Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

Segurança do Trabalho

Saiba tudo sobre o curso de Segurança do Trabalho e comece a estudar com ajuda da Quero Bolsa

Ilustração de uma garota fazendo uma pesquisa do curso de Segurança do Trabalho no notebook
Média Salarial: R$ 3.018,70
Duração: em média, 3 anos
Bolsas: a partir de R$ 79,00
Ver bolsas de até 90%

O que é Segurança do Trabalho?

Segurança do Trabalho é a área que busca minimizar os riscos de acidentes e doenças ocupacionais, promovendo um ambiente de trabalho seguro por meio da implementação de medidas preventivas, treinamentos e conformidade com as normas regulamentadoras.

O curso de Segurança do Trabalho é uma formação destinada a profissionais que desejam atuar com a prevenção de acidentes e promoção da saúde no ambiente ocupacional. Com ênfase na legislação vigente e nas normas regulamentadoras, essa formação abrange tópicos voltados à segurança e o bem-estar dos trabalhadores.

Durante o curso, os alunos aprendem sobre os riscos presentes nos diferentes setores industriais e comerciais, identificando medidas preventivas e corretivas para evitar incidentes. Aspectos como ergonomia, higiene ocupacional, proteção contra incêndios e primeiros socorros são abordados de maneira abrangente, visando criar ambientes de trabalho mais seguros.

Além disso, os participantes desenvolvem habilidades para elaborar e implementar programas de prevenção, realizar análises de riscos, inspecionar ambientes laborais e orientar colaboradores. A regulamentação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a legislação trabalhista brasileira também são enfatizados, garantindo que os profissionais estejam em conformidade com as exigências legais.

O mercado de trabalho para os especialistas em Segurança do Trabalho é amplo e abrange diversos setores, como indústria, construção civil, saúde, entre outros. As empresas têm reconhecido cada vez mais a importância de investir na prevenção de acidentes e na promoção da saúde ocupacional, tornando os profissionais dessa área essenciais para a gestão da segurança e qualidade de vida no trabalho.

Veja bolsas de estudo para o curso de Segurança do Trabalho

Veja também: Se você tem interesse em cursar Engenharia de Segurança do Trabalho, pode encontrar bolsas de estudos que deixam as mensalidades mais baratas. Uma das boas opções de graduação nesta área com bolsas de estudo é o curso de Engenharia de Segurança do Trabalho da Unyleya.

Quanto tempo dura o curso de Segurança do Trabalho?

O curso de Segurança do Trabalho possui duração média de um a dois anos. A extensão varia de acordo com a modalidade e nível de ensino, já que o curso é disponibilizado em nível técnico e de graduação tecnológica. A formação busca equipar os alunos com conhecimentos e habilidades necessárias para implementar e gerenciar programas de segurança em ambientes de trabalho.

Qual é a importância da Segurança do Trabalho?

A Segurança do Trabalho é vital para criar um ambiente de trabalho seguro e saudável, elevando o desempenho dos trabalhadores e, consequentemente, os resultados do negócio. Ela não apenas aumenta a produtividade e fortalece a imagem da empresa, mas também reduz o presenteísmo e o absenteísmo, além de prevenir doenças e acidentes ocupacionais, garantindo o bem-estar dos colaboradores.

Os tipos de formação para o curso de Segurança do Trabalho são: tecnólogo , pós-graduação e técnico .

Como é o curso de Segurança do Trabalho?

A Segurança do Trabalho estuda a legislação aplicada, primeiros socorros, gestão ambiental, fundamentos de segurança, ergonomia, higiene do trabalho e gerência de risco, entre outras áreas. Esses conhecimentos capacitam o técnico de segurança do trabalho a executar suas tarefas eficazmente, visando a prevenção de acidentes e a promoção de um ambiente de trabalho seguro.

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico, definidas pelo Ministério da Educação (MEC), o curso técnico em Segurança do Trabalho se encaixa nas áreas da Saúde e Meio Ambiente.

A duração mínima do curso é de 1.200 horas, concluídas em um ano e meio ou dois. Algumas das disciplinas estudadas são:

  • Higiene no Trabalho;

  • Ergonomia;

  • Educação para segurança no Trabalho;

  • Saúde e Medicina do Trabalho;

  • Direito do Trabalho;

  • Conservação Ambiental.

Já o curso tecnológico de Segurança do Trabalho, de acordo com o Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia do MEC, tem duração mínima de 2.400 horas, com conclusão em três anos, em média.

O programa prepara o profissional para implantar, gerenciar e controlar sistemas de segurança laboral, fiscalizar e avaliar condições de trabalho, coordenar equipes em atividades preventivas, além de realizar vistorias e emitir laudos técnicos.

O campo de atuação para o profissional formado no tecnólogo em Segurança do Trabalho inclui empresas de diversos setores, órgãos públicos, institutos de pesquisa e instituições de ensino.

A instituição de ensino que oferece o curso tecnológico deve oferecer uma biblioteca com conteúdo específico e atualizado, e laboratórios de informática, de ergonomia e acústica, de prevenção e combate a incêndio, de segurança do trabalho e de suporte básico à vida.

Qual a grade curricular de Segurança do Trabalho?

Grade Curricular é o conjunto de matérias que o aluno estudará durante o curso. Veja abaixo um exemplo de grade curricular para o curso de Segurança do Trabalho em uma de nossas faculdades parceiras:

    Ver a grade curricular

    O que se aprende na faculdade de Segurança do Trabalho?

    No curso de Segurança do Trabalho, os alunos aprendem a identificar e avaliar riscos presentes nos setores de atividade ocupacional, entendendo as particularidades de cada ambiente de trabalho.

    Um dos principais focos do curso é o estudo das normas regulamentadoras e legislação específica relacionada à segurança no trabalho. Isso inclui a análise das diretrizes estabelecidas com o intuito de garantir que os profissionais formados estejam plenamente familiarizados com as exigências legais e normativas.

    A abordagem de temas como ergonomia e higiene ocupacional também é parte integrante do currículo. Os alunos aprendem a identificar condições ergonômicas inadequadas que possam levar a lesões musculoesqueléticas e a promover medidas para melhorar a saúde e conforto dos trabalhadores no ambiente laboral. A higiene ocupacional, por sua vez, envolve o estudo e o controle de agentes físicos, químicos e biológicos que possam afetar a saúde dos trabalhadores.

    A prevenção de acidentes e a gestão de emergências constituem outros aspectos centrais do curso. Os alunos são treinados para elaborar planos de prevenção, realizar inspeções de segurança, e orientar a equipe sobre procedimentos adequados em situações de emergência. Além disso, as práticas de primeiros socorros são ensinadas para que os profissionais estejam aptos a prestar assistência imediata em casos de acidentes.

    Outro ponto enfatizado é a cultura de segurança, incentivando a conscientização e a participação ativa dos trabalhadores na promoção de um ambiente seguro. A comunicação eficaz, tanto na divulgação de normas quanto na investigação de incidentes, também é abordada no curso.

    Se você deseja descobrir se o curso de Segurança do Trabalho é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nessa importante escolha profissional.

    Quanto custa o curso de Segurança do Trabalho?

    O custo médio do curso de Segurança no Trabalho é de R$ 300,00, considerando a média das mensalidades em 135 instituições parceiras da Quero Bolsa que oferecem o curso.

    Veja bolsas de estudo para o curso em sua região.

    Caso você tenha dúvidas se esse curso é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nessa importante escolha profissional.

    Procure o curso de Segurança do Trabalho ideal para você!

    Com mensalidades a partir de R$ 79,00 entre as 1.403 instituições parceiras do Quero Bolsa.

    Veja como é simples começar a estudar

    1. Encontre seu curso
    2. Garanta sua bolsa
    3. Economize até se formar

    Sobre a carreira de Segurança do Trabalho

    O que faz o profissional de Segurança do Trabalho?

    O técnico em Segurança do Trabalho participa da elaboração e da implementação de políticas de saúde e segurança do trabalho.

    Ele também realiza diagnóstico da situação de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) da instituição e, com isto, identifica variáveis de controle de doenças, acidentes, qualidade de vida e meio ambiente. Desta forma, ele poderá desenvolver ações educativas na área de saúde e segurança do trabalho e integrar processos de negociação.

    Além disso, pode participar da adoção de tecnologias e processos de trabalho, investigar acidentes de trabalho e recomendar medidas de prevenção e controle.

    Onde o técnico de segurança do trabalho pode atuar?

    O técnico em Segurança do Trabalho pode atuar em indústrias, empresas de construção civil, comércio e serviços, além de empresas de transportes. Esses profissionais contribuem para a segurança e o bem-estar dos trabalhadores, desempenhando um papel crucial na prevenção de acidentes e na promoção da saúde ocupacional.

    Uma das áreas de atuação mais comuns para esses profissionais é a indústria, onde podem trabalhar em empresas de manufatura, produção, metalurgia, química, entre outras. Nesse contexto, eles são responsáveis por identificar e controlar os riscos associados aos processos produtivos, além de promover programas de prevenção de acidentes.

    No setor da construção civil, os profissionais de Segurança do Trabalho desempenham um papel crucial na implementação de medidas preventivas, garantindo a segurança dos trabalhadores em canteiros de obras e ambientes relacionados à construção.

    Além disso, o profissional formado pode atuar em áreas como saúde, hospitais e clínicas, assegurando que as práticas e procedimentos adotados estejam alinhados às normas de segurança. Em escritórios e ambientes administrativos, eles contribuem para a ergonomia do espaço de trabalho, minimizando riscos relacionados à postura e mobiliário inadequados.

    O setor de petróleo e gás é outra área em que os profissionais de Segurança do Trabalho são requisitados, monitorando e implementando medidas para prevenir acidentes em instalações offshore, refinarias e demais locais relacionados à exploração desses recursos.

    Além disso, o profissional pode encontrar oportunidades em empresas de consultoria, assessorando organizações na implementação de políticas de segurança e saúde ocupacional. Órgãos governamentais, sindicatos e entidades de fiscalização também podem demandar seus serviços para garantir a conformidade com as regulamentações vigentes.

    Dica importante: Confira o Guia Completo sobre a Redação do Enem. Veja dicas incríveis para você arrasar e conseguir uma boa nota nesta parte importante da prova. Tenha acesso aos critérios de avaliação, dicas de especialistas e exemplos nota 1000! Tudo gratuito para você!

    Quanto ganha um profissional de Segurança do Trabalho?

    O salário médio de um Técnico em segurança do trabalho no Brasil é de R$ 3.018,70 . Os estados onde a profissão de Técnico em segurança do trabalho têm os melhores salários são SP, RJ e RR.

    Quer saber o salário das demais especialidades? Veja aqui

    Ver salários dessa profissão
    Sino de ofertas
    Receba um alerta quando a vaga ideal chegar!

    Como ingressar na profissão de Segurança do Trabalho?

    Quais são as exigências do mercado de trabalho para o profissional de Segurança do Trabalho?

    O mercado de trabalho para profissionais formados no curso de Segurança do Trabalho apresenta algumas exigências específicas, refletindo a importância crucial desse papel na preservação da saúde e segurança nos ambientes laborais. Diversos setores valorizam e buscam profissionais capacitados para atender às demandas crescentes por medidas preventivas e conformidade com normas regulamentadoras.

    Formação Acadêmica e Certificações: Em geral, o mercado exige que o profissional tenha concluído um curso técnico em Segurança do Trabalho ou graduação na área. Certificações adicionais, como o registro no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), também são frequentemente requisitadas.

    Conhecimento Atualizado: Dada a constante evolução das normas e regulamentações, espera-se que o profissional esteja sempre atualizado em relação às mudanças legais e tecnológicas. A familiaridade com as normas regulamentadoras da área, como a NR-1, NR-5, NR-7, entre outras, é fundamental.

    Experiência Prática: Muitas vagas exigem experiência prática na implementação de programas de segurança, realização de inspeções e elaboração de relatórios de análise de riscos. A capacidade de aplicar o conhecimento teórico na prática é valorizada.

    Habilidades Técnicas e Comportamentais: O profissional deve possuir habilidades técnicas em áreas como ergonomia, higiene ocupacional, prevenção de incêndios, primeiros socorros e gestão de emergências. Além disso, habilidades interpessoais, como boa comunicação, capacidade de liderança e trabalho em equipe, são consideradas importantes para influenciar a cultura de segurança nas organizações.

    Visão Sistêmica: Empresas buscam profissionais que tenham uma compreensão holística dos processos organizacionais. A capacidade de integrar a segurança do trabalho às demais áreas da empresa e colaborar com diferentes departamentos é uma qualidade valorizada.

    Ética Profissional: Integridade e ética são características fundamentais, pois o profissional lida com a segurança e a integridade dos trabalhadores. O comprometimento em seguir padrões éticos e legais é essencial.

    Inglês Técnico: Em setores mais globalizados, como o petroleiro e o de construção civil, a capacidade de compreender documentos e normas técnicas em inglês pode ser um diferencial.

    Quais são as principais competências pessoais do profissional de Segurança do Trabalho?

    As principais características do profissional de Segurança do Trabalho, listadas pelo Ministério do Trabalho, são:

    Capacidade de observação técnica;
    Trabalhar em equipe;
    Capacidade de discernimento;
    Administrar conflitos;
    Capacidade de negociação;
    Tomar decisões;
    Visão sistêmica;
    Capacidade de comunicação;
    Delegar atribuições;
    Atitude proativa;
    Capacidade de atentar a detalhes;
    Capacidade de nexo causal;
    Trabalhar sob pressão;
    Observação difusa..

    Nota de corte para Segurança do Trabalho

    Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

    Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte . O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

    No último ano, as notas de corte registradas para o curso de Segurança do Trabalho foram:

    Balões de Conversa - Dúvidas sobre Segurança do Trabalho
    Está com dúvidas sobre Segurança do Trabalho? Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Ver perguntas e respostas

    Perguntas e Respostas - Segurança do Trabalho

    Tipo de Pergunta
    Recentes