Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
História Geral

O Império Caldeu

Daniel Zem Bernardes
Publicado por Daniel Zem Bernardes
Última atualização: 11/4/2019

Introdução

Coluna do segundo império da babilônia, que mostra o rei Nabucodonosor escravizando os hebreus. Créditos a Daniel Villafruela

O Império Caldeu surgiu após a queda do Império Assírio, em 612 a.C.. Os caldeus trouxeram novamente a Babilônia como capital de um grande império e como o centro cultural e econômico da Mesopotâmia, por tal razão, o Império Caldeu também é conhecido como o segundo império da Babilônia.

Esse Império ficou conhecido pela figura de seu rei, Nabucodonosor, que conquistou o reino de Judá e escravizou o povo hebreu. Nabucodonosor também foi responsável pela conquista de todo o território da Mesopotâmia.

Além das conquistas militares e políticas, o Império Caldeu também deixou sua marca na cultura, sendo o responsável pela criação dos jardins suspensos da Babilônia, considerados, em conjunto, como uma das 7 maravilhas do mundo antigo.


Mas quem foram os caldeus? Como eles conseguiram estabelecer o seu império? Para respondermos a estas perguntas, precisamos entender a queda do império assírio.

A queda do império do assírio e o surgimento do império Caldeu 

Os caldeus eram um povo semita cuja história leva a crer que se estabeleceu na baixa Mesopotâmia durante o primeiro milênio antes de cristo e que, posteriormente, ocupou a cidade da Babilônia, que estava sob o controle dos assírios. Esse povo foi o grande responsável pela derrota do Império Assírio.

Os caldeus fizeram uma aliança militar com os medos e, juntos, derrubaram a capital do Império Assírio, Nínive (em 612 a.C.), após apenas 30 anos da construção da majestosa biblioteca de Nínive, realizada pelo rei Assurbanipal, que foi destruída com a conquista dos caldeus.

O Império Assírio era considerado a maior potência militar da Mesopotâmia, contudo, por conta das suas inovações estratégicas e de novas ferramentas bélicas, perto de seu fim, perdeu o controle dos seus domínios e tornou-se enfraquecido por rebeliões e guerras civis, que possibilitaram o avanço e a posterior conquista dos caldeus.

O avanço caldeu sobre o Império Assírio teve início em 626 a.C., sob a liderança do rei caldeu Naboplasar, que começou com a tomada do controle da Babilônia das mãos de uns dos filhos de Assurbanipal (rei assírio).

A autonomia da Babilônia não era aceita pelo rei assírio, o que levou a declaração de guerra contra Naboplasar e a Babilônia. A guerra se estendeu até 612 a.C., quando houve a invasão e a destruição da então capital assíria, Nínive. Assim, em 612 a.C., o Império Assírio foi totalmente controlado, dando início ao Império Caldeu, ou segundo império o da Babilônia.


O Império Caldeu foi breve, durando menos de um século (612 a.C. - 539 a.C.), tendo seu auge nas mãos do rei Nabucodonosor (605 a.C. - 563 a.C.).

O Império Caldeu e Nabucodonosor

Após os triunfos de Naboplasar, o rei dos caldeus se encontrava velho, passando suas responsabilidades para o seu filho, Nabucodonosor. O jovem pŕincipe foi, primeiramente, incubido da tarefa de expulsar os egípcios do território da Síria. Foi bem sucedido, liderando um avanço nessa região, contudo, voltou às pressas para a Babilônia após a notícia do falecimento de seu pai, em 605 a.C., que o tornou rei do Império Caldeu.

Assim, como rei, Nabucodonosor partiu para a conquista dos territórios do mediterrâneo, estabelecendo um rígido controle na região, submetendo os povos que ali residiam a pagar tributos ao Império. Em 598 a.C., o rei de Judá recusou-se pagar o tributo e, por consequência, foi morto. Os babilônios conquistaram Jerusalém e o reino de Judá.

O segundo império babilônico teve uma grande expansão de seu território nas mãos de Nabucodonosor. Seu domínio quase se estendeu por todo o crescente fértil, mas os caldeus não dominaram o território egípcio. Contudo, com a morte de Nabucodonosor, o império começou a entrar em decadência por não conseguir exercer controle nas regiões já conquistadas e por não conseguir se defender da nova ameaça que surgiu ao leste: os persas.

Em 539 a.C., o Império Caldeu caiu para o domínio dos persas, pelas mãos de Ciro I. Pode-se dizer que o domínio persa sobre a Mesopotâmia marca o fim das civilizações mesopotâmicas, já que o Império Persa foi o primeiro a conquistar todo o território da antiguidade oriental, e a Mesopotâmia se tornou apenas uma de suas muitas províncias.

Curiosidades

  • Os jardins suspensos da Babilônia sãos cercados de mistérios. Não se sabe se sua existência foi real ou apenas um mito, já que não existem vestígios de sua obra. Contudo, existem relatos escritos que exaltam a sua beleza.

Representação dos jardins suspensos da Babilônia

  • Os hebreus só foram soltos em 539 a.C., quando Ciro I autorizou a volta deste povo para a sua terra, que era chamada de Judá. Assim, os hebreus passaram a ser conhecidos como Judeus.

Exercícios

Exercício 1
(FATEC/2003)

O Iraque, recentemente em guerra com os EUA e Inglaterra, já foi palco de uma grande civilização na Antiguidade, a Mesopotâmia.

Desta civilização, inserida na área do Crescente Fértil, é correto afirmar:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...