Engenheiro naval: tudo sobre a profissão

Profissional responsável pelo desenvolvimento de equipamentos, dispositivos ou embarcações navais

Além de atuar na construção de peças e embarcações, o engenheiro naval pode trabalhar em órgãos de fiscalização, supervisão de equipes e pesquisas sobre materiais ou equipamentos.

engenheiro naval

Sobre a profissão

O engenheiro naval está apto ao desenvolvimento do projeto de navios, equipamentos ou partes da composição da embarcação. O profissional possui conhecimento dos materiais que são adequados (ou inadequados) para a composição do projeto naval. Além disso, o engenheiro naval pode desempenhar funções nos setores de supervisão e gestão das equipes de produção.

De acordo com a página de Engenharia Naval, o profissional também implementa atividades de manutenção, desenvolve atividades de fabricação de produtos e elabora documentação técnica.

O profissional pode atuar na fiscalização de embarcações e das vias de fluxo naval. Em adição, o responsável pode trabalhar no desenvolvimento e na pesquisa de equipamentos para a área de atuação. Outra possibilidade é o desempenho de funções na Marinha do Brasil, cuja admissão ocorre através de processos seletivos. De acordo com o portal de recrutamento Glassdoor, o salário médio de Engenheiro Naval é de R$ 10.847,00 por mês no Brasil.

Se você gostaria de se profissionalizar na área e fazer sua faculdade com bolsa de estudo em Engenharia Naval, veja as ofertas disponíveis no site da Quero Bolsa. Não deixe de conferir as bolsas de estudo para Construção Naval e para as demais áreas da Engenharia.

O engenheiro naval tem um vasto campo de atuação, principalmente, por estar apto ao trabalho com peças, equipamentos ou com embarcações como um todo. Sobre os equipamentos, o profissional pode trabalhar em empresas que produzem peças para as embarcações navais e em equipes de pesquisa de materiais. Há possibilidade de trabalho nas áreas que convergem com o setor marítimo, por exemplo, a indústria petrolífera. 

O engenheiro está apto ao trabalho em órgãos de fiscalização e monitoramento do fluxo de embarcações. O trabalho em órgãos de controle também pode abranger as hidrovias e trajetos lacustres. Por fim, vale destacar que o profissional pode desempenhar funções em portos e terminais hidroviários.

Por que ser um Engenheiro naval?

Panorama em
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Não era isso que você esperava?

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Engenheiro naval

    Como se tornar um Engenheiro naval?

    A Quero Bolsa disponibiliza oportunidades de cursos de graduação em Construção Naval e bolsas de estudo em Engenharia Naval. O bacharelado em Engenharia Naval tem duração média de cinco anos e, durante o período acadêmico, a realização do trabalho de conclusão de curso (TCC) é obrigatória. Além disso, o estudante deve participar de estágio supervisionado por ao menos 160 horas.

    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão? 🤔

    Qual cidade deseja trabalhar?

    Mais profissões da área de Engenharia e Produção

    Conheça mais profissões que combinam com você e compare as características dos cursos.