Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71
Vestibular e Enem

Fake news: como esse assunto pode cair no Enem

por Natália Plascak Jorge em 04/10/18 1,4 mil visualizações

O fim da campanha eleitoral trouxe uma discussão que preocupa muita gente por aí: as famosas fake news. Elas podem surgir dos mais diversos acontecimentos e tomaram as redes sociais de uma forma bastante rápida.

Mas, afinal, o que são as fake news?

As fake news são notícias falsas divulgadas em forma de boatos em jornais, TVs e no meio online, principalmente, nas mídias sociais. O objetivo delas é enganar as pessoas, geralmente, denegrindo a imagem de alguém para conseguir ganhos políticos. O impacto desse tipo de notícia pode ser muito grande já que elas se espalham rapidamente e ganham um número grande de compartilhamentos e cliques.

Se você está antenado nas notícias por aí, já deve ter ouvido alguma coisa sobre elas, certo? 

Como as fake news podem cair no Enem

  1.  Tema de redação
    De acordo com Thiago Braga, professor e autor de Português do Sistema de Ensino pH, a principal forma como esse assunto pode cair no Enem é no tema da redação. É válido, então, listar uma série de fatos (o assassinato de Fabiane Maria de Jesus, motivado por um boato gerado em redes sociais) e referências importantes sobre ele (“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”, frase de Joseph Goebbels) para construir o repertório sociocultural produtivo. O aluno também já deve pensar em possíveis propostas de intervenção para a resolução do problema.
  2. Na prova de Linguagens
    O assunto também pode cair em uma questão de Linguagens, segundo o professor Thiago. Uma notícia falsa possui características peculiares: geralmente, utiliza-se uma linguagem exagerada, imagens muito chamativas, teor altamente polêmico, entre outras. Pode ser pedido que o aluno indique uma ou mais dessas características de modo a verificar a habilidade dele em identificar uma notícia enganosa.
  3. Na prova de História
    Cláudio Falcão, diretor do Sistema de Ensino pH, professor e autor de Geografia, acredita também que as fake news podem entrar em alguma questão de História ao tratar as estruturas de propagandas criadas pelos estados totalitários como foi o caso da Alemanha de Hitler. Goebbels era o “arquiteto da propaganda nazista” e a sua missão era criar fake news, onde os judeus eram acusados dos problemas econômicos, onde a vitória alemã era iminente, onde Hitler era o líder perfeito e a raça ariana era considerada superior. Além disso, as outras expressões políticas e ou mesmo culturais eram consideradas imorais, degeneradas e impróprias. O estado nazista fez um “ bom” uso da mídia e com isso soube trazer grande parte da população alemã para o seu lado, onde o medo e o orgulho eram ferramentas de convencimento e de manipulação. Todos os Estados fazem uso de propaganda, no entanto, a manipulação das informações e a criação de teorias que sirvam ao interesse do Estado são mais comuns em governos totalitários (tanto de esquerda como de direita). Como nesses estados a censura era uma regra absoluta, qualquer voz contrária à propaganda oficial era silenciada ou ignorada.
  4. No destaque para as redes sociais
    Para o professor Cláudio, há também a possibilidade de ter uma questão relacionando o papel das redes sociais e das fake news na eleição dos EUA. Podemos usar isso como pano de fundo para discutir as diferenças entre democratas e republicanos no cenário americano e mundial. A campanha de Trump durante e disputa pela presidência ainda é motivo de estudos e pesquisas, com suspeitas de que as fake news tenham influenciado nas eleições. Cambridge Analytica foi a empresa que comprou dados de usuários diretamente com os donos do Facebook e vendeu para campanha do Trump. Sendo assim, Trump adaptou discursos em cada estado americano, e grupos ligados a ele disseminaram fake news em cada espaço já para bater Hillary Clinton.
  5. Na abordagem sobre interesses comerciais
    Questões sobre propagandas enganosas embasadas em argumentos pseudocientíficos e em fake news também podem cair no exame. “Esse tipo de propaganda tem o intuito de atrair mais consumidores, manipulando a informação para um interesse comercial”, explica o professor Cláudio.

Gostou das dicas? Pronto para enfrentar a prova do Enem e as fake news?





034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE BOLSAS i-close
Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
ALERTA DE BOLSAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra bolsas de estudo de até 75% de desconto nas melhores faculdades do país.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de bolsas de estudo disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE BOLSAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores bolsas de estudo chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber bolsas de estudo de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54