Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

Gestão Hospitalar

Saiba tudo sobre o curso de Gestão Hospitalar e comece a estudar com ajuda da Quero Bolsa

Ilustração de uma garota fazendo uma pesquisa do curso de Gestão Hospitalar no notebook
Média Salarial: R$ 7.957,93
Duração: em média, 3 anos
Bolsas: a partir de R$ 41,00
Ver bolsas de até 94%

Sobre o curso de Gestão Hospitalar

Última atualização: 24/04/2024

A Gestão Hospitalar engloba a administração de atividades, recursos e equipe dentro do contexto da saúde, visando assegurar a eficiência dos serviços, a segurança dos pacientes e a implementação de sistemas informatizados para controle e gerenciamento otimizados.

O curso de gestão hospitalar é uma área de estudo que visa preparar profissionais para atuar na administração e gerenciamento de instituições de saúde, como hospitais, clínicas, laboratórios e centros de saúde. É uma disciplina que combina conhecimentos da área da saúde com princípios de gestão e administração.

Durante o curso, os alunos têm a oportunidade de adquirir uma compreensão aprofundada dos sistemas de saúde, políticas públicas e privadas, economia da saúde, ética médica, gestão financeira, recursos humanos, logística hospitalar e qualidade de atendimento. Também são abordados tópicos relacionados à tecnologia da informação, gestão de processos, marketing e estratégias de negócios.

A gestão hospitalar desempenha um papel fundamental na garantia de uma assistência de qualidade aos pacientes, na otimização dos recursos disponíveis e na tomada de decisões estratégicas. Os gestores hospitalares precisam ter habilidades de liderança, capacidade de análise e resolução de problemas, além de conhecimento em gestão de equipes e comunicação eficaz.

Uma das principais áreas de atuação dos profissionais formados em gestão hospitalar é a administração de hospitais e outras instituições de saúde. Eles são responsáveis por coordenar equipes multidisciplinares, gerenciar recursos financeiros, planejar e implementar políticas de qualidade, monitorar indicadores de desempenho e garantir a segurança dos pacientes.

Além disso, os gestores hospitalares podem trabalhar em consultorias, empresas de tecnologia voltadas para a área da saúde, seguradoras e órgãos governamentais. Eles desempenham um papel estratégico na formulação de políticas de saúde, no desenvolvimento de projetos e na implementação de soluções inovadoras.

O curso de gestão hospitalar oferece aos estudantes uma formação abrangente e atualizada, preparando-os para lidar com os desafios e demandas do setor de saúde. A área da saúde está em constante evolução, e os profissionais dessa área devem acompanhar as mudanças e buscar soluções criativas e eficientes para os problemas enfrentados pelas instituições de saúde.

Em resumo, o curso de gestão hospitalar é uma excelente opção para aqueles que desejam unir conhecimentos da área da saúde com habilidades de gestão e administração. Os gestores hospitalares desempenham um papel fundamental na garantia de uma assistência de qualidade, na otimização dos recursos disponíveis e na melhoria contínua dos serviços de saúde. É uma carreira desafiadora e recompensadora, com grande potencial de impacto positivo na vida das pessoas.

Os tipos de formação para o curso de Gestão Hospitalar são: tecnólogo e pós-graduação .

Como é o curso de Gestão Hospitalar?

A experiência na faculdade de Gestão Hospitalar oferece uma formação abrangente para profissionais que desejam atuar na administração e gestão de instituições de saúde. O curso aborda uma variedade de disciplinas relacionadas à administração, economia, direito da saúde,gestão de recursos humanos, logística hospitalar, entre outras.

Durante o curso, os alunos têm a oportunidade de adquirir conhecimentos teóricos sólidos, complementados por práticas e estágios em ambientes hospitalares. A formação busca preparar os estudantes para lidar com os desafios específicos do setor de saúde, como a gestão de equipes multidisciplinares, a otimização de recursos, a compreensão das políticas de saúde e a aplicação de práticas administrativas eficazes.

Além disso, a faculdade de Gestão Hospitalar busca desenvolver habilidades interpessoais e de liderança, essenciais para lidar com as complexidades do ambiente hospitalar. A compreensão dos aspectos éticos e legais também é enfatizada, garantindo que os graduados estejam preparados para enfrentar dilemas éticos e tomar decisões alinhadas com as normativas do setor.

Ao longo do curso, os alunos podem se deparar com disciplinas práticas, como gestão de custos hospitalares, qualidade em serviços de saúde, sistemas de informação hospitalar e planejamento estratégico. O estágio supervisionado em instituições de saúde permite que os estudantes apliquem seus conhecimentos teóricos na prática, preparando-os para os desafios do mercado de trabalho na área de gestão hospitalar.

Sua duração média é de três anos, com possibilidade de ser feito como tecnólogo ou pós-graduação. O estágio é obrigatório.

O curso de Gestão Hospitalar pode ser disponibilizado nas modalidades presencial, semipresencial e a distância (EaD). Em geral, o curso possui carga horária de 2400 horas aos estudantes.

Outra possibilidade de formação acadêmica para quem está interessado em se tornar um gestor hospitalar é fazer curso técnico em Gerência da Saúde, de nível médio, com duração mínima de 1.200 horas. Esse curso também pode assumir nomes como Administração Hospitalar e Gestão de Serviços de Saúde.

Tem muita matemática no curso de Gestão Hospitalar?

O curso de Gestão Hospitalar geralmente envolve uma quantidade moderada de matemática, embora não seja tão intensivo quanto cursos de matemática pura ou engenharia. A gestão hospitalar envolve aspectos financeiros, planejamento de recursos, análise de dados e estatísticas, entre outros elementos que podem requerer habilidades matemáticas básicas.

Alguns dos tópicos matemáticos comuns encontrados no curso de Gestão Hospitalar podem incluir:

Contabilidade e Finanças: Isso pode envolver cálculos de orçamento, análise de custos, projeções financeiras e outras operações financeiras básicas.

Estatísticas de Saúde: Os alunos podem precisar entender e aplicar conceitos estatísticos para analisar dados de saúde, como taxas de mortalidade, incidência de doenças, eficácia de tratamentos, etc.

Gestão de Recursos: Isso pode envolver cálculos relacionados à alocação de recursos, gerenciamento de estoques, otimização de processos e logística hospitalar.

Planejamento e Estratégia: Algumas análises quantitativas podem ser necessárias para apoiar o planejamento estratégico, como previsões de demanda, análise de viabilidade econômica de projetos, etc.

Qual a grade curricular de Gestão Hospitalar?

Grade Curricular é o conjunto de matérias que o aluno estudará durante o curso. Veja abaixo um exemplo de grade curricular para o curso de Gestão Hospitalar em uma de nossas faculdades parceiras:

  • Acreditação

  • Administração de Serviços Hospitalare

  • Arquitetura Hospitalar

Ver a grade curricular

O que se aprende na faculdade de Gestão Hospitalar?

No curso de gestão hospitalar, os alunos aprendem uma variedade de conhecimentos e habilidades essenciais para atuar na administração eficaz de instituições de saúde. O currículo abrange uma ampla gama de temas, combinando elementos da área da saúde com princípios de gestão e administração.

Uma das áreas de estudo é a compreensão dos sistemas de saúde, tanto públicos quanto privados, suas estruturas, funcionamento e regulamentações. Os estudantes exploram as políticas de saúde, os modelos de financiamento e os desafios enfrentados no setor, adquirindo uma visão abrangente do panorama da saúde.

Os aspectos financeiros da gestão hospitalar são enfatizados, pois os gestores devem lidar com orçamentos, planejamento financeiro, análise de custos, faturamento e reembolso de serviços médicos. Eles aprendem a otimizar recursos financeiros e a tomar decisões estratégicas que afetam o desempenho econômico da instituição.

A gestão de recursos humanos é outro componente crucial do curso. Os estudantes aprendem a recrutar, treinar e gerenciar equipes multidisciplinares de profissionais de saúde. Eles exploram aspectos como liderança, motivação, comunicação, resolução de conflitos e avaliação de desempenho, a fim de criar um ambiente de trabalho eficiente e colaborativo.

A qualidade do atendimento é um foco fundamental no curso. Os alunos aprendem sobre indicadores de qualidade, padrões de segurança, gestão de riscos, controle de infecções e garantia da segurança do paciente. Eles também são treinados em técnicas de melhoria contínua, visando aprimorar constantemente os serviços de saúde prestados.

A gestão da informação é outra área de estudo importante. Os alunos aprendem sobre sistemas de tecnologia da informação em saúde, registros eletrônicos de saúde, segurança de dados e interoperabilidade de sistemas. Eles são preparados para lidar com a análise de dados de saúde, que desempenha um papel fundamental na tomada de decisões estratégicas.

Outros tópicos abordados no curso incluem logística hospitalar, gestão de suprimentos e estoques, marketing e estratégias de negócios aplicadas ao setor da saúde. Os estudantes também exploram aspectos éticos e legais relacionados à prática médica, à privacidade do paciente e à conformidade com as regulamentações governamentais.

No geral, o curso de gestão hospitalar proporciona aos estudantes uma formação completa e multidisciplinar, permitindo que eles desenvolvam habilidades essenciais para gerenciar efetivamente instituições de saúde. A combinação de conhecimentos da área da saúde com princípios de gestão e administração prepara os alunos para enfrentar os desafios do setor e contribuir para a melhoria contínua da qualidade do atendimento e dos serviços de saúde.

Algumas das disciplinas que compõem a grade curricular incluem:

Além disso, o curso também oferece atividades práticas, como visitas técnicas a instituições de saúde, estágio supervisionado e projetos de pesquisa e extensão que permitem ao estudante aplicar os conhecimentos adquiridos em situações reais do mercado de trabalho.

Segundo o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do Ministério da Educação (MEC), o curso de Gestão Hospitalar deve incluir as seguintes matérias, entre outras:

  • Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada;

  • Gestão de Plano de Saúde e Auditoria Hospitalar;

  • Serviços em Enfermagem, Farmácia e Nutrição Hospitalar;

  • Gestão de Marketing;

  • Serviços Laboratoriais e Exames Clínicos.

Caso queira dar prosseguimento aos estudos, o aluno pode ingressar em uma pós-graduação na área de Administração, por exemplo.

Na Quero Bolsa, você encontra possibilidades de cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos e cursos livres na área de Gestão Hospitalar. As especializações em áreas de Gestão Hospitalar apresentam durações mais curtas, como até seis meses e de 7 a 12 meses, mas também de períodos amplos para o aluno, entre 1 e 2 anos e formação superior aos dois anos.

Quanto custa uma faculdade de Gestão Hospitalar?

Veja descontos de até 94% em ofertas para o curso de Gestão Hospitalar. As mensalidades com bolsas de estudo variam entre R$29,90 e R$560,00, em instituições parceiras da Quero Bolsa.

Caso você tenha dúvidas se esse curso é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nessa importante escolha profissional.

Procure o curso de Gestão Hospitalar ideal para você!

Com mensalidades a partir de R$ 41,00 entre as 1.464 instituições parceiras do Quero Bolsa.

Veja como é simples começar a estudar

  1. Encontre seu curso
  2. Garanta sua bolsa
  3. Economize até se formar

Sobre a carreira de Gestão Hospitalar

O que faz o profissional de Gestão Hospitalar?

O gestor hospitalar planeja, coordena e avalia ações de saúde. Ele é responsável por definir estratégias para unidades e programas de saúde, administrar recursos financeiros e gerenciar recursos humanos. Também coordena a interação com entidades sociais e profissionais.

Além disso, o profissional atua no estabelecimento de mecanismos de controle de compras e custos, e possui funções ligadas à estruturação de áreas de apoio e logística hospitalar. Ou seja, o profissional possui atividades que envolvem a organização de fluxos de trabalho e informações.

Entre suas funções, também está a tarefa de planejar e garantir a manutenção preventiva dos equipamentos médicos e o controle dos estoques de materiais - da limpeza à destinação adequada dos resíduos hospitalares. Supervisionar convênios também é uma de suas atribuições.

O profissional abrange funções de gerenciamento da qualidade dos serviços e os indicadores de desempenho na gestão de organizações de saúde. Vale destacar que o gestor desenvolve programas de ampliação e avaliação de tecnologias na área da saúde, vistorias e elaboração de pareceres técnicos em sua área de formação.

De acordo com a matéria da Revista Quero sobre a carreira de Gestor Hospitalar, este profissional segue o horário comercial de trabalho. Portanto, o gestor geralmente cumpre nove horas por dia.

Vale destacar que o cenário não impede a realização de demandas fora do horário de trabalho. Em geral, a atuação deste profissional depende bastante da dinâmica de funcionamento do centro médico e/ou hospitalar e, até mesmo, da organização e planejamento das atividades da pessoa que desempenha esta função.

Se você deseja se aprofundar no tema e descobrir mais informações sobre a carreira, veja quanto ganha um gestor hospitalar.

Onde o profissional de Gestão Hospitalar pode trabalhar?

Um gestor hospitalar desempenha um papel crucial na administração e no gerenciamento de uma instituição de saúde. Seu trabalho envolve uma série de responsabilidades e habilidades específicas, buscando garantir o bom funcionamento do hospital e o fornecimento de cuidados de saúde de qualidade.

Uma das principais áreas de atuação de um gestor hospitalar é a coordenação de equipes multidisciplinares. Eles são responsáveis por liderar e gerenciar profissionais de diferentes áreas, como médicos, enfermeiros, administradores, técnicos de laboratório e equipes de apoio. O gestor hospitalar deve promover uma cultura de trabalho em equipe, motivar os colaboradores e criar um ambiente propício à comunicação eficaz e ao trabalho colaborativo.

A gestão financeira é outra responsabilidade central de um gestor hospitalar. Eles devem lidar com orçamentos, planejamento financeiro, controle de custos e análise de desempenho financeiro. O gestor deve buscar maneiras de otimizar os recursos financeiros disponíveis, garantindo que o hospital opere de maneira sustentável e eficiente.

Além disso, o gestor hospitalar desempenha um papel fundamental na definição e implementação de políticas e estratégias de qualidade. Eles monitoram e avaliam constantemente os indicadores de desempenho do hospital, buscando melhorias contínuas na qualidade do atendimento e na segurança dos pacientes. O gestor deve estar atento às diretrizes e regulamentações da área da saúde, assegurando que o hospital esteja em conformidade com os padrões exigidos.

A gestão de recursos humanos é outra área importante do trabalho de um gestor hospitalar. Eles são responsáveis pela contratação e treinamento de funcionários, pelo gerenciamento de escalas de trabalho, pela avaliação de desempenho e pelo desenvolvimento de planos de carreira. Além disso, o gestor deve promover um ambiente de trabalho saudável e motivador, que estimule o engajamento e a satisfação dos colaboradores.

A tecnologia da informação desempenha um papel cada vez mais relevante na gestão hospitalar, e o gestor precisa acompanhar as últimas tendências e avanços nessa área. Eles devem garantir a implementação e o uso eficaz de sistemas de informação em saúde, como registros eletrônicos de pacientes, sistemas de gestão hospitalar e sistemas de apoio à decisão clínica. O gestor hospitalar também deve se preocupar com a segurança dos dados e com a interoperabilidade dos sistemas.

Além das responsabilidades internas, o gestor hospitalar também pode ser responsável por interagir com outras instituições de saúde, órgãos governamentais, seguradoras e fornecedores. Eles podem participar de negociações contratuais, parcerias estratégicas e representar o hospital em eventos e reuniões externas.

Caso você tenha dúvidas sobre o curso de Gestão Hospitalar ou profissões nesta área, faça o seu questionamento na Comunidade Quero. A Comunidade Quero é um ambiente para troca de conhecimento, onde você pode tirar suas dúvidas e ajudar outros integrantes da Comunidade com as dúvidas sobre o curso.

Algumas das áreas em que o gestor hospitalar pode atuar são:

  • Administração e gerenciamento de instituições de saúde;

  • Gestão de recursos humanos em saúde;

  • Gestão financeira e contábil em saúde;

  • Gestão de marketing e relacionamento com clientes em saúde;

  • Gestão de suprimentos e logística em saúde;

  • Gestão da qualidade e segurança em saúde;

  • Gestão de projetos e processos em saúde.

O gestor hospitalar também pode trabalhar em órgãos públicos, como secretarias de saúde e órgãos regulatórios, e em empresas fornecedoras de produtos e serviços para a área da saúde, como fornecedores de equipamentos médicos, seguradoras e empresas de tecnologia em saúde.

Quanto ganha um profissional de Gestão Hospitalar?

O salário médio de um Gestor hospitalar no Brasil é de R$ 7.957,93 . Os estados onde a profissão de Gestor hospitalar têm os melhores salários são SC, AM e MT.

Quer saber o salário das demais especialidades? Veja aqui

Ver salários dessa profissão
Sino de ofertas
Receba um alerta quando a vaga ideal chegar!

Como ingressar na profissão de Gestão Hospitalar?

Quais são as exigências do mercado de trabalho para o profissional de Gestão Hospitalar?

O mercado de trabalho para um gestor hospitalar apresenta diversas exigências e demandas específicas. Para se destacar nessa área, é necessário possuir uma combinação de conhecimentos técnicos, habilidades gerenciais e características pessoais que sejam valorizadas pelo setor da saúde.

Em termos de formação acadêmica, a maioria dos empregadores busca profissionais com graduação em gestão hospitalar, administração de empresas com ênfase em saúde, ou áreas relacionadas. Um diploma de pós-graduação, como uma especialização, mestrado ou MBA em gestão hospitalar, também pode ser um diferencial, demonstrando um nível mais elevado de conhecimento e especialização na área.

Além da formação acadêmica, o mercado de trabalho para gestores hospitalares valoriza a experiência prática e profissional. Muitas vezes, é esperado que os candidatos tenham experiência prévia em cargos de liderança ou em áreas de gestão em instituições de saúde. Estágios, programas de trainee e participação em projetos relevantes são oportunidades que podem contribuir para a construção de um currículo competitivo nesse sentido.

O conhecimento e a compreensão dos aspectos específicos do setor da saúde são fundamentais para um gestor hospitalar. Isso inclui familiaridade com os sistemas de saúde, políticas e regulamentações, modelos de financiamento, aspectos éticos e legais da prática médica, gestão de riscos e qualidade no atendimento. Manter-se atualizado com as tendências e avanços na área da saúde é essencial, especialmente no que se refere à tecnologia da informação em saúde e inovações no setor.

No que diz respeito às habilidades gerenciais, um gestor hospitalar precisa ser um bom líder, capaz de motivar, inspirar e engajar equipes multidisciplinares. Habilidades de comunicação eficaz, tanto oral quanto escrita, são imprescindíveis para interagir com diferentes stakeholders, como médicos, enfermeiros, administradores, pacientes e fornecedores. Além disso, habilidades em gestão de conflitos, negociação, tomada de decisão e resolução de problemas são altamente valorizadas no mercado.

No atual cenário da saúde, o mercado de trabalho para gestores hospitalares também valoriza profissionais com visão estratégica e capacidade de adaptação. A capacidade de identificar oportunidades, implementar mudanças e antecipar tendências é crucial para enfrentar os desafios e promover a inovação nas instituições de saúde.

Outro aspecto importante é o foco na excelência em serviços de saúde. Os empregadores procuram gestores hospitalares comprometidos com a qualidade do atendimento, a segurança do paciente e a melhoria contínua dos processos. Conhecimento em gestão da qualidade, gestão de riscos, indicadores de desempenho e metodologias de melhoria são habilidades valorizadas nesse contexto.

Por fim, ter uma postura profissional ética, demonstrando integridade, responsabilidade e respeito aos princípios éticos e normas da área da saúde, é essencial para construir uma carreira sólida como gestor hospitalar.

Quem faz Gestão Hospitalar pode fazer Pós-graduação?

Sim, os graduados em Gestão Hospitalar podem prosseguir com estudos de pós-graduação em uma variedade de áreas relacionadas à saúde, gestão, administração ou áreas afins. Existem várias opções de pós-graduação que os profissionais de Gestão Hospitalar podem considerar, dependendo de seus interesses de carreira e objetivos pessoais. Algumas opções incluem:

Mestrado em Administração Hospitalar ou Gestão de Saúde: Esses programas são uma escolha natural para graduados em Gestão Hospitalar que desejam se aprofundar em aspectos específicos da administração e gestão de organizações de saúde.

Mestrado em Administração de Negócios (MBA) com concentração em Saúde: Um MBA com foco em saúde pode oferecer uma perspectiva mais ampla sobre a gestão de organizações de saúde, combinando conhecimentos em administração de negócios com uma compreensão dos desafios e práticas específicas do setor de saúde.

Mestrado em Saúde Pública: Este programa é adequado para aqueles interessados em políticas de saúde, epidemiologia, promoção da saúde e gestão de sistemas de saúde em nível populacional.

Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde: Esse tipo de programa pode abordar a gestão de serviços de saúde em diferentes configurações, incluindo hospitais, clínicas, sistemas de saúde comunitários, entre outros.

Mestrado em Gestão de Qualidade em Saúde: Este programa pode ser adequado para aqueles interessados em melhorar a qualidade dos cuidados de saúde e os processos organizacionais dentro de instituições de saúde.

Quais são as principais competências pessoais do profissional de Gestão Hospitalar?

As principais características do profissional de Gestão Hospitalar, listadas pelo Ministério do Trabalho, são:

Liderar pessoas;
Iniciativa;
Capacidade crítica;
Capacidade de comunicação;
Capacidade de negociação;
Criatividade;
Acessibilidade;
Capacidade de tomar decisão;
Capacidade de administrar conflitos;
Capacidade de trabalhar em equipe;
Empatia;
Capacidade de observação;
Contornar situações adversas;
Comunicação não-verbal;
Capacidade de escuta;
Capacidade retórica;
Delegar funções;
Capacidade de administrar o tempo;
Capacidade de estabelecer vínculos;
Capacidade analítica.

Nota de corte para Gestão Hospitalar

Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte . O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

No último ano, as notas de corte registradas para o curso de Gestão Hospitalar foram:

Balões de Conversa - Dúvidas sobre Gestão Hospitalar
Está com dúvidas sobre Gestão Hospitalar? Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Ver perguntas e respostas

Perguntas e Respostas - Gestão Hospitalar

Tipo de Pergunta
Recentes