados em História da África podem se envolver em pesquisas acadêmicas, explorando tópicos específicos, descobrindo novas fontes históricas e contribuindo para o avanço do entendimento histórico sobre o continente africano. Essa pesquisa frequentemente resulta em publicações em revistas acadêmicas e livros.

Museus e Instituições Culturais: Profissionais especializados podem trabalhar em museus e instituições culturais, participando na curadoria de exposições relacionadas à história africana. Isso permite a divulgação de informações históricas para um público mais amplo e a preservação do patrimônio cultural africano.

Organizações Não Governamentais (ONGs): Algumas ONGs se dedicam a questões relacionadas à educação, preservação do patrimônio e desenvolvimento em países africanos. Historiadores podem contribuir para essas organizações, aplicando seu conhecimento histórico para abordar desafios contemporâneos.

Editoras e Mídia: Professores e historiadores podem trabalhar como consultores ou colaboradores em editoras, ajudando a desenvolver materiais didáticos, livros e documentários relacionados à História da África. Essa é uma maneira de influenciar diretamente a forma como a história é apresentada ao público em geral.

Governo e Instituições Internacionais: Alguns historiadores especializados podem trabalhar em departamentos governamentais, organismos internacionais ou instituições de pesquisa que se concentram em assuntos africanos. Eles podem fornecer análises históricas para informar políticas públicas ou contribuir para projetos de desenvolvimento.

Dica importante: Confira o Guia Completo sobre a Redação do Enem. Veja dicas incríveis para você arrasar e conseguir uma boa nota nesta parte importante da prova. Tenha acesso aos critérios de avaliação, dicas de especialistas e exemplos nota 1000! Tudo gratuito para você!

Sino de ofertas
Receba um alerta quando a vaga ideal chegar!

Como ingressar na profissão de História da África?

Quais são as exigências do mercado de trabalho para o profissional de História da África?

As exigências do mercado de trabalho para um profissional especialista em História da África refletem a necessidade de habilidades específicas que vão além do conhecimento histórico. Aqui estão algumas das exigências comuns:

Formação Acadêmica Sólida: Um requisito fundamental é uma formação acadêmica sólida em História, com especialização em História da África. Geralmente, os empregadores procuram candidatos com graduação e, muitas vezes, pós-graduação (mestrado ou doutorado) na área.

Proficiência em Idiomas: Dada a diversidade linguística do continente africano, a proficiência em idiomas relevantes é frequentemente valorizada. Além do inglês, francês e português, conhecimentos em línguas locais podem ser vantajosos para pesquisa de fontes primárias.

Habilidades de Pesquisa: A capacidade de conduzir pesquisa histórica é crucial. Isso inclui o domínio de metodologias de pesquisa, análise crítica de fontes e a habilidade de contribuir para a literatura acadêmica sobre a História da África.

Compreensão Interdisciplinar: A História da África muitas vezes se entrelaça com outras disciplinas, como [antropologia]|(https://querobolsa.com.br/cursos-e-faculdades/antropologia), sociologia e estudos culturais. Profissionais devem ter uma compreensão interdisciplinar para abordar questões complexas relacionadas à história e à cultura africanas.

Consciência Cultural Sensível: Uma consciência cultural sensível é vital para lidar com a diversidade étnica, cultural e histórica do continente africano. Isso é essencial para evitar estereótipos e promover uma representação mais precisa e justa.

Habilidades de Comunicação: Profissionais devem ser capazes de comunicar eficazmente, tanto por escrito quanto oralmente. Isso é importante para ensinar, escrever artigos acadêmicos, participar de conferências e contribuir para debates acadêmicos e públicos.

Capacidade de Ensino: Para aqueles que buscam carreiras acadêmicas, a capacidade de ensinar é crucial. Isso inclui o desenvolvimento de currículos, elaboração de aulas e orientação de estudantes em pesquisas.

Balões de Conversa - Dúvidas sobre História da África
Está com dúvidas sobre História da África? Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Ver perguntas e respostas

Perguntas e Respostas - História da África

Tipo de Pergunta
Recentes