Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

Jornalismo

Saiba tudo sobre o curso de Jornalismo e comece a estudar com ajuda da Quero Bolsa

Ilustração de uma garota fazendo uma pesquisa do curso de Jornalismo no notebook
Média Salarial: R$ 3.719,34
Duração: em média, 4 anos
Bolsas: a partir de R$ 78,00
Ver bolsas de até 88%

Sobre o curso de Jornalismo

Jornalismo é a prática de coletar, verificar e comunicar informações relevantes e verídicas para o público. Utiliza diversas mídias, como texto, áudio e vídeo, para contar histórias, informar sobre eventos atuais e analisar questões de interesse público, promovendo a transparência e o entendimento na sociedade.

O curso de Jornalismo é uma formação acadêmica voltada para a preparação de profissionais que atuarão no universo da comunicação, especialmente no campo da produção, edição e difusão de notícias e informações. Esta área é fundamental na sociedade contemporânea, pois desempenha um papel crucial na construção e na disseminação do conhecimento, além de promover a transparência em diversos setores.

Ao longo do curso, os estudantes são expostos a uma ampla gama de disciplinas que abrangem desde os fundamentos teóricos do jornalismo até técnicas práticas de produção de conteúdo em diferentes mídias. Isso inclui aulas de redação, ética jornalística, história da comunicação, teorias da comunicação, fotojornalismo, radiojornalismo, telejornalismo, jornalismo digital, entre outras.

Um aspecto crucial do curso é o desenvolvimento das habilidades de apuração e investigação. Os futuros jornalistas aprendem a buscar informações de forma objetiva, crítica e responsável, sempre pautados pela veracidade e pela imparcialidade. Além disso, são orientados a compreender e respeitar os princípios éticos que norteiam a profissão, como a proteção da fonte, a não manipulação de informações e o compromisso com o interesse público.

A prática é uma parte integral do curso de Jornalismo. Os estudantes têm a oportunidade de realizar estágios em redações, agências de notícias, emissoras de rádio e TV, portais online e outros veículos de comunicação. Essa imersão no ambiente profissional proporciona uma visão realista do funcionamento da indústria jornalística e permite aos alunos aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Além disso, é comum que os cursos de Jornalismo incentivem a participação em projetos de extensão e em veículos laboratoriais mantidos pela própria instituição de ensino. Isso proporciona aos estudantes a oportunidade de publicar matérias, produzir conteúdo multimídia e adquirir experiência valiosa antes mesmo de ingressar no mercado de trabalho.

Ao concluir o curso, os formandos estão aptos a atuar em diversas áreas do jornalismo, como reportagem, edição, assessoria de imprensa, produção audiovisual, pesquisa, docência, entre outras. Além disso, estão preparados para lidar com os desafios e as transformações constantes do cenário midiático, adaptando-se às novas tecnologias e plataformas de comunicação que surgem ao longo do tempo.

+ Veja bolsas de estudo para o curso de Jornalismo

Os tipos de formação para o curso de Jornalismo são: bacharelado e pós-graduação .

Como é o curso de Jornalismo?

A experiência na faculdade de jornalismo pode variar de acordo com a instituição de ensino, mas geralmente, o curso proporciona uma formação abrangente e prática para futuros profissionais da área. Ao longo dos anos de graduação, os estudantes de jornalismo têm a oportunidade de desenvolver habilidades em diversas áreas, como reportagem, redação, edição, fotografia, rádio, televisão e mídias digitais.

As disciplinas do curso abrangem teorias da comunicação, ética jornalística, história da imprensa, além de oferecerem aulas práticas em laboratórios específicos para a aplicação do conhecimento teórico. Os alunos geralmente participam de projetos editoriais, estágios em veículos de comunicação e eventos acadêmicos, o que contribui para a construção de uma visão mais ampla sobre o mundo do jornalismo.

A pesquisa e a busca constante por informações precisas são fundamentais no processo de aprendizado, incentivando os estudantes a se manterem atualizados com os acontecimentos globais. Além disso, a interação com professores experientes e profissionais do ramo proporciona valiosas oportunidades de networking e mentoria.

A ênfase prática do curso pode envolver a produção de matérias para veículos da própria instituição, a realização de entrevistas, a cobertura de eventos e a criação de projetos multimídia. Durante a graduação, os estudantes são desafiados a aprimorar suas habilidades de pesquisa, escrita e comunicação, preparando-os para os desafios do mercado de trabalho jornalístico.

É importante ressaltar que a faculdade de jornalismo não se limita apenas à sala de aula, mas abrange a vivência em redações, estúdios e ambientes profissionais, o que contribui para a formação integral dos futuros jornalistas. O curso busca capacitar os estudantes não apenas como contadores de histórias, mas como profissionais éticos e críticos, aptos a enfrentar os desafios dinâmicos do jornalismo contemporâneo.

Qual a grade curricular de Jornalismo?

Grade Curricular é o conjunto de matérias que o aluno estudará durante o curso. Veja abaixo um exemplo de grade curricular para o curso de Jornalismo em uma de nossas faculdades parceiras:

  • Antropologia da Comunicação

  • Assessoria de Imprensa

  • Ciência Política

Ver a grade curricular

O que se aprende na faculdade de Jornalismo?

A faculdade de jornalismo oferece uma ampla gama de conhecimentos e habilidades essenciais para se tornar um profissional bem-sucedido no campo do jornalismo. Ao longo do curso, os estudantes aprendem uma série de tópicos e práticas que os preparam para trabalhar no cenário da mídia atual.

Primeiramente, os alunos são introduzidos aos princípios fundamentais do jornalismo, incluindo a ética e responsabilidade dos profissionais. Eles aprendem sobre a importância da precisão, imparcialidade e verificação dos fatos, entendendo o papel crucial da imprensa em fornecer informações confiáveis à sociedade.

Além disso, os estudantes de jornalismo desenvolvem habilidades de pesquisa, investigação e entrevista. Eles aprendem a identificar fontes confiáveis, a coletar dados relevantes e a analisar informações de maneira crítica. Também são ensinados a conduzir entrevistas eficazes, elaborar perguntas pertinentes e aprofundar-se em assuntos complexos.

A escrita jornalística é uma parte central do currículo. Os alunos aprendem a redigir textos claros, concisos e atrativos, adaptando seu estilo de escrita a diferentes formatos, como notícias, reportagens, editoriais e artigos de opinião. Eles também aprendem a estruturar uma história de forma envolvente, destacando os aspectos mais relevantes e interessantes para o público.

As habilidades de edição e produção também são abordadas durante o curso. Os estudantes aprendem a editar e revisar textos, aprimorando sua gramática, estilo e organização. Eles também têm a oportunidade de trabalhar com diferentes mídias, como fotografia, vídeo e áudio, aprendendo a produzir conteúdo multimídia e a utilizar as ferramentas tecnológicas disponíveis.

A compreensão dos diferentes meios de comunicação é outro aspecto importante da formação em jornalismo. Os alunos estudam a história e o funcionamento dos meios de comunicação, incluindo jornais, revistas, rádio, televisão e mídia online. Eles analisam as características de cada formato e compreendem como as tecnologias têm influenciado o cenário midiático.

Além disso, a faculdade de jornalismo aborda temas contemporâneos, como jornalismo investigativo, jornalismo de dados e jornalismo digital. Os estudantes aprendem a utilizar ferramentas e técnicas para investigar questões complexas, a interpretar dados estatísticos e a adaptar-se às demandas do ambiente digital em constante evolução.

Por fim, a faculdade de jornalismo também promove o desenvolvimento de habilidades interpessoais e de trabalho em equipe. Os alunos participam de projetos colaborativos, simulações de redação e cobertura de eventos reais, aprimorando suas habilidades de comunicação, negociação e resolução de problemas.

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Ministério da Educação (MEC), o curso de Jornalismo conta com uma função social específica, de identidade profissional diferenciada em relação ao campo maior da Comunicação Social e, por isso, segue direcionamento próprio.

De acordo com as diretrizes, as instituições de ensino têm liberdade no planejamento e definição da grade curricular, desde que contemplem os seis eixos definidos como fundamentais para a formação do jornalista. Seguem os eixos e suas funções:

  • Eixo de fundamentação humanística: capacitar o jornalista para exercer a sua função intelectual de produtor e difusor de informações e conhecimentos de interesse para a cidadania;

  • Eixo de fundamentação específica: proporcionar ao jornalista clareza conceitual e visão crítica sobre a especificidade de sua profissão;

  • Eixo de fundamentação contextual: embasar o conhecimento das teorias da comunicação, informação e cibercultura, em suas dimensões filosóficas, políticas, psicológicas e socioculturais;

  • Eixo de formação profissional: fundamentar o conhecimento teórico e prático, familiarizando os estudantes com as atividades do jornalista no mercado de trabalho;

  • Eixo de aplicação processual: fornecer ferramentas técnicas e metodológicas para os diferentes suportes do jornalismo;

  • Eixo de prática laboratorial: adquirir conhecimentos e desenvolver habilidades inerentes à profissão a partir da aplicação de informações e valores e integrar os demais eixos.

Dica importante: Confira o Guia Completo sobre a Redação do Enem. Veja dicas incríveis para você arrasar e conseguir uma boa nota nesta parte importante da prova. Tenha acesso aos critérios de avaliação, dicas de especialistas e exemplos nota 1000! Tudo gratuito para você!

Quanto custa uma faculdade de Jornalismo?

Atualmente, o custo de uma faculdade de Jornalismo pode variar bastante no Brasil. Ele depende muito da instituição em que é oferecida a graduação. Os parceiros da Quero Bolsa possuem mensalidades a partir de R$24,00.

Caso você tenha dúvidas se esse curso é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nessa importante escolha profissional.

Procure o curso de Jornalismo ideal para você!

Com mensalidades a partir de R$ 78,00 entre as 1.403 instituições parceiras do Quero Bolsa.

Veja como é simples começar a estudar

  1. Encontre seu curso
  2. Garanta sua bolsa
  3. Economize até se formar

Sobre a carreira de Jornalismo

O que faz o profissional de Jornalismo?

Um jornalista é um profissional dedicado a coletar, investigar, analisar e transmitir informações de interesse público. Sua principal função é atuar como um intermediário entre os eventos e as notícias, trazendo fatos relevantes ao conhecimento do público em geral.

Para desempenhar suas tarefas, um jornalista realiza uma variedade de atividades. Em primeiro lugar, eles são responsáveis pela pesquisa e coleta de informações. Isso envolve conduzir entrevistas, investigar fontes, buscar documentos e dados relevantes, além de acompanhar eventos e acontecimentos em tempo real. O objetivo é obter informações precisas e verificadas, com base em uma variedade de fontes confiáveis.

Com base nas informações coletadas, o jornalista analisa e interpreta os fatos, identificando os aspectos mais relevantes e interessantes de uma história. Eles são responsáveis por verificar a veracidade das informações, confrontando diferentes fontes e garantindo a [precisão dos dados apresentados.

Uma vez que as informações são processadas, o jornalista redige e produz o conteúdo jornalístico. Isso pode incluir a redação de notícias, reportagens, artigos, editoriais e outras formas de narrativas jornalísticas. Eles devem ser capazes de adaptar seu estilo de escrita a diferentes formatos e veículos de comunicação, mantendo uma linguagem clara, objetiva e envolvente.

Além da redação, os jornalistas também podem ser responsáveis pela produção de conteúdo multimídia. Eles podem capturar fotos, gravar vídeos, editar áudios e criar apresentações visuais para complementar suas histórias. O jornalismo contemporâneo valoriza cada vez mais a habilidade de utilizar diferentes formas de mídia para enriquecer a experiência do público.

Outra responsabilidade importante dos jornalistas é manter-se atualizado sobre as mudanças e acontecimentos relevantes em sua área de atuação. Eles devem estar cientes das tendências sociais, políticas, econômicas e culturais, e acompanhar os desenvolvimentos em diferentes setores da sociedade. Isso os capacita a identificar pautas interessantes, contextualizar eventos e fornecer análises aprofundadas.

Além disso, os jornalistas podem desempenhar um papel fundamental no campo do jornalismo investigativo. Eles podem se dedicar a expor irregularidades, investigar casos de corrupção, divulgar informações sensíveis ou revelar histórias de interesse público que poderiam passar despercebidas. Essa forma de jornalismo exige habilidades aprimoradas de pesquisa, entrevista e análise crítica.

Caso você tenha dúvidas sobre o curso de JORNALISMO ou profissões nesta área, pergunte na Comunidade Quero . A Comunidade Quero é um ambiente para troca de conhecimento, onde você pode tirar suas dúvidas e ajudar outros integrantes da comunidade com as dúvidas sobre cursos e faculdades.

Onde o profissional de Jornalismo pode trabalhar?

O jornalista possui uma vasta gama de opções quando se trata de locais de trabalho. Tradicionalmente, a redação de veículos de comunicação é um ambiente comum, onde profissionais produzem notícias para jornais, revistas, portais de notícias e emissoras de rádio e televisão. Nesses espaços, eles podem atuar como repórteres, editores, redatores, apresentadores ou produtores, dependendo da mídia em que estão inseridos.

Além disso, a área de assessoria de imprensa oferece oportunidades para jornalistas trabalharem em empresas, organizações governamentais, ONGs ou agências de comunicação. Nesse contexto, eles são responsáveis por gerenciar a relação entre a instituição e a mídia, produzindo comunicados, organizando eventos e facilitando o contato com jornalistas.

O jornalista também pode se destacar no jornalismo investigativo, onde tem a chance de explorar a fundo questões de interesse público, frequentemente expondo irregularidades e abusos.

Outra opção é o campo acadêmico, onde jornalistas podem se tornar professores ou pesquisadores em faculdades e universidades. Essa escolha permite que compartilhem seu conhecimento e experiência com a próxima geração de profissionais da área.

Nos dias de hoje, com o avanço tecnológico, muitos jornalistas encontram oportunidades no jornalismo digital, atuando em redações online, blogs, podcasts e canais de vídeo na internet. Esse meio oferece flexibilidade e a possibilidade de explorar diferentes formatos de conteúdo.

Adicionalmente, há a possibilidade de jornalistas se especializarem em áreas específicas, como esportes, política, cultura, economia, saúde, entre outras. Podem também optar por freelancing, trabalhando de forma independente e contribuindo com diversos veículos em projetos específicos.

Descubra o salário do professor de jornalismo.

Projeto altera Lei de Acesso à informação para ampliar transparência com recursos públicos:

O Projeto de Lei 2414/23 propõe que órgãos da administração pública sejam obrigados a divulgar, de forma automática e sem necessidade de solicitação, informações referentes ao uso de recursos públicos pela instituição. Em fase de análise na Câmara dos Deputados, a proposta busca modificar a Lei de Acesso à Informação.

As informações, conforme estabelecido pelo projeto, devem ser apresentadas de maneira clara, interligada e estruturada, permitindo que qualquer cidadão compreenda o percurso dos recursos desde a sua origem até o pagamento final.

A deputada Adriana Ventura (São Paulo), coautora do projeto junto a outros 13 deputados, destaca que o objetivo é aprimorar a transparência relacionada à prestação de contas do uso dos recursos públicos.

A proposta será submetida a análise, em caráter conclusivo, pelas comissões de Administração e Serviço Público, de Finanças e Tributação, e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

As informações foram veiculadas inicialmente pela Agência Câmara de Notícias.

Quanto ganha um profissional de Jornalismo?

O salário médio de um Jornalista no Brasil é de R$ 3.719,34 . Os estados onde a profissão de Jornalista têm os melhores salários são DF, SC e RJ.

Quer saber o salário das demais especialidades? Veja aqui

Ver salários dessa profissão
Sino de ofertas
Receba um alerta quando a vaga ideal chegar!

Como ingressar na profissão de Jornalismo?

Quais são as exigências do mercado de trabalho para o profissional de Jornalismo?

O mercado de trabalho para jornalistas é dinâmico e exige uma combinação de habilidades e competências essenciais para o sucesso na profissão. Primeiramente, a capacidade de apuração e investigação é crucial. Jornalistas devem ser perspicazes, curiosos e capazes de buscar informações precisas e relevantes de forma eficiente.

Além disso, a habilidade de comunicação é fundamental. Jornalistas devem ser proficientes em escrita clara e objetiva, adaptando-se aos diferentes estilos e formatos de redação exigidos por diversos meios de comunicação. A capacidade de produzir conteúdo multimídia, incluindo texto, áudio, vídeo e gráficos, torna-se cada vez mais valiosa diante da diversificação das plataformas de mídia.

A ética profissional é uma exigência inegociável. Integridade, imparcialidade e respeito aos princípios éticos são fundamentais para garantir a confiança do público e a credibilidade da informação veiculada. Proteger fontes e evitar conflitos de interesse são práticas essenciais.

Adaptabilidade é outra competência vital. O jornalismo é uma área sujeita a mudanças tecnológicas e transformações no modo como as informações são consumidas. Profissionais devem estar dispostos a aprender e se adaptar a novas ferramentas e plataformas de comunicação.

A capacidade de trabalhar sob pressão e cumprir prazos é uma exigência comum no campo jornalístico. Notícias muitas vezes têm prazos apertados e os jornalistas devem ser capazes de entregar conteúdo de alta qualidade de forma eficiente.

Por fim, o networking e a habilidade de construir relacionamentos são valiosos. Isso inclui a capacidade de estabelecer contatos na indústria, colaborar com outros profissionais e manter uma rede de fontes confiáveis.

Legendas descritivas nos meios de comunicação: O Projeto de Lei 680/23 propõe a obrigatoriedade da inclusão de legendas descritivas nos meios de comunicação que utilizam áudio em geral, como televisão aberta e por assinatura, filmes, internet e outras plataformas. Essa proposta, em análise na Câmara dos Deputados, busca alterar a Lei da Língua Brasileira de Sinais.

Conforme relatado pela Agência Câmara de Notícias, o projeto ainda aguarda encaminhamento para análise pelas comissões permanentes da Câmara.

Confira as últimas notícias sobre Jornalismo e Comunicação

Abraji anuncia datas e local do 19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo:

O Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji será sediado no campus Álvaro Alvim da ESPM-SP, localizado na Vila Mariana, em São Paulo. A 19ª edição está programada para ocorrer de 11 a 14 de julho de 2024. Durante os primeiros três dias, acontecerá o Congresso e o XI Seminário de Pesquisa em Jornalismo Investigativo, enquanto o dia 14 de julho será reservado para o 6º Domingo de Dados.

As informações foram inicialmente divulgadas no site da Abraji.

O Congresso manterá o formato híbrido em 2024, combinando atividades presenciais com transmissões ao vivo de parte da programação. Este ano, também serão reintroduzidas as sessões assíncronas (conteúdo gravado), que estarão disponíveis na plataforma do evento para aprimorar a experiência dos participantes online.

Projeto define regras para combater propaganda enganosa na internet

O Projeto de Lei 123/24 propõe que as relações de consumo entre os usuários de internet e os provedores de aplicações (tais como sites e redes sociais) estejam sujeitas ao Código de Defesa do Consumidor, especialmente no que diz respeito à propaganda.

Essa proposta encontra-se em análise na Câmara dos Deputados e as informações foram inicialmente divulgadas pela Agência Câmara de Notícias.

Com essa medida, os provedores serão obrigados a exigir clareza e veracidade nas informações publicitárias que veicularem, além de estabelecer a responsabilidade civil e penal em caso de descumprimento.

O PL 123/24 também determina que as plataformas digitais mantenham um canal de atendimento para reclamações sobre publicidade enganosa e removam o conteúdo em até 24 horas, sujeitas a penalidades em caso de descumprimento e à obrigação de indenização às vítimas.

Essa proposta implica em alterações no Marco Civil da Internet, que regula os princípios do uso da internet no Brasil, e será analisada de forma conclusiva por três comissões da Câmara: Comunicação; Defesa do Consumidor; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Veja também: Quanto ganha um repórter de rádio e TV no site da Quero Bolsa.

Quais são as principais competências pessoais do profissional de Jornalismo?

As principais características do profissional de Jornalismo, listadas pelo Ministério do Trabalho, são:

Domínio da língua portuguesa;
Preocupação em manter-se bem informado;
Habilidade de trabalho sob pressão;
Espírito de equipe;
Postura ética;
Capacidade de admitir opiniões divergentes;
Criatividade;
Sensibilidade social;
Capacidade de observação;
Curiosidade;
Senso crítico;
Capacidade de organização;
Capacidade de improvisação;
Imparcialidade ao informar;
Conhecimentos de informática;
Habilidade de comunicação em outro idioma.

Nota de corte para Jornalismo

Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte . O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

No último ano, as notas de corte registradas para o curso de Jornalismo foram:

Balões de Conversa - Dúvidas sobre Jornalismo
Está com dúvidas sobre Jornalismo? Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Ver perguntas e respostas

Perguntas e Respostas - Jornalismo

Tipo de Pergunta
Recentes