Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
História do Brasil

Ciclo do Ouro

Maria Clara Cavalcanti
Publicado por Maria Clara Cavalcanti
Última atualização: 2/7/2019

Introdução

O Ciclo do Ouro foi um período na história do Brasil Colônia em que a principal atividade econômica era a extração e exportação do ouro. As primeiras grandes reservas de ouro no Brasil foram encontradas na região de Minas Gerais e tornaram-se a principal fonte de renda da economia brasileira a partir do final do Século XVII, enquanto o Ciclo da Cana-de-Açúcar foi chegando ao fim. 

Legenda: “O ciclo do ouro”, pintura de Rodolfo Amoedo

📚 Você vai prestar o Enem 2020? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚

Contexto Histórico: O Brasil Colônia

Descobrimento do Brasil aconteceu em 1500 em meio ao processo das Grandes Navegações e Expansão Marítima portuguesa. As primeiras caravelas a aportar em solo brasileiro eram lideradas por Pedro Álvares de Cabral. Entretanto, a chegada dos portugueses não significou nem de perto uma rápida consolidação do domínio colonial. Na verdade, o Período Pré-Colonial foi marcado por um relativo desinteresse da coroa portuguesa por explorar efetivamente essas terras. 

Somente em 1532, com a chegada das primeiras expedições colonizadoras, deu-se início no período chamado Brasil Colônia, marcado pela expansão territorial e exploração de matérias-primas. 

Foi nesse contexto que em 1534, o então Rei Dom João III inaugura o sistema das capitanias hereditárias, na intenção de começar o processo de povoamento na colônia. A posse das capitanias era passada aos descendentes dos donatários e estes donatários podiam entregar pedaços de terras, as chamadas sesmarias, para terceiros. O sistema das capitanias hereditárias foi uma estratégia interessante para o governo português, uma vez que povoou a colônia sem grandes custos para o Estado.

Junto com as capitanias hereditárias e seus donatários começa o plantio de cana-de-açúcar no Brasil. Os portugueses esperavam que ao introduzir o cultivo da cana, conseguissem firmar a colonizaçãogarantir a presença portuguesa e com isso, impedir as invasões externas e ameaças estrangeiras

Quando os Holandeses conquistaram a região do Caribe e começam a plantar sua própria cana-de-açúcar não demorou muito para que parassem de comprar a cana dos portugueses (basicamente entre os anos de 1680 e 1700). Além disso, passam a controlar o transporte e comércio do produto e dominam o mercado consumidor europeu, levando à crise do ciclo da cana-de-açúcar no Brasil. 

🎓 Você ainda não sabe qual curso fazer? Tire suas dúvidas com o Teste Vocacional Grátis do Quero Bolsa 🎓

O Ciclo do Ouro no Brasil 

Os primeiros grandes reservatórios de ouro foram encontrados em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Dessa forma, após o declínio da exploração da cana-de-açúcar, a descoberta do ouro impulsionou a extração e exportação dos minérios, tornando essa atividade a principal desta fase colonial no país. 

De forma semelhante ao que acontecia com a divisão das terras para monocultura - separadas em sesmarias latifundiárias - as terras para exploração dos minérios foram divididas em lotes. 

Portugal passou décadas explorando e canalizando esses recursos tão valiosos. A metrópole cobrava altos impostos em cima da atividade, como o chamado Quinto, taxa de 20% sob todo ouro retirado das minas. Outros impostos cobrados eram a Derrama, quota de 1.500 kg de ouro por ano como meta a ser atingida pela colônia, e a Capitação, imposto que o senhor pagava por cada escravo que trabalhava para ele. 

É importante pontuar que, apesar dos altos impostos cobrados por Portugal, a maior parte dos lucros decorrentes da exploração de minérios no Brasil foram para Inglaterra, devido a grande dependência econômica de Portugal em relação a ela, estabelecida pelo Tratado de Methuen.

Durante o Século XVIII o Ciclo do Ouro alcançou seu auge, gerando aumento exponencial do fluxo de mercadorias e pessoas nas regiões de exploração e seu desenvolvimento econômico. Várias cidades surgiram e cresceram nesse período, assim como as atividades comerciais, construções de igrejas, teatros e escolas. Ouro Preto, Tiradentes e Marianas são exemplos dessas cidades na região de Minas Gerais. 

Em geral, o ciclo do ouro foi responsável pelo deslocamento do centro comercial da região Nordeste (por conta da cana-de-açúcar) para as regiões de exploração de minérios (Sul e Sudeste). A fim de realizar de forma mais firme a fiscalização das regiões de mineração, a capital da colônia passou de Salvador para o Rio de Janeiro. Além disso, o processo de ocupação das terras das regiões ricas em minério também fez desenvolver outras atividades como a pecuária e a agricultura. 

A partir da segunda metade do Século XVIII, o ouro começou a ficar mais escasso. Entretanto, Portugal não diminuiu os impostos sobre ele, já que o país havia acabado de passar por um terremoto e precisava de recursos para se restabelecer. Ao contrário, decretou a chamada “Derrama”, imposto que obrigava cada região aurífera (extratora de ouro) a recolher uma tonelada e meia de ouro por ano e entregá-lo para Portugal. 


Exercícios

Exercício 1
(FUVEST)

No século XVIII a produção do ouro provocou muitas transformações na colônia. Entre elas podemos destacar:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...