logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Vestibular e Enem

8 temas de redação que podem cair no Enem 2021

por Giovana Murça em 09/04/21 960 mil visualizações

Atualizado em 21/11/2021

O superpoder que todo vestibulando gostaria de ter é saber tudo o que vai cair no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principalmente o tema da temida redação. O medo da maior parte dos candidatos é não saber argumentar sobre o tema e, muito menos, propor uma solução ao problema apresentado.

temas de redação enem

 

Mas, sem desesperos! A professora de Redação Miriele Amorim explica que “historicamente, o Enem aborda temas que, de alguma forma, influenciam a sociedade, principalmente, problemas de cunho social e de críticas à sociedade”.

Então, não teremos como tema um assunto totalmente desconhecido. Sempre serão problemas que afetam a sociedade em geral e que, bem provavelmente, você mesmo enfrenta ou conhece alguém que é afetado. O Enem também não costuma abordar temas muito polêmicos ou recentes, cuja discussão ainda esteja em curso, como, por exemplo, a legalização da maconha ou até mesmo algum recorte temático relacionado à pandemia do covid-19.

Isso não significa que você não deva ficar por dentro desses assuntos e outros que estão frequentemente nos noticiários. “Não são temas que o Enem tratará agora em sua redação, mas ainda assim, são temas importantes e necessários à discussão”, enfatiza Miriele.

Leia também:
+ Esquenta Enem 2021
+ Guia com tudo o que você precisa saber sobre a Redação do Enem

Temas para o Enem 2021

Para facilitar sua vida de estudante, a professora Miriele listou 8 possíveis temas de redação para o Enem 2021! Confira a lista:

1. Mobilidade urbana sustentável

Dentro desse tema, vale estudar as políticas públicas de deslocamento e a falta de investimento no transporte público e nos alternativos, que contribui ainda mais para problemas como o congestionamento. Também é preciso pensar em alternativas para minimizar os impactos causados pelos veículos ao meio ambiente, como a emissão de gases, por exemplo.

“A capital São Paulo, por exemplo, sofre constantemente com trânsitos quilométricos e que, mesmo tendo alternativas para aliviar o tráfego - como metrôs e rodízios de carro - ainda está longe de chegar a um nível satisfatório de mobilidade urbana", afirma Miriele.

2. A evasão escolar em questão no Brasil

O Censo Escolar, divulgado em 2018 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostra que ainda há 2 milhões de crianças e adolescentes fora da escola. Essa evasão pode estar associada à falta de escolas, bullying, falta de condições econômicas dos alunos, dentre outros.

Guia da Redação do Enem

3. O perigo da crise hídrica no Brasil

Outra pauta verde é a questão da crise hídrica no Brasil. É importante você entender as causas e consequências dessa crise e pesquisar as políticas que já estão em prática para resolver o problema e as possíveis soluções futuras.

Enem 2021: o comprovante de vacinação é obrigatório?

4. Educação a distância

Em meio à pandemia do Covid-19, a educação brasileira teve que se reinventar em tempo recorde, a fim de que conseguisse manter os alunos ativos em seus estudos e, ao mesmo tempo, preservar a qualidade da educação. 

“Dessa maneira, uma pauta importante é a questão do ensino a distância no Brasil, que, agora, mais do que nunca, pode se mostrar, em algumas circunstâncias, bastante eficaz”, opina a professora.

Veja também: Ensino a Distância: argumentos prós e contras para citar na redação do Enem

O que mais cai no Enem?

5. Analfabetismo total e funcional

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 6,8% da população acima dos 15 anos é analfabeta total, ou seja, não sabem ler o próprio nome. Além disso, numa pesquisa feita pelo Instituto Paulo Montenegro, foi constatado que 29% da população brasileira é analfabeta funcional. 

Os analfabetos funcionais não conseguem interpretar textos básicos nem operações numéricas. Esses dados demonstram que o Brasil precisa melhorar as condições de ensino público e a oferta de trabalho, “a fim de que mais pessoas possam adquirir conhecimento sem precisar passar necessidades financeiras e ter que escolher um em detrimento do outro”, completa Miriele.

6. Feminicídio no Brasil

Apesar de já ter sido tema de redação antes, a professora Miriele acredita que a questão da violência doméstica possa aparecer novamente, dessa vez com o viés do feminicídio. "Esse é um crime que tem perdurado na nossa sociedade, e, em tempos de pandemia, a agressão e, principalmente, o homicídio de mulheres têm crescido drasticamente", explica.

13 situações de violência contra a mulher e por que denunciá-la

7. Sedentarismo

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40,3% da população brasileira é considerada sedentária. Para a professora Miriele, a pauta é bastante importante nos dias atuais. "Esse mal hábito pode trazer inúmeras consequências para a saúde e bem-estar da população, o que pode, inclusive, levar à morte", justifica. 

8. Refugiados

Hoje, o Brasil tem mais de 57 mil pessoas refugiadas reconhecidas, de acordo com a Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). A questão ganhou visibilidade com a crise imigratória.

Apesar de já ter sido tema de redação do Enem antes, para a professora Miriele, ainda há muito o que falar sobre o assunto e é de suma importância que a questão seja abordada.

Crise Imigratória: Tudo o que você precisa saber sobre o tema

Mantenha-se atualizado e preparado

A dica da professora Miriele é se manter informado, por meio dos noticiários e mídias sociais, ler bastante e assistir filmes para aumentar o repertório cultural. “Também é imprescindível ler notícias de mais de uma fonte, para não ter apenas uma visão sobre o assunto e evitar as terríveis Fake News”, conclui.

Para se garantir ainda mais, faça também redações sobre esses temas, assim você treina sua argumentação e pensa previamente em possíveis soluções.

Guia completo: Redação do Enem

Ainda não sabe escrever uma redação para o Enem? Neste guia, você aprende como deve ser o formato da redação, quais são os critérios de avaliação e vê exemplos de redações de sucesso e dicas de quem tirou nota 1.000 e é especialista no assunto.

Guia da Redação do Enem

Assuntos que mais caem no Enem

Além do guia sobre redação você também pode ficar por dentro dos assuntos mais cobrados em cada matéria da prova. 

O Poliedro fez um levantamento bem didático, com gráficos e ilustrações. Para acessar o material com essas informações, é só clicar no botão abaixo e fazer o download gratuito.

Assuntos mais cobrados no Enem

Já fez o Enem? Use sua nota para entrar na faculdade!

Além das três opções oferecidas pelo governo (Sisu, Prouni e Fies), muitas faculdades e universidades brasileiras aceitam a nota do Enem como vestibular. Ou seja, se você fez a prova, seja a edição mais recente ou anteriores, é só apresentar a nota e fazer a matrícula. 

Quer começar a estudar ainda neste ano? Veja abaixo algumas das faculdades avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) que aceitam a nota do Enem: 

Encontre bolsas de estudo de até 80%


Atualizado em: 27/07/2021
Publicado originalmente em: 23/04/2019

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54