Informações
WhatsApp
Iniciar um atendimento
E-mail
contato@querobolsa.com.br
Telefone
Ligue para 0800 940 0840
Segunda a sexta das 09h às 19h
Como funciona?
Encontre seu curso
Faça sua pré-matrícula online
Economize até o fim do curso!

Engenheiro agrônomo: tudo sobre a profissão

O responsável por melhorar a produtividade em plantações e rebanhos

Crescimento da área se reflete em mercado de trabalho aquecido pelo Agronegócio e em salários altos para profissionais

engenheiro agrônomo

Sobre a profissão

O engenheiro agrônomo realiza o planejamento, organização e manutenção dos processos agrícolas. Ele é responsável pelas técnicas de melhoramento do plantio, combate a pragas, colheita, armazenamento e até a comercialização dos produtos de origem vegetal e animal.

Com conhecimento sobre a biotecnologia, consegue trazer dos laboratórios para o campo a aplicação das pesquisas para aumento da produtividade de forma sustentável.

Seu contato constante com o campo é essencial para administrar com clareza os aspectos ambientais, climáticos, geográficos, sociais e técnicos da produção. O exercício da profissão de engenheiro agrônomo mescla os conceitos das ciências humanas, exatas e biológicas.

O engenheiro agrônomo trabalha com o desenvolvimento de soluções que contribuem para a geração de maior e melhor produtividade em plantações e rebanhos. Atualmente, o profissional encara um mercado de trabalho aquecido, principalmente pelo Agronegócio, e conquista alta remuneração. O salário médio de um engenheiro agrônomo, no Brasil, varia bastante conforme o estado em que ele atua, mas pode chegar a R$15.000,00 dependendo da cidade, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2018, do Ministério do Trabalho.

O engenheiro agrônomo é capacitado para atuar em entidades públicas ou privadas nos diferentes setores que envolvem a produtividade agrícola. A Agronomia é diversa. O profissional está presente na administração rural e econômica, na aplicação de novas técnicas de plantio, no trato ambiental, no gerenciamento de fatores que influenciam a produção (como o solo e clima), no cuidado com os animais, no controle de pragas, entre outras várias atividades.

Alguns engenheiros agrônomos escolhem o setor da consultoria para trabalhar, prestando auxílio técnico para que projetos agroindustriais se desenvolvam com sucesso.

A pesquisa e a docência também são campos possíveis para o engenheiro agrônomo, com a possibilidade de atuar em laboratórios e universidades para desenvolver soluções para o futuro da agricultura.

Por que ser um Engenheiro agrônomo?

Panorama em
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Não era isso que você esperava?

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Engenheiro agrônomo

    Como se tornar um Engenheiro agrônomo?

    Quem deseja atuar como engenheiro agrônomo precisa terminar o Ensino Médio e se matricular em um curso superior de Engenharia Agronômica reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). A duração da graduação nas faculdades públicas e privadas brasileiras é de aproximadamente cinco anos.

    Existem diferentes nomes para as graduações de engenharia na área da Agronomia. Alguns são bacharelados e outros proporcionam o título de tecnólogo. Por isso, antes de iniciar o curso é muito importante que o aluno conheça a grade curricular da faculdade e a ênfase da formação.

    O engenheiro agrônomo precisa ter registro válido no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) para poder exercer sua profissão legalmente.

    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão? 🤔

    Qual cidade deseja trabalhar?

    Mais profissões da área de Engenharia e Produção

    Conheça mais profissões que combinam com você e compare as características dos cursos.